Índice da edição nº 2.779, 2017 [de 22/06/17]

    Atitude de consumo como gesto engajado, Parte 4/4 (Final), artigo de Roberto Naime Clima bom para acordar e mudar, artigo de Ricardo Tammela Indígenas na metrópole, sinal de que outro modo de vida é possível, artigo de Nayá Fernandes Intervenções governamentais contra degradação ambiental na Amazônia maquiam problemas, aponta pesquisador Aproximadamente 22% das Unidades de Conservação da Caatinga sofreram degradação ambiental em 15 anos Adolescentes e jovens indígenas denunciam na Câmara violação de direitos contra

Atitude de consumo como gesto engajado, Parte 4/4 (Final), artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Cada vez mais se estabelece atitude de cidadania que transforma o gesto de consumo de produtos e serviços em símbolo de engajamento, com posicionamentos percebido pelos indivíduos como posturas de responsabilidade socioambientais congruentes com as necessidades da sociedade. Diante desta realidade, os mercados se alteram, mesmo dentro de arranjo social convencional e passam cada vez mais a desempenhar função social relevante. E tendem a ser cada vez menos ludibriados por

Clima bom para acordar e mudar, artigo de Ricardo Tammela

    [EcoDebate] Quando boa parte do mundo fica chocada porque o presidente dos Estados Unidos resolveu boicotar o Acordo de Paris sobre Mudanças Climáticas, vale refletirmos sobre o que cada um de nós está fazendo para defender o planeta. Sim, as atitudes individuais contam muito para conter o aquecimento global. Os cientistas já disseram que, se não mudarmos hábitos de consumo, precisaremos de duas Terras, já que estamos esgotando sem freios

Indígenas na metrópole, sinal de que outro modo de vida é possível, artigo de Nayá Fernandes

    [EcoDebate] A bebida do povo Tabajara é o Mocororó. Ela é feita somente com o sumo do caju, que é espremido na mão e colocado numa cuia que fica embaixo da terra por sete dias. “Para tirar a cuida da terra é preciso realizar um ritual, o Toré. São duas rodas. Na roda central ficam o tambor e as lideranças indígenas, entre elas o cacique o e pajé. Também as

Intervenções governamentais contra degradação ambiental na Amazônia maquiam problemas, aponta pesquisador

  Segundo estudo, intervenções governamentais contra degradação ambiental são paliativas e não desafiam interesses econômicos Por Rafael Oliveira, do Jornal da USP. As políticas ambientais pensadas para a Amazônia são paliativas e as políticas de cunho desenvolvimentistas favorecem mais aos grupos econômicos externos à região do que aos amazônidas. É isso que afirma o pesquisador Michel Cantagalo, autor de uma tese de doutorado sobre o tema pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq)

Aproximadamente 22% das Unidades de Conservação da Caatinga sofreram degradação ambiental em 15 anos

  Aproximadamente 22% das Unidades de Conservação da Caatinga sofreram degradação ambiental em 15 anos. Entrevista especial com Neison Cabral Ferreira Freire IHU O resultado do monitoramento e da análise de 14 Unidades de Conservação localizadas no bioma Caatinga, que correspondem a 1% da ocupação do território, não é muito animador, porque “nos últimos 15 anos houve uma degradação ambiental de graus variados” em todas as unidades estudadas, diz o pesquisador Neison Cabral Ferreira

Adolescentes e jovens indígenas denunciam na Câmara violação de direitos contra os Guarani Kaiowá

  ABr   Adolescentes e jovens indígenas entregaram ontem (21) à Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados um manifesto com denúncias de violações de direitos contra o povo Guarani Kaiowá. A etnia se concentra principalmente na área da fronteira do estado de Mato Grosso do Sul com o Paraguai e representa a segunda maior população indígena do país.   Segundo o líder Guarani Kaiowá Eliseu Lopes, a delegação da juventude veio

Plano Nacional de Educação (PNE) completa três anos com apenas 6 das 30 metas e estratégias cumpridas

  ABr Após três anos de vigência do Plano Nacional de Educação (PNE), apenas seis das 30 metas e estratégias que deveriam ter sido cumpridas até 2017 foram alcançadas total ou parcialmente. O número representa 20% do total, o que significa que quatro em cada cinco metas não foram atingidas. O balanço é do Observatório do PNE (OPNE), uma plataforma formada por 24 organizações parceiras, coordenada pelo movimento Todos Pela Educação. O PNE

População mundial atingiu 7,6 bilhões de habitantes e deve subir para 8,6 bilhões em 2030

  Relatório revela que população aumenta em 83 milhões de pessoas por ano; população da Índia deve superar a da China em sete anos; Brasil entre os 10 países que registraram menor fertilidade; África continua registrando os mais altos níveis de fertilidade. Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque. Um estudo da ONU revela que a população global atual é de 7,6 bilhões de habitantes e deve subir para 8,6 bilhões em

Top