Floresta com Araucárias, com menos de 3% da sua área original, ainda é motivo de preocupação

  Produção sustentável de pinhão e erva-mate agrega valor ao ecossistema e contribui para sua conservação     Um dos ecossistemas mais característicos da região sul do Brasil e bastante ameaçado, a Floresta Ombrófila Mista (FOM), ou Floresta com Araucárias, tem hoje menos de 3% da sua área original. O motivo são os anos de degradação e o corte de seus pinheiros que a levaram a essa situação crítica. Como consequência, uma das espécies

Livro ‘Amazônias em tempos contemporâneos: entre diversidades e adversidades’ para acesso e/ou download

  Por Eduardo Gomes (Fiocruz Amazonas) “Amazônias em tempos contemporâneos: entre diversidades e adversidades”, é título do livro lançado na segunda-feira (12/6), organizado pelas pesquisadoras Jane Felipe Beltrão e Paula Mendes Lacerda. O lançamento ocorreu no Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazonas), em Manaus (AM), durante a cerimônia de recondução de Sérgio Luz, ao cargo de diretor do Instituto. Pesquisadores da Fiocruz fazem parte dos autores, que possuem formação diversificada e têm em

Dez milhões de toneladas de peixe desperdiçados a cada ano, apesar da diminuição dos estoques pesqueiros

  University of British Columbia     As frotas de pesca industrial despejam quase 10 milhões de toneladas de bons peixes de volta ao oceano a cada ano, de acordo com novas pesquisas. O estudo realizado por pesquisadores do Sea Around Us, uma iniciativa do Instituto de Oceanos e Pescas da Universidade da Colúmbia Britânica e da Universidade da Austrália Ocidental, revela que quase 10% da captura total do mundo, na última década, foi descartada

Se automedicar para dormir traz riscos para a saúde

    De acordo com a Associação Mundial de Medicina do Sono, a insônia é uma epidemia global que ameaça a saúde e a qualidade de vida de até 45% da população mundial. Muitas pessoas buscam nos remédios uma solução para acabar com o problema, mas, apesar de ser considerada normal, a automedicação é um erro que pode gerar complicações mais graves. Um levantamento realizado pelo IBGE, por intermédio da Pesquisa Nacional de

Índice da edição nº 2.781, 2017 [de 26/06/17]

    Medo, combustível da violência, artigo de Montserrat Martins A França em marcha para a paridade de gênero na política, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Impactos na Percepção Visual em Ambientes Industriais de Produção Contínua Automatizada, por Aparecida Ferreira Frias e Fernando Maida Bacia do Tapajós é uma das mais ameaçadas por hidrelétricas na Amazônia, segundo estudo publicado na Nature Manual, disponível para download gratuito, busca popularizar compostagem Vídeo sobre os agroquímicos: Nuvens de veneno Pesquisa

Medo, combustível da violência, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Medo é uma emoção essencial, para evitarmos perigos, mas sentir medo também provoca consequências perigosas. Em Fisiologia se chama de “reação de luta e fuga” a descarga de adrenalina que o organismo produz quando nos assustamos. Ou seja, uma pessoa com medo não apenas está propensa a fugir como também a agredir, mesmo antes de ser agredida, se achar que corre risco. Criminosos com medo são mais perigosos que os

A França em marcha para a paridade de gênero na política, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  Ou nenhum indivíduo da espécie humana tem verdadeiros direitos, ou todos têm os mesmos; e aquele que vota contra os direitos do outro, seja qual for a sua religião, cor ou sexo, desde logo abjurou o seu próprio. Marquês de Condorcet (03/07/1790)     [EcoDebate] Ao contrário do Brasil que já elegeu e reelegeu uma mulher para a Presidência da República, a França nunca teve uma mulher no posto máximo do Poder Executivo.

Impactos na Percepção Visual em Ambientes Industriais de Produção Contínua Automatizada, por Aparecida Ferreira Frias e Fernando Maida

    Introdução Com a globalização e o crescimento industrial desorganizado consorciado com a falta de planejamento de longo prazo, inúmeras consequências de danos ambientais e com perdas de vidas humanas levaram a um clamor da sociedade por maior rigor nos controles dos processos industriais. A chegada da automação industrial associada a ferramentas de alta tecnologia informatizada foram a saída para a busca da melhoria contínua dos processos industriais e seus controles. Desde

Bacia do Tapajós é uma das mais ameaçadas por hidrelétricas na Amazônia, segundo estudo publicado na Nature

  Por Sucena Shkrada Resk/ICV     A Bacia do Tapajós, localizada nos estados do Mato Grosso, Pará e Amazonas, que liga o Cerrado à Amazônia, é uma das mais ameaçadas na Bacia Amazônica por projetos de empreendimentos hidrelétricos construídos e em planejamento, ao não ser considerado o efeito cumulativo de impactos destas barragens. Esta é uma das conclusões de um grupo de cientistas, no Estudo Damming the Rivers of Amazon Basin, publicado recentemente pela

Manual, disponível para download gratuito, busca popularizar compostagem

    Disponível gratuitamente na Internet, publicação orienta sobre a prática em ambiente doméstico, comunitário e institucional. POR WALESKA BARBOSA, MMA Os orgânicos representam cerca de 50% dos resíduos urbanos gerados no Brasil. Apesar disso, apenas 1% desse total é destinado a compostagem. Para popularizar a prática e disseminar conhecimento sobre a reprodução do ciclo dos resíduos orgânicos, está disponível gratuitamente na Internet a publicação Compostagem Doméstica, Comunitária e Institucional de Resíduos Orgânicos: Manual

Vídeo sobre os agroquímicos: Nuvens de veneno

  Vídeo: Nuvens de veneno VideoSaúde Distribuidora da Fiocruz A nuvem se espraia pelas plantações. Em vez de molhar, seca. Ela não traz a chuva, traz o veneno. O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de soja, algodão, milho e também um dos maiores consumidores de fertilizantes químicos e agrotóxicos. Nuvens de veneno expõe as preocupações com as consequências do uso desses agroquímicos no ambiente, especialmente, na saúde do trabalhador. Um documentário

Pesquisa analisa o processo histórico que tornou os rios da capital paulista símbolos de descaso e degradação

São Paulo precisa redescobrir a relação com seus rios Por Denis Pacheco, do Jornal da USP “Hoje a gente só percebe o rio quando ele transborda ou cheira mal. Ou seja, só de uma forma negativa. Apesar de a água refletir a luz do sol e render uma paisagem bonita, só percebemos o rio quando ele paralisa automóveis.” A melancólica constatação é do arquiteto José Paulo Neves de Gouvêa, pesquisador da Faculdade de

Leitura na infância dá impulso duradouro à alfabetização

  A leitura que começa logo após o nascimento pode se traduzir em habilidades de linguagem e vocabulário mais avançadas antes da escola primária     Uma nova pesquisa, apresentada durante o Encontro das Sociedades Acadêmicas Pediátricas de 2017, revela que ler livros para uma criança na primeira infância pode aumentar o vocabulário e as habilidades de leitura, quatro anos depois, antes do início da escola primária. Essas descobertas são promissoras porque sugerem que a

Índice da edição nº 2.780, 2017 [de 23/06/17]

    As novas projeções da ONU sobre a população brasileira e mundial, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Lei de pagamentos por serviços ambientais do Acre beneficia mercado financeiro, por Amyra El Khalili e Arthur Soffiati Dois mil botos são mortos na Amazônia ao ano para pesca da piracatinga Uso indiscriminado de agrotóxicos pode levar à extinção de abelhas Agrotóxicos: 'Temos um pacote do veneno tramitando no Congresso Nacional', alerta procuradora Não estamos transitando para energias

As novas projeções da ONU sobre a população brasileira e mundial, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A Divisão de População da ONU divulgou, dia 21/06/2017, as novas projeções de população para todos os países e para a população regional e mundial. A Revisão 2017 da ONU, traz uma série muito grande de dados e gráficos, assunto para muitas análises e debates. Para o Brasil, a nova revisão média indica que o pico populacional (máximo da população antes do início do decrescimento) deve ocorrer em 2047, quando

Lei de pagamentos por serviços ambientais do Acre beneficia mercado financeiro, por Amyra El Khalili e Arthur Soffiati

    [EcoDebate] A Lei nº 2.308, de 22 de outubro de 2010, do Estado do Acre, que cria o Sistema Estadual de Incentivos a Serviços Ambientais (SISA), o Programa de Incentivos por Serviços Ambientais (ISA), Carbono e demais Programas de Serviços Ambientais e Produtos Ecossistêmicos parece já manifestação da economia verde, antes que este conceito fosse badalado na Rio+20. Se o trabalho dos polinizadores pode ser valorado e precificado, quem receberá

Dois mil botos são mortos na Amazônia ao ano para pesca da piracatinga

  Por Bianca Paiva, da Radioagência Nacional A pesca e a comercialização da piracatinga estão proibidas desde janeiro de 2015 como forma de conter a matança indiscriminada de botos na Amazônia. Apesar disso, cerca de dois mil animais ainda são mortos todos os anos. Isso demonstra que o boto ainda é utilizado como isca para a captura desse peixe, que pode ser encontrado nos supermercados com o nome de douradinha. Para ajudar fiscais ambientais

Uso indiscriminado de agrotóxicos pode levar à extinção de abelhas

    Estudos projetam para 2035 o ano da extinção das abelhas, se nada for feito para mudar o atual panorama mundial Por Rádio USP http://jornal.usp.br/wp-content/uploads/ABELHA-ACABA-MATERIA-FECHADA-FERRAZ-JUNIOR-6.48.mp3   O uso indiscriminado de agrotóxicos está acabando com as abelhas e esse é um problema mundial. As consequências são sentidas diretamente na produção de alimentos. É que as abelhas são responsáveis pela polinização das plantas. As plantas que têm flor precisam ser polinizadas para produzir sementes e sobreviver. Quem faz

Agrotóxicos: ‘Temos um pacote do veneno tramitando no Congresso Nacional’, alerta procuradora

      IHU Em março de 2015, a Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (Iarc), ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS), publicou um artigo que sistematizou pesquisas sobre o potencial cancerígeno de cinco ingredientes ativos de agrotóxicos realizadas por uma equipe de pesquisadores de 11 países, incluindo o Brasil. Baseada nestas pesquisas, a agência classificou o herbicida glifosato e os inseticidas malationa e diazinona como prováveis agentes carcinogênicos para humanos e os inseticidas tetraclorvinfós

Não estamos transitando para energias de baixo carbono; análise de Luiz Marques (IFCH/Unicamp)

  Jornal da Unicamp Texto LUIZ MARQUES Fotos DIVULGAÇÃO | REPRODUÇÃO Edição de imagem LUIS PAULO SILVA   Em meio a tantas incertezas que nos cercam, eis uma certeza estabelecida pela ciência: há um desbalanço crescente entre a quantidade de energia recebida do Sol e a quantidade refletida pela Terra. Esse desbalanço é causado pelo fato que a queima de combustíveis fósseis emite (entre outros gases) dióxido de carbono (CO2). O CO2 permanece 100 a 300

Top