Pesquisa sobre a Educação Ambiental no Brasil – Avaliação dos resultados II, por Antonio Silvio Hendges

 

artigo

 

[EcoDebate] Este artigo continua a divulgação dos resultados e análises da pesquisa online sobre a educação ambiental no Brasil, realizada durante o segundo semestre/2014 pelo Projeto Escolas Sustentáveis, O Projeto AJO Ambiental e os Grupos Coluna da Sustentabilidade – SOS Meio Ambiente nas redes sociais Linkedin e Facebook. Este é o segundo artigo da série, sendo que o primeiro avaliou as respostas relacionadas com a identificação das entidades participantes – escolas públicas, escolas privadas, empresas e organizações da sociedade civil – e as regiões do país em que estavam localizadas. Este artigo pode ser acessado aqui no Portal EcoDebate, sendo que todos os posteriores também serão publicados neste espaço.

A terceira questão abordada nesta pesquisa solicitou que os entrevistados declarassem se conhecem e qual o nível deste conhecimento em relação à Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA) – Lei 9.795/1999 e Decreto 4.281/2002 – que estabelece as diretrizes para sua prática formal e informal no Brasil. As alternativas disponíveis foram:

– Conhece;

– Desconhece;

– Conhece parcialmente;

– Não considera importante a existência de uma política nacional específica para a educação ambiental.

Foram 195 respostas em um universo de 198 participantes e os resultados foram os seguintes: conhece 54,49% com 116 respostas; desconhece 6,67% com 13 respostas; conhece parcialmente 33,33% com 65 respostas; não considera importante a existência de uma política nacional específica de educação ambiental 0,51% com 01 resposta.

Importante avaliar que entre os que participaram da pesquisa existem 54,49% que declararam conhecer a Política Nacional de Educação Ambiental e 33,33% que conhecem parcialmente, totalizando 87,82%. Não é possível saber quais as entidades entre as pesquisadas contribuíram com este percentual, mas considerando que 72,08% declararam serem empresas (34,01%) e organizações da sociedade civil (38,07%) estima-se que estas tenham um conhecimento, ao menos teórico, bem significativo. As escolas públicas (19,29%) e particulares (8,63%) possivelmente conhecem integralmente ou ao menos parcialmente a PNEA, inclusive recebem documentos e materiais institucionais sobre temas ambientais e a elaboração de projetos.

O desconhecimento total da PNEA foi declarado por 6,67% dos entrevistados e somente 0,51% não considerou importante a existência de uma política específica de educação ambiental, totalizando 7,18% nestas duas alternativas, índice baixo se considerarmos as organizações participantes e suas especificidades.

Nos próximos artigos, as questões abordadas serão mais complexas, identificando as ações e aspectos ambientais priorizados pelos entrevistados, inclusive possibilitando a escolha de duas alternativas entre as propostas.

Antonio Silvio Hendges, Articulista no Portal EcoDebate, Professor de Biologia, pós graduação em Auditorias Ambientais, assessoria em Sustentabilidade e Educação Ambiental – www.cenatecbrasil.blogspot.com.br

Nota da Redação: Leiam, também, a parte anterior deste artigo: Pesquisa sobre a Educação Ambiental no Brasil – Avaliação dos resultados I

Publicado no Portal EcoDebate, 26/01/2015

[cite]


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Um comentário em “Pesquisa sobre a Educação Ambiental no Brasil – Avaliação dos resultados II, por Antonio Silvio Hendges

  1. Amigos imaginemos um educador se apresentando nas escolas do ensino fundamental, médio ou superior. No decorrer das aulas ou palestras, estudantes se concentram no exposto. No final, o educador fica rodeado de estudantes, esses fazem “N” perguntas e obtêm respostas. Infelizmente ou ao mesmo tempo, florestas estão sendo suprimidas, o manancial das cidades recebendo esgotos inclusive do próprio estabelecimento de ensino, onde ocorrem as aulas ou palestras. Bem, de nada adiantará levar educação ambiental se o governo não dispõe de legislação eficaz, isto é, que seja capas de impedir os crimes ambientais.

Comentários encerrados.

Top