nº 2.497, 2016 [28/03/2016]

    Consumidor, você tem poder pra mudar o mundo! Aja! Reaja!!! artigo de Márcia Pimenta OMS alerta para mortes provocadas pela má qualidade ambiental, artigo de Reinaldo Dias Na era do automóvel, artigo de Aroldo Cangussu País desperdiça 36,4% da água disponível, diz Ministério do Meio Ambiente RJ: Estrada Paraty-Cunha pode ser embargada por descumprimento das condicionantes ambientais Polêmica sobre questões de gênero pode deixar alunos do Recife sem livros de

Consumidor, você tem poder pra mudar o mundo! Aja! Reaja!!! artigo de Márcia Pimenta

    [EcoDebate] Uma nova moda (nonsense) invade os supermercados. As frutas, que, naturalmente, tem sua casca protetora, estão sendo substituídas por bandejas de isopor cobertas por plástico filme. Hoje cedo no Hortifrutti Leblon fui além da perplexidade quis saber qual era a explicação por trás da nova modalidade. O funcionário responsável por repor as frutas naquele setor, quando questionado me olhou um pouco surpreso, deu um sorriso e respondeu: “A senhora tem

OMS alerta para mortes provocadas pela má qualidade ambiental, artigo de Reinaldo Dias

    [EcoDebate] Em recente relatório divulgado em 15 de março em sua página na internet, a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a poluição do ar como um dos maiores riscos ambientais para a saúde, estando vinculada a mortes prematuras por doenças do coração, câncer do pulmão e outras doenças respiratórias. Segundo dados divulgados pela organização, em 2012, 12,6 milhões de pessoas morreram por residirem e trabalharem em ambientes pouco saudáveis, o

Na era do automóvel, artigo de Aroldo Cangussu

    [EcoDebate] Na década de 60, para irmos de Janaúba para Montes Claros, tínhamos, à nossa disposição, dois trens diários, que pegávamos e íamos tranquilamente tomando guaraná quente e comendo farofa de frango. Para Belo Horizonte, era só embarcar no leito e ir dormindo sossegadamente. A partir do momento que o governo resolveu mudar a política desenvolvimentista e aplicar tudo na indústria automobilística tudo isto mudou. Hoje a pressa fala mais alto

País desperdiça 36,4% da água disponível, diz Ministério do Meio Ambiente

    No Brasil, 36,4% da água são desperdiçados e apenas 40,8% do esgoto são tratados, segundo o diretor do Departamento de Recursos Hídricos do Ministério do Meio Ambiente, Sérgio Antônio Gonçalves. Ele participou na quinta-feira (24) de seminário promovido pela pasta para fortalecer o intercâmbio de informações sobre a gestão de recursos hídricos e subsidiar ações e políticas públicas no setor. De acordo com informações do ministério, esse desperdício se refere às

RJ: Estrada Paraty-Cunha pode ser embargada por descumprimento das condicionantes ambientais

    Depois de décadas de polêmica, a inauguração da estrada que corta o Parque Nacional da Serra da Bocaina, prevista para o fim do mês, pode ser suspensa. Traçada para encurtar o caminho entre o interior paulista e a cidade de Paraty, no Rio de Janeiro, o trecho, de dez quilômetros, não atende às exigências ambientais. Contrapartidas descumpridas pelo governo do estado, responsável pela obra, incluem o fechamento da estrada à noite,

Polêmica sobre questões de gênero pode deixar alunos do Recife sem livros de várias disciplinas

  Alunos da rede municipal do Recife podem ficar sem livros didáticos de várias disciplinas por três anos caso a bancada cristã da Câmara de Vereadores consiga proibir o uso de obras que citam questões de gênero e homossexualidade. Os parlamentares pediram à prefeitura a retirada dos livros distribuídos pelo Ministério da Educação (MEC) que tratam de diversidade sexual. O Executivo local defende o uso dos títulos e avisa que não

Parentes divergem sobre ensino de temas ligados à diversidade sexual em escolas

  A polêmica sobre a retirada de livros didáticos que falem sobre gênero da rede de ensino pública do Recife chegou a pais e parentes de alunos da Escola Municipal Abílio Gomes. Eles divergem sobre a necessidade de se retirar o material didático, mas concordam em uma coisa: o preconceito é ruim, e o respeito às diferenças é fundamental. Na porta da escola, Zinete Xavier da Rocha, 55 anos, aguarda a saída

Entidades dizem que proibir livros e temática de gênero é preconceito

  Especialistas e entidades ligadas à causa LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e transgêneros) criticam a iniciativa dos vereadores do Recife de proibir livros didáticos que falem de diversidade sexual e dizem que a exclusão desses temas da sala de aula é preconceito. “Se você é contra qualquer forma de discriminação você não pode excluir essa expressão [homossexualidade] dos livros. Preconceito não é só agressão física”, defende o professor de psicologia da

Top