Índice da edição nº 2.752, 2017 [de 11/05/17]

    Dificuldades da conscientização, artigo de Roberto Naime A importância da implantação de projetos voltados a arborização urbana no município de São Miguel do Guamá - PA Mico-leão-dourado reaparece no Rio após mais de um século Atlas das Caatingas mostra problemas em 14 unidades de Conservação federais de proteção integral no bioma MPF alerta contra pacote legislativo que reduz 2,2 milhões de hectares de áreas protegidas Pesquisa revela o impacto do

Dificuldades da conscientização, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Para conscientizar, primeiro é necessário sensibilizar para a tomada de novos valores. Isto é de conhecimento de todo gestor, por mais primitivo que seja, sobre as dificuldades na conscientização. Analisar as apropriações da coerência sempre é muito complicado e difícil. Mas o que se deseja é demonstrar interferências ambientais de atitudes. Ainda mais hoje em dia, quando marketing verde facilmente se transforma em “greenwashing” e boa parte dos procedimentos e

A importância da implantação de projetos voltados a arborização urbana no município de São Miguel do Guamá – PA

  A IMPORTÂNCIA DA IMPLANTAÇÃO DE PROJETOS VOLTADOS A ARBORIZAÇÃO URBANA NO MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DO GUAMÁ-PA Bianca Pires Oliveira1 Carina Gondim Pereira2 Tiago de Oliveira Mendes3 Rodrigo Fraga Garvão4 RESUMO O presente artigo vem por meio de análises referenciais, debater sobre a importância de se implantar projetos voltados à arborização urbana e os benefícios que a mesma realiza na vida da comunidade. Segue como base para as cidades que não possuem planos de

Mico-leão-dourado reaparece no Rio após mais de um século

  Um mico-leão-dourado foi fotografado na Estação Biológica Fiocruz Mata Atlântica, campus avançado para pesquisas em biodiversidade e saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em Jacarepaguá. A espécie de primata exclusiva da Mata Atlântica brasileira - estampada na nota de R$ 20 - foi avistada juntamente com um grupo de saguis-de-tufo-branco pelos biólogos Iuri Veríssimo e Monique Medeiros, que trabalham na gestão ambiental e no levantamento da biodiversidade da Estação Biológica

Atlas das Caatingas mostra problemas em 14 unidades de Conservação federais de proteção integral no bioma

    Ocupação irregular de terras, desmatamento, falta de estrutura e de demarcação foram alguns dos problemas encontrados, em três anos de pesquisa da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), em 14 unidades de Conservação federais de proteção integral, localizadas no bioma Caatinga brasileira. O Atlas das Caatingas reúne em detalhes informações fundiárias e da flora de cada uma das áreas estudadas, e virou também documentário, pré-lançado na terça-feira (9) no Recife. Um dos biomas

MPF alerta contra pacote legislativo que reduz 2,2 milhões de hectares de áreas protegidas

    Nota técnica da Câmara de Meio Ambiente do MPF trata dos riscos ambientais da conversão em lei das MPs 756/16 e 758/16 A Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do Ministério Público Federal (4CCR/MPF) divulgou nesta quarta-feira (10) nota técnica contra a aprovação, pelo Congresso Nacional, de pacote que reduz, extingue ou reclassifica áreas de unidades de conservação no País. As normas questionadas são as Medidas Provisórias 756/16 e 758/16,

Pesquisa revela o impacto do crescimento urbano na biodiversidade de aves nas cidades da Amazônia

  Região metropolitana de Belém possui apenas 20% das espécies de aves listadas, segundo estudo inédito desenvolvido por pesquisadores do Museu Paraense Emílio Goeldi. Falta de áreas verdes e crescimento da cidade são as principais causas. Pesquisa também revela presença de aves migratórias e ressalta a importância desses animais nos serviços ecossistêmicos.     Estudo inédito desenvolvido por pesquisadores do Museu Paraense Emílio Goeldi registrou a presença de 99 espécies de aves na cidade

Vamos levar os produtos químicos a sério, nossas vidas dependem disso, artigo de Elizabeth Maruma Mrema

  ONU Em artigo publicado na imprensa suíça, a diretora da Divisão de Direito da ONU Meio Ambiente, Elizabeth Mrema, alerta para a gestão inadequada de produtos químicos, incluindo as substâncias presentes no lixo eletrônico. Até 13 milhões de pessoas morrem a cada ano por causa da poluição e da degradação ambiental, incluindo cerca de 190 mil por intoxicação acidental. Por Elizabeth Maruma Mrema, diretora da Divisão de Direito da ONU Meio Ambiente* Quando

Top