Portal EcoDebate: Índice da edição nº 2.188, de 05/11/2014

    A crise hídrica em São Paulo e no São Francisco, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Direita no Brasil, o que é fato e o que é paranóia, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos A água, o calor, a governança, a Agenda 21 e o seu protagonismo, artigo de Beatriz Carvalho Diniz Um dia a vida começa e em outros ela recomeça, artigo de Gilmar Passos Podcast: Câmara aprova prorrogação

A crise hídrica em São Paulo e no São Francisco, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] Alguém pode imaginar que São Pedro (o santo que controla as chuvas) está brigado com São Paulo e com São Francisco. Mas sem querer entrar nos meandros dos bastidores do céu, considero que a falta d’água é um problema bem terreno. O Brasil possui o maior volume de água doce do mundo e uma grande disponibilidade hídrica per capita. Mesmo assim sofre de escassez no meio da abundância e vive

Direita no Brasil, o que é fato e o que é paranóia, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

    [EcoDebate] Não só, mas especialmente a forma virulenta com que a oposição ao governo federal (aqui incluindo grande mídia, partidos políticos, redes sociais, etc.), e que em essência e sintomaticamente vem sugerindo o “escorraçamento da petralha do poder”, animou, deu vida e sentido a uma Direita que sempre morou latentemente na sociedade brasileira, especialmente em seus estratos sociais médios e ricos. Mas registre-se, adicionalmente, que a cultura política brasileira, desde suas

A água, o calor, a governança, a Agenda 21 e o seu protagonismo, artigo de Beatriz Carvalho Diniz

  [EcoDebate] Se você acha que faltar água é problema do Nordeste e agora de São Paulo, ah, está de inocente na história do nosso país. Estamos em plena crise de água e saneamento, acumulando ralos de desperdício e gargalos de degradação. Somos 77 milhões sem abastecimento de água regular e de qualidade. Somos 114 milhões sem uma solução sanitária apropriada [60% da população]. Somos 8 milhões de brasileiros fazendo necessidades

Um dia a vida começa e em outros ela recomeça, artigo de Gilmar Passos

    [EcoDebate] Por vida compreendemos todo um conjunto envolvente de elementos vitais que se organizam e se relacionam dando sustentação a seres vivos. Os seres vivos encontram um universo holístico com dimensões organizativas próprias que se articulam e são felizes quando se mantêm dentro dos limites respeitáveis dos relacionamentos. Dentre os seres vivos o ser humano tem particularidades e capacidades que, quando é criativo e espontâneo encontra o caminho harmonioso de ser

Podcast: Câmara aprova prorrogação de prazo para o fim dos lixões e agora a matéria está na pauta do Senado

    A matéria estará na pauta do Senado para votação na quinta (06). Especialista em Resíduos Sólidos analisa a proposta do Congresso A lei dos Resíduos Sólidos que, entre outras coisas, prevê o fim dos lixões com sua substituição por aterros sanitários, levou 20 anos para ser aprovada e homologada. Após esse período, os municípios tiveram quatro anos para encerrar as atividades dos lixões, fazer a coleta seletiva, e passar a depositar

INPE disponibiliza software livre para estimativas de emissões por desmatamento

  O INPE-EM (Emission Model) é um sistema do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) que apresenta estimativas anuais de emissões de gases do efeito estufa (GEE) por mudanças de cobertura da terra no Brasil de modo espacialmente explícito. A versão atual do INPE-EM disponibiliza estimativas anuais de emissões para a Amazônia Brasileira com base nos dados do sistema PRODES, também do INPE. Desde 2012 são apresentadas estimativas de 1ª Ordem (que supõe

Relatório da Comissão Nacional da Verdade (CNV) terá recomendações sobre questão indígena

    Entre as 30 recomendações que integrarão o relatório final da Comissão Nacional da Verdade (CNV), três abordarão a questão indígena, disse hoje (3) Maria Rita Kehl, membro da comissão. “Consegui que fossem aprovadas três [recomendações] que considero as mais importantes: a criação de uma comissão da verdade indígena para esta questão continuar; a desintrusão atual das terras indígenas e a homologação, tirando quem está ocupando e homologando [as terras]; e

Estudo mostra que exposição a agrotóxicos pode causar distúrbios reprodutivos

    Informe Ensp / Agência Fiocruz de Notícias Um estudo elaborado pelo aluno de doutorado em Saúde Pública e Meio Ambiente da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz), Cleber Cremonese, observou que grande parte dos agrotóxicos apresenta capacidade de desregulação do sistema endócrino humano, o que altera os níveis de hormônios sexuais e causa efeitos adversos, principalmente sobre o sistema reprodutor. Câncer de mama e ovário, desregulação de ciclo menstrual, câncer de

MST defende reforma agrária com ênfase na agroecologia

      Durante o debate Mesa de Controvérsias sobre Terra e Território, promovido ontem (4) pelo Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), o integrante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Gilmar Mauro, defendeu que a reforma agrária no país deve ser pensada de acordo com um novo modelo que dê ênfase à agroecologia e à sustentabilidade ambiental. “Temos que discutir que tipo de uso queremos dar à água, ao solo

Protozoário causador de diarreia foi detectado em mais de 60% do esgoto bruto em regiões de SP

  Um estudo da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP detectou a presença de Giardia intestinalis, protozoário causador de diarreia em humanos e animais, em 61% das amostras de esgoto bruto coletadas em seis pontos do Estado de São Paulo. A análise foi feita em locais de grande circulação de pessoas, como os Terminais Rodoviários do Tietê e Barra Funda e o aeroporto de Congonhas, em São Paulo; o aeroporto de Cumbica,

Donos de imóveis ociosos pagarão IPTU mais caro em São Paulo

      Proprietários de terrenos e imóveis ociosos na cidade de São Paulo pagarão Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) mais caro. A medida, que objetiva o fim da especulação imobiliária na capital e a garantia da função social das edificações, pode, inclusive, levar à desapropriação em cinco anos.   Na capital paulista, o problema dos imóveis ociosos está concentrado na região central. A maioria das construções notificadas pela Prefeitura na sexta-feira (31) está localizada,

Top