Portal EcoDebate: Índice da edição nº 2.204, de 28/11/2014

    O fim do crescimento econômico e a década perdida 2.0, artigo de José Eustáquio Diniz Alves No capitalismo sofreremos um colapso planetário, artigo de Valdeci Pedro da Silva Cresce a Defesa dos Comuns pelo Mundo, por Cândido Grzybowski SP, Rio e Minas apresentarão até fevereiro solução sobre interligação do Paraíba do Sul Bacia do Rio Trombetas, PA: MPF demanda planejamento e controle social PA: MPF pede a suspensão da concessão

O fim do crescimento econômico e a década perdida 2.0, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “A maior riqueza do homem é sua incompletude” Manoel de Barros     [EcoDebate] Quando Dilma Rousseff assumiu seu primeiro mandato, em 01/01/2011, como a primeira mulher presidenta do Brasil, havia um sentimento muito positivo, já que a economia tinha crescido 7,5% no ano em 2010 e o país estava reduzindo a pobreza, o desemprego e a desigualdade. O ministério da Fazenda, comandado pelo ministro Guido Mantega, falava do Brasil como 4ª potência

No capitalismo sofreremos um colapso planetário, artigo de Valdeci Pedro da Silva

    [EcoDebate] O capitalismo comemorou, em 09 de novembro de 2014, vinte e cinco anos da derrubada do muro de Berlim, símbolo de sua grande vitória e poder, que foi capaz de impedir o avanço da tentativa de implantar e expandir o socialismo. Ele comemora também o desenvolvimento econômico “sustentável” [vejam que ironia] que tem conseguido, até agora, apesar das sucessivas crises por que tem passado, mas fecha os olhos para a

Cresce a Defesa dos Comuns pelo Mundo, por Cândido Grzybowski

    A prolongada seca na Região Sudeste do Brasil, além do evidente sofrimento causado pela falta de água, despertou um necessário debate entre nós sobre ela como bem comum. Estamos descobrindo o quanto não cuidamos deste comum essencial à vida,  dada a agressão que, como coletividade, fazemos ao ciclo ecológico da água com o desmatamento, a poluição, o uso predatório. Enfim, tomamos consciência de que existem limites naturais, onde o problema

SP, Rio e Minas apresentarão até fevereiro solução sobre interligação do Paraíba do Sul

  Os estados de São Paulo, do Rio de Janeiro e de Minas Gerais deverão apresentar, até 28 de fevereiro de 2015, uma solução conjunta para o problema da falta d'água na Região Sudeste, provocada pela escassez de chuvas. A decisão foi anunciada ontem (27) pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux, após audiência de mediação com os governadores dos três estados e órgãos ambientais e de gestão de recursos hídricos

Bacia do Rio Trombetas, PA: MPF demanda planejamento e controle social

    Iniciativa do Ministério Público Federal visa proteger os recursos hídricos da Amazônia  Hidrelétricas previstas ameaçam territórios indígenas e quilombolas. A Bacia do Rio Trombetas, na Calha Norte do Pará, é um dos alvos das nove ações apresentadas pelo Ministério Público Federal na semana passada (19/11) com o objetivo de proteger os recursos hídricos da Amazônia, até agora usados sem nenhum planejamento. Segundo o Ministério Público, a Agência Nacional de Águas (ANA) vem outorgando

PA: MPF pede a suspensão da concessão da Floresta Nacional do Crepori

      Processo de licitação dos recursos florestais escondeu a existência de populações tradicionais e indígenas que vivem na área A concessão da Floresta Nacional (Flona) do Crepori, em Itaituba, no sudoeste do Pará, pode ser suspensa pela Justiça Federal, a pedido do Ministério Público Federal no Estado (MPF/PA), porque o processo de licitação dos recursos florestais escondeu a existência de populações tradicionais e indígenas vivendo no interior da área e utilizando a

TI Munduruku: Funai admite pressão e condiciona demarcação à usina no Tapajós

    Em um vídeo filmado pelos Munduruku em setembro deste ano durante uma reunião na Funai em Brasilia, a presidente do órgão, Maria Augusta Assirati, afirma ter sido pressionada durante sua gestão por setores do Governo Federal para não assinar o relatório de demarcação da Terra Indígena Sawré Muybu, localizada na região de Itaituba, Pará. Ela chega a chorar e diz que ainda não publicou os estudos e o mapa com

Aquecimento global pode subir de 1,5°C para 4°C até 2100, alerta relatório do Banco Mundial

  A publicação mostra como a elevação das temperaturas globais está afetando cada vez mais a saúde e os meios de subsistência das populações mais vulneráveis O novo relatório “Diminuir o Calor: Confrontando o novo padrão climático“, publicado pelo Banco Mundial no último domingo (23) alerta que se o mundo não agir imediatamente para mitigar o aquecimento global, é provável que até o final deste século o aquecimento suba em relação aos

Brasil faz uso abusivo da prisão provisória, diz estudo

      O Sistema de Justiça Criminal brasileiro mantém nas cadeias do país cerca de 90 mil presos provisórios, 37,2% do total, que – no final do processo judicial - serão absolvidos ou condenados a penas alternativas, sem restrição de liberdade. É o que mostra a pesquisa A Aplicação de Penas e Medidas Alternativas, feita pelo Ministério da Justiça e pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgada ontem (27). O resultado do

Carta Aberta da SBEnBio e ABRAPEC contra proposta de obrigatoriedade do ensino do criacionismo na educação básica

    Carta Aberta da SBEnBio e ABRAPEC Contra a PL do Pastor Feliciano A Associação Brasileira de Ensino de Biologia (SBEnBio) e a Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (ABRAPEC) levam ao conhecimento de seu posicionamento contrário ao Projeto de Lei 8099/2014 encaminhado em 13 de novembro de 2014 ao Congresso Nacional pelo deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP). A Associação Brasileira de Ensino de Biologia (SBENBIO) e a Associação Brasileira de

Saiba mais sobre o câncer de próstata

  Atualmente o câncer de próstata atinge grande parte da população masculina e mesmo assim ainda falta muito que os homens se conscientizem da importância de sua prevenção. Os dados acerca da doença são assustadores: quase 50% dos brasileiros nunca foram ao urologista, segundo dados do site Novembro Azul. No Brasil, a doença é a 2ª causa de morte por câncer entre os homens perdendo apenas para o câncer de pulmão.

Portal EcoDebate: Índice da edição nº 2.203, de 27/11/2014

    A responsabilidade socioambiental das organizações, artigo de Roberto Naime Peixinhos, flechinhas, vasinhos e as empreiteiras! artigo de Eloy F. Casagrande Jr A virada à direita segue a passos largos no segundo governo Dilma, por Bruno Lima Rocha INPE estima 4.848 km2 de desmatamento na Amazônia, de agosto de 2013 a julho de 2014 Novos dados do Terra Class revelam avanço de áreas em regeneração sobre pastagens na Amazônia Transposição do

A responsabilidade socioambiental das organizações, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Atualmente, a gente liga a televisão e se surpreende a quantidade de mensagens, principalmente de bancos, que fala em modo de vida sustentável e responsabilidade socioambiental. Isto é muito bom, e indica que as grandes corporações já avaliam que as pessoas percebem nestes valores características importantes e relevantes para sua vida cotidiana. A própria expressão socioambiental resume a concepção que explicita. Significa realizar atividades empresariais de forma sustentável, para dar

Peixinhos, flechinhas, vasinhos e as empreiteiras! artigo de Eloy F. Casagrande Jr

    [EcoDebate] A esta altura todos sabem que as propinas pagas a diretores da Petrobrás, políticos, funcionários públicos, secretários de partido e tantos outros na cadeia de corruptores e corrompidos, é apenas a ponta do iceberg de anos de prática tupiniquim corriqueira do “toma lá, da cá”, envolvendo obras públicas e grandes empresas. São bilhões desviados dos cofres públicos que poderiam estar atendendo a necessidades básicas do povo brasileiro na área

A virada à direita segue a passos largos no segundo governo Dilma, por Bruno Lima Rocha

    Neste breve artigo, constato o estelionato eleitoral de um governo que já recomeça contra as cordas e disposto a ceder quase-tudo para fazer quase-nada. Mesclando notas que saíram na Folha e na CartaCapital, a lógica da virada à direita na economia seria inevitável. Vejam a natureza dos gastos, cuja intenção é permitir o pagamento da dívida pública - maior gasto corrente do orçamento da União. Ao que parece agora saiu a

INPE estima 4.848 km2 de desmatamento na Amazônia, de agosto de 2013 a julho de 2014

  A estimativa da taxa anual do desmatamento medida pelo PRODES, o Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), aponta que foram desmatados 4.848 km²  no período de agosto de 2013 a julho de 2014. A taxa estimada em 2014 indica uma redução de 18% em relação ao período anterior – PRODES 2013, em que foram medidos 5.891 km2. O resultado

Novos dados do Terra Class revelam avanço de áreas em regeneração sobre pastagens na Amazônia

    Área equivalente ao total de corte raso verificado em 2011 está em processo de regeneração – em torno de 6 mil km2, segundo os novos dados do TerraClass, projeto do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para mapear o uso das áreas desmatadas na Amazônia. Os resultados foram apresentados nesta quarta-feira (26/11) pelos ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Clelio Campolina Diniz, e

Transposição do rio Paraíba do Sul é uma política pública míope. Entrevista com David Zee

  "Não é porque São Paulo está precisando de água que tem de se tomar a decisão de tirar água de outro rio", frisa o oceanólogo. Foto: visaonacional.com.br “Minimizar os prejuízos gerados em relação ao desperdício de água” durante a produção e distribuição é uma das alternativas a ser considerada diante da crise hídrica que afeta o estado deSão Paulo, diz David Zee à IHU On-Line, ao comentar a possível transposição do Rio

Hospitais de SP encontram alternativas para economizar água em tempo de seca

     A crise hídrica em São Paulo tem feito muitos consumidores adotarem ou intensificarem medidas criativas e sustentáveis para fugir do racionamento e contribuir para a diminuição do consumo de água no estado. Hospitais da capital paulista, por exemplo, têm recorrido a reformas da estrutura hidráulica, ao reaproveitamento da água produzida em aparelhos a vapor e até mesmo à instalação de garrafas PET em descargas para reduzir a vazão. Enquanto os paulistas

Top