nº 2.424, 2015 [24/11/2015]

    Terremotos induzidos por 'fracking', artigo de Roberto Naime Pedagogia de balcão, artigo de Daniel Clemente Racismo em números e cifra, por Cátia Guimarães Sociedade Botânica do Brasil emite nota pública sobre o desastre na Bacia do Rio Doce COP21: Demandas indígenas foram excluídas de 119 planos nacionais para a Cúpula do Clima, alerta ONU Slow Food: ‘Não reconhecer a importância da relação entre alimento e clima é uma falha grave’

Terremotos induzidos por ‘fracking’, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] O fenômeno natural dos terremotos tem suas forças motrizes completamente dissecadas a partir da plena aceitação e consensualidade da teoria da tectônica de placas, também chamada de espalhamento de fundo oceânico, ou “sea floor spreading”. Terremotos, acompanhado de manifestações vulcânicas, pontuais ou fissurais, tendem a ser ocorrências conjuntas nas chamadas zonas de criação e zonas de consumo e subducção. Zonas de criação são as mesmas que geram placas oceânicas de

Pedagogia de balcão, artigo de Daniel Clemente

    [EcoDebate] Em reuniões pedagógicas os educadores costumam atribuir suas atitudes como exemplos didáticos, uma referência para o aprendizado dos que se colocam a disposição a ouvi-los. Entre as exemplificações detalhadas, um educador em determinada oportunidade faz uma demonstração sobre o valor da educação no comportamento social: “Quem não leva a sério os estudos escolares encontrará locação profissional em subempregos, o destino o conduzirá a ser atendente do McDonalds. O que

Racismo em números e cifra, por Cátia Guimarães

    Pesquisas que analisam a inserção no mercado de trabalho mostram que as desigualdades entre negros e brancos permanecem, e em alguns casos se aprofundam, no Brasil. Eles ocupam os empregos mais precários. Os mais mal remunerados também. E, como se não fosse bastante, quando o país é abalado por uma crise econômica, como agora, eles são ainda os mais atingidos pelos crescentes níveis de desemprego. ‘Eles’ e ‘elas’ são nada mais

Sociedade Botânica do Brasil emite nota pública sobre o desastre na Bacia do Rio Doce

    Para a SBB, “as autoridades e os técnicos responsáveis, sejam federais, estaduais ou municipais, se mostraram atônitos, tímidos, talvez pela incapacidade para agir em situações de tamanha envergadura. Ministérios e secretarias de meio ambiente e de minas e energia se intimidaram com a gravidade do desastre”   Segue o texto na íntegra. Nota sobre o maior desastre ambiental do Brasil – Diretoria da Sociedade Botânica do Brasil Na tarde do dia 5 de novembro de

COP21: Demandas indígenas foram excluídas de 119 planos nacionais para a Cúpula do Clima, alerta ONU

  PNUD e Fórum Internacional de Povos Indígenas promovem encontros entre líderes indígenas e representantes de governos para garantir que suas demandas sejam incluídas no novo acordo climático.     Até 65% da superfície terrestre pertence, é ocupada ou gerenciada por povos indígenas e comunidades locais,segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Apesar disso, eles foram excluídos dos planos nacionais preparados para a Cúpula do Clima em Paris (COP 21), que

Slow Food: ‘Não reconhecer a importância da relação entre alimento e clima é uma falha grave’

Dentro de poucos dias, os governos do mundo inteiro se reunirão em Paris para falar sobre mudanças climáticas. Depois de mais de 20 anos de debates, negociações e fóruns fracassados, a conferência de Paris (COP 21) tentará concluir, pela primeira vez, um acordo vinculante e universal. Nas 54 páginas do texto das negociações (http://unfccc.int/resource/docs/2015/adp2/eng/11infnot.pdf), porém, o termo “agricultura” está totalmente ausente, embora o tema da segurança alimentar seja mencionado muitas vezes.

Políticas públicas, no Sistema Único de Saúde (SUS), também tratam a saúde como mercadoria

  Problemas enfrentados pela população com o Sistema Único de Saúde (SUS) vão além dos rotineiramente apontados Por Gabriela Vilas Boas, da FFCLRP / Agência USP de Notícias     Os problemas enfrentados pela população com o Sistema Único de Saúde (SUS) vão além daqueles rotineiramente apontados, como sendo o resultado da combinação entre a precariedade do financiamento com os desmandos administrativos. Após ampla avaliação do SUS, com coleta de dados e entrevistas com secretários e

Catástrofes naturais, cada vez mais frequentes, mataram 600 mil pessoas em 20 anos

    A Organização das Nações Unidas (ONU) alertou ontem (23) que as catástrofes naturais, cada vez mais frequentes, mataram cerca de 600 mil pessoas em 20 anos. A organização destacou a importância de a Conferência do Clima (COP 21), que começa no dia 30 em Paris, chegar a um acordo. Desde 1995, "as catástrofes meteorológicas mataram 606 mil pessoas, média de 30 mil por ano, deixando mais de 4,1 bilhões de feridos,

Top