nº 2.518, 2016 [02/05/2016]

    Licenciamento ambiental sob ataque severo do poder econômico, artigo de Eduardo Luís Ruppenthal Educação Ambiental em defesa e recuperação do rio São Francisco e seus afluentes, com foco no Estado da Bahia, artigo de Débora Andrade Ministra do Meio Ambiente diz que é inaceitável flexibilizar licenciamento ambiental Água não é mercadoria, é um bem comum Cientistas descobrem recife oculto pela pluma de sedimentos do rio Amazonas GO: MPF ajuíza ação

Licenciamento ambiental sob ataque severo do poder econômico, artigo de Eduardo Luís Ruppenthal

opinião

    [EcoDebate] Eles não sossegam! Depois do retrocesso com a flexibilização do Código Florestal Brasileiro (atual lei 12.651, de proteção à vegetação nativa), que tem a sua constitucionalidade ainda discutida no Supremo Tribunal Federal (STF) através de quatro Ações Diretas de Inconstitucionalidade, o alvo da vez é o licenciamento ambiental. E ainda, não bastasse o crime ambiental da Samarco/Vale/BHP Billiton em Mariana cujo vazamento não foi contido e nem punido, as

Educação Ambiental em defesa e recuperação do rio São Francisco e seus afluentes, com foco no Estado da Bahia, artigo de Débora Andrade

artigo

EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM DEFESA E RECUPERAÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO E SEUS AFLUENTES, COM FOCO NO ESTADO DA BAHIA. Débora Andrade ¹ EIXO TEMÁTICO: DIMENSÃO SOCIAL RESUMO: Com o desdobramento populacional e consequentemente das atividades humanas vigentes intensificaram para a degradação das bacias hidrográficas, demonstrando a magnitude da Educação Ambiental na preservação dos recursos naturais, num processamento ativo de uma resposta aos problemas que afetam as comunidades. Apresenta-se neste trabalho uma discussão

Ministra do Meio Ambiente diz que é inaceitável flexibilizar licenciamento ambiental

  A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, disse, na sexta-feira (29), que considera inaceitável a flexibilização do licenciamento ambiental para a realização de obras. Uma das tentativas neste sentido tramita no Senado, na Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 65/2012, que permite o início do projeto apenas com apresentação do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) pelo próprio empreendedor. “Do meu ponto de vista, isto contraria a própria Constituição. O meio ambiente é

Água não é mercadoria, é um bem comum

  Do Greenpeace Brasil   Desde março de 2015, o Greenpeace tem pedido pelo fim dos contratos de demanda firme que geram descontos para grandes consumidores de água. Esses acordos, entre Sabesp e grandes empresas, permitem que esses clientes  tenham tarifas cada vez mais baixas conforme utilizam  mais água. Nossa denúncia aos contratos de demanda firme significa um alerta para o uso da água como mercadoria por companhias como a Sabesp, controlada pelo governo

Cientistas descobrem recife oculto pela pluma de sedimentos do rio Amazonas

  Por Peter Moon, Agência FAPESP     A 200 quilômetros da desembocadura do rio Amazonas, escondido sob a espessa pluma de sedimentos transportada pelo maior rio do mundo, há um enorme e riquíssimo recife. Enorme porque até o momento é sabido que se estende por, no mínimo, 900 km da costa, entre o Maranhão e a Guiana Francesa. E riquíssimo por estar repleto de espécies endêmicas, muitas das quais desconhecidas, como esponjas gigantes com

GO: MPF ajuíza ação contra empresas que contaminaram cerca de 92 pessoas com uso irregular de agrotóxicos

agratóxico, pulverização aérea

  Em 2013, alunos, professores e funcionários de escola rural em Rio Verde sofreram com os efeitos de pulverização aérea feita com agrotóxico proibido     O Ministério Público Federal em Rio Verde (MPF/GO) ajuizou ação civil pública (ACP) em desfavor das empresas Syngenta Proteção de Cultivos Ltda., produtora do agrotóxico EngeoTM, e Aerotex Aviação Agrícola Ltda. A ACP objetiva a condenação das empresas por danos morais coletivos suportados por toda a sociedade em

Uso de antimicrobianos na agropecuária e o retorno de doenças reemergentes

  Uso de antimicrobianos na agropecuária e o retorno de doenças reemergentes. Entrevista especial com Arnildo Korb “Mantida esta perspectiva de consumo de antimicrobianos na produção animal e na saúde humana, as perspectivas futuras não são nem um pouco animadoras”, diz o biólogo. Imagem: www.popularempresas.pt   O alerta da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura – FAO para o uso excessivo de antimicrobianos na agropecuária faz parte de um “paradoxo”, diz Arnildo

País carece de tolerância e diálogo, afirma especialista

    A crise política e econômica que atinge o Brasil tem mostrado um lado perverso: a intolerância revestida de direito a opinar. No ambiente do Congresso, no mundo corporativo e nas redes sociais, não faltam histórias e casos de agressão verbais e físicas, que envolvem pessoas que dizem ser comprometidas com a ética. De um lado, vemos uma minguada base aliada, que defende ferrenhamente o governo. De outro, uma oposição renovada,

Top