Portal EcoDebate: Índice da edição nº 2.094, de 10/06/2014

    Águas superficiais e subterrâneas e meio ambiente, artigo de Roberto Naime Monsanto, a semente do diabo, artigo de Esther Vivas Pesquisa revela que impactos sobre a floresta amazônica vêm sendo subestimados Em Belém, PA, 47 espécies de aves estão provavelmente extintas Governo do Rio reafirma meta de 80% de despoluição da Baía de Guanabara até os Jogos Olímpicos de 2016 A PEC 215 e a ofensiva contra os povos indígenas,

Águas superficiais e subterrâneas e meio ambiente, artigo de Roberto Naime

  Ilustração de Osvaldo Ferreira Valente [EcoDebate] As águas superficiais são representadas pelas drenagens e rios que coletam as águas pluviais, originadas pelas chuvas, também denominadas águas freáticas. Em hidrologia, a ciência que estuda as águas superficiais, é bem conhecida a equação denominada balanço hídrico. Esta contabilidade representa a quantidade de chuva de uma determinada região, que representa a disponibilidade hídrica, subtraída das águas que sofrem infiltração nos solos e/ou evapotranspiração. As águas que

Monsanto, a semente do diabo, artigo de Esther Vivas

    “A semente do diabo”, foi assim que o popular apresentador do canal norte-americano HBO Bill Maher batizou a multinacional Monsanto, num dos seus programas e em referência ao debate sobre os Organismos Geneticamente Modificados. Porquê? Trata-se de uma afirmação exagerada? Que esconde esta grande empresa da indústria das sementes? No passado domingo, celebrou-se a jornada global de luta contra a Monsanto. Milhares de pessoas em todo o planeta manifestaram-se contra

Pesquisa revela que impactos sobre a floresta amazônica vêm sendo subestimados

    Apesar da queda do índice de desmatamento, a extração madeireira ilegal e as queimadas podem significar a emissão de mais de 500 milhões de toneladas de carbono Agência Museu Goeldi, com informações da Embrapa Amazônia Oriental - Uma pesquisa do INCT Biodiversidade e Uso da Terra na Amazônia, publicada recentemente no Global ChangeBiology,  estima que tanto a extração de madeira quanto a ocorrência de fogos acidentais na Amazônia brasileira podem resultar

Em Belém, PA, 47 espécies de aves estão provavelmente extintas

  De acordo com a pesquisa do INCT Biodiversidade e Uso da Terra na Amazônia e da Rede Amazônia Sustentável, as extinções ocorreram no período de 1800-2000. Os últimos registros na região metropolitana foram feitos há 33 anos Agência Museu Goeldi – Publicada recentemente na revista internacional Conservation Biology, pesquisa aponta que 47 espécies de aves podem ter desaparecido na região metropolitana de Belém nos últimos duzentos anos. Os últimos registros destes animais foram

Governo do Rio reafirma meta de 80% de despoluição da Baía de Guanabara até os Jogos Olímpicos de 2016

  A Secretaria Estadual do Ambiente do Rio de Janeiro reafirmou ontem (9) que será possível atingir a meta de sanear 80% da Baía de Guanabara até os Jogos Olímpicos de 2016. No fim de semana, a agência de notícias Associated Press publicou que o prefeito da capital, Eduardo Paes, admitiu que não seria possível chegar a esse patamar de despoluição. Governo do Rio de Janeiro confirma meta de despoluição da Baía

A PEC 215 e a ofensiva contra os povos indígenas, artigo de Bruno Lima Rocha

  A Proposta de Emenda Constitucional de número 215 (PEC 215) é um franco e direto avanço das forças conservadoras contra os direitos dos povos originários (indígenas). Começa alterando a competência da demarcação das terras reconhecidas pela Constituição Federal de 1988 como sendo parte do direito ancestral dos primeiros habitantes do Brasil.   Brasília, 18/04/2013 – Indígenas fazem manifestação em frente ao Palácio do Planalto. Eles protestaram contra a PEC 215, que transfere

RJ: Jacarezinho, Complexo do Alemão e Complexo da Maré têm alto risco de doenças infecciosas de veiculação hídrica

  Amanda de Sá / Informe Ensp "Jacarezinho, Complexo do Alemão e Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, podem ser considerados como potenciais áreas de alto risco para o desenvolvimento de doenças infecciosas de veiculação hídrica. Isto se deve, principalmente, às condições socioeconômicas precárias em que as populações se encontram, a fragilidade destas áreas diante de eventos climatológicos extremos e a falta de equidade social no âmbito da saúde." Os dados

Anvisa fará consulta pública sobre rótulos de alimentos que provocam alergia

  A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) inicia, na próxima segunda-feira (16), consulta pública para definir alterações nos rótulos de alimentos que contêm ingredientes capazes de provocar alergia. A informação foi publicada ontem (9) no Diário Oficial da União. A proposta de uma nova norma para a rotulagem de alergênicos estará disponível no portal da Anvisa e as sugestões deverão ser enviadas eletronicamente por meio do preenchimento de formulário específico. O

Estudo relaciona cesariana e não amamentação na primeira hora de vida

  Informe Ensp "Apesar de vários estudos comprovando ser a amamentação na primeira hora de vida um mecanismo potencial para a promoção da saúde, associado à maior duração do aleitamento materno e à redução das mortes infantis, principalmente nos países de baixa renda, ainda assim, essa prática é pouco desenvolvida." O alerta é da aluna de doutorado em Saúde Pública da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) Tania Maria Brasil Esteves, que

Aqueles que não se chamam Neymar: 80% dos jogadores brasileiros ganham menos de R$ 1.460 por mês

  Histórias como as Neymar Jr. e Daniel Alves – entre outros que nasceram pobres e enriqueceram jogando bola – inspiram milhares de meninos. Mas aí há um problema, alerta o Banco Mundial. “A renda do brasileiro em geral ainda é baixa. Mas, no caso dos jogadores de futebol, chama a atenção o fato de ela ser ainda menor”, afirma uma especialista em proteção social do organismo internacional. Um menino joga bola

Top