Índice da edição nº 2.774, 2017 [de 13/06/17]

    Atitude de consumo como gesto engajado, Parte 3/4, artigo de Roberto Naime A propósito da sangria (vertimento) do reservatório da hidrelétrica de Xingó, artigo de João Suassuna O tráfico chegou às universidades, artigo de Nilo Sergio S. Gomes Dados da FAO mostram que as florestas não têm futuro; análise de Luiz Marques, Unicamp Número de mortos com as ondas de calor deve aumentar radicalmente nos próximos anos em países em

Atitude de consumo como gesto engajado, Parte 3/4, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] CRUZ, (2013) assinala que a primeira teoria que compõe o que hoje se caracteriza como Responsabilidade Social Corporativa é apresentada com um viés do retorno que algumas práticas podem gerar a uma determinada empresa. Entretanto, esta teoria não tem como objetivo a busca pela rentabilidade econômica das atividades estruturadas. Embora semelhante no que diz respeito às ações, a principal diferença para a Teoria dos Acionistas é que os princípios da

A propósito da sangria (vertimento) do reservatório da hidrelétrica de Xingó, artigo de João Suassuna

  [EcoDebate] Antes das intervenções no São Francisco, com as construções das barragens de Três Marias (1962) e Sobradinho (1979), visando à regularização volumétrica do rio, a vazão média histórica do Velho Chico situava-se em torno de 2.800 m³/s. Apesar de não existirem barreiras artificiais que impedissem o fluxo natural das águas, a amplitude volumétrica do rio se comportava de forma preocupante, prejudicando, e muito, as pretensões das instituições responsáveis pela

O tráfico chegou às universidades, artigo de Nilo Sergio S. Gomes

  [EcoDebate] Os jornais cariocas têm noticiado, quase que diariamente, o fechamento de escolas públicas do ensino primário, no Rio de Janeiro, em razão dos constantes tiroteios entre policiais militares e traficantes de drogas. Segundo o jornal Extra, do último dia 5 de junho, 320 dessas escolas foram fechadas neste ano, pelo menos uma vez, desde o reinício das aulas em fevereiro. Isto equivale a cerca de 70% das aulas que

Dados da FAO mostram que as florestas não têm futuro; análise de Luiz Marques, Unicamp

  [Unicamp] Hotel Amazônia Texto LUIZ MARQUES Fotos DIVULGAÇÃO | REPRODUÇÃO Edição de imagem LUIS PAULO SILVA ​ Partamos do óbvio: não podemos viver sem florestas. Tal é, desde 2014, o mote da FAO sobre a necessidade de conservarmos o que resta desses sustentáculos da vida no planeta[I]. Como estruturas comunitárias vivas, nas quais árvores e outras plantas, animais, fungos e micro-organismos reproduzem e interagem, as florestas preservam o solo, regulam a água, os ciclos de

Número de mortos com as ondas de calor deve aumentar radicalmente nos próximos anos em países em desenvolvimento

    Aquecimento modesto multiplica ondas de calor assassinas em países pobres - Pesquisadores revelam que mais meio grau Celsius na temperatura média da Índia no verão tornará esses extremos duas vezes e meia mais frequentes, intensas e duradouras a ponto de ser quase certa a morte de dezenas de milhares de pessoas Por LUCIANA VICÁRIA, do Observatório do Clima O número de mortos com as ondas de calor deve aumentar radicalmente nos próximos

Brasil registra aumento de trabalho infantil entre crianças de 5 a 9 anos

      Em todo o Brasil, a mão de obra de crianças e adolescentes ainda é explorada de forma indiscriminada. Seja nos semáforos, nos lixões, em feiras, restaurantes, no campo, em indústrias ou dentro de casa, os direitos à infância e à educação são negados para quase três milhões de crianças e adolescentes no país, de acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O mapeamento da situação do trabalho

Top