Portal EcoDebate: Índice da edição nº 2.051, de 07/04/2014

    SP: Substitutivo ao Plano Diretor inova positivamente, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos PARCAGEM: tecnologia milenar que o Brasil precisa resgatar, artigo de Raimundo Nonato Brabo Alves e Moisés de Souza Modesto Júnior É mesmo necessária a utilização de tantos animais na experimentação de produtos, artigo de Rafael Ducas Impactos das Mudanças Climáticas: entra em cena o WG-II do IPCC, análise de Alexandre Costa 'Chegou o tempo de agir', afirma

SP: Substitutivo ao Plano Diretor inova positivamente, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

  Chuva em São Paulo. Foto: Fotos Públicas   [EcoDebate] Pela primeira vez o texto do novo Plano Diretor de São Paulo (e talvez pela primeira vez um Plano Diretor municipal no Brasil) poderá se referir explicitamente à Carta Geotécnica como um documento básico para as ações de uso e ocupação do solo urbano. A Carta Geotécnica para fins urbanos é um documento cartográfico que informa sobre o comportamento dos diferentes compartimentos geológicos homogêneos

PARCAGEM: tecnologia milenar que o Brasil precisa resgatar, artigo de Raimundo Nonato Brabo Alves e Moisés de Souza Modesto Júnior

  PARCAGEM: tecnologia milenar que o Brasil precisa resgatar Raimundo Nonato Brabo Alves1, M.Sc.; Moisés de Souza Modesto Júnior2 1 Eng. Agrôn. M.Sc. em Agronomia. Pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental, Tv. Dr. Enéas Pinheiro, s/n,, Caixa Postal, 48, CEP 66095-100, Belém, Pará. e-mails: brabo@cpatu.embrapa.br 2 Eng. Agrôn. Especialista em Marketing e Agronegócio. Analista da Embrapa Amazônia Oriental. E-mail: moises@cpatu.embrapa.br [EcoDebate] A parcagem é um método tradicional milenar de agricultura que ainda vem sendo praticado pelos

É mesmo necessária a utilização de tantos animais na experimentação de produtos, artigo de Rafael Ducas

    No dia 23 de Janeiro de 2014, São Paulo tornou-se o primeiro estado Brasileiro a proibir o uso de animais para avaliação de segurança de cosmético. Fruto também da movimentação feita por ativistas frente ao Instituto Royal. (Brasil, 2014). Como conhecimento, não apenas cosméticos e produtos de beleza, usa-se animais para avaliação de segurança humana, mas também medicamentos e agrotóxicos. Agrotóxicos são considerados extremamente relevantes no modelo de desenvolvimento na agricultura no

Impactos das Mudanças Climáticas: entra em cena o WG-II do IPCC, análise de Alexandre Costa

  Para os que ainda não são familiares com a estrutura e funcionamento do Painel Intergovernamental sobe Mudanças Climáticas, o IPCC, lembro que ele inclui três grupos, que lidam respectivamente com as "Bases Físicas da Mudança Climática" (o WG-I, ou 1º grupo), "Impactos, Vulnerabilidade e Adaptação" (o WG-II, ou 2º grupo) e com Mitigação, ou seja, soluções para reduzir as emissões e diminuir o peso dos impactos sobre a sociedade (o

‘Chegou o tempo de agir’, afirma José Marengo, do Inpe, pesquisador que integra o IPCC

  José Marengo, do Inpe, único autor brasileiro do sumário para formuladores de políticas do relatório do painel sobre impactos das alterações do clima, afirma que países não têm mais tempo e precisam se adaptar às mudanças (foto:Eduardo Cesar)   Países de diversas partes do mundo já enfrentam crises climáticas mas não têm conseguido se adaptar às variações do clima, de modo a proteger suas populações. E é preciso agir rápido. As conclusões são

Preservação dos polinizadores, uma questão de sobrevivência humana. Entrevista com Márcio Rosa Rodrigues de Freitas

  “Do montante do resultado da produção agrícola, o custo do serviço ambiental prestado pela polinização está na ordem de R$ 17 bilhões”, explica o diretor do Ibama. Fonte: http://www.cienciaempauta.am.gov.br/ O processo de logística – colheita e processamento - dos diversos alimentos que dispomos nas prateleiras dos supermercados é, de alguma forma, algo relativamente claro para nós, consumidores. Porém, para além dessa questão do manejo humano com os alimentos, há um importante trabalho realizado

Para onde vai o lixo?

  Política Nacional de Resíduos Sólidos prevê fechamento dos lixões até agosto, mas somente metade dos municípios brasileiros chegaram a elaborar seus planos de gestão de resíduos Por Elisa Batalha, na Revista Radis, Número: 139, Abril/2014 É lei desde 2010. A partir de 3 agosto de 2014, não será permitido descartar lixo em vazadouros a céu aberto — os lixões — sob pena de multa. Segundo a Lei 12.305, que instituiu a Política

Mulheres denunciam assédio no transporte público

  Ação do movimento Mulheres em Luta distribuiu cerca de 400 alfinetes na estação Capão Redondo do metrô, durante o horário de pico   “Eles chegam encostando. Na primeira vez eu me afasto, mas se eu perceber que continua, eu xingo, ameaço bater, não fico quieta não. Mas é uma humilhação.” O relato de Diana Cavalcante, empregada doméstica de 50 anos, e de tantas outras mulheres paulistanas, é recorrente. Segundo a Secretaria Estadual

Ipea desculpa-se por erro em resultado de pesquisa sobre violência contra mulher

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) comunicou na sexta-feira (4) que houve erros na divulgação de resultados da pesquisa “Tolerância social à violência contra as mulheres”. Foram trocados os gráficos percentuais das perguntas “Mulher que é agredida e continua com o parceiro gosta de apanhar” e “Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas”. Com a correção, constatou-se que 65,1% concordam total ou parcialmente que mulheres que

Papa Francisco recebe presidente do Cimi para tratar das violações aos direitos indígenas

    O presidente do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e Bispo do Xingu, Dom Erwin Kräutler, foi recebido nesta sexta-feira, às 12 horas, horário de Roma, Itália, pelo Santo Padre Jorge Mario Bergoglio, o Papa Francisco. A audiência ocorreu no gabinete papal e tratou das violações aos direitos indígenas no Brasil, promovidas pelo capital privado em aliança com o governo federal. Esteve presente no encontro o assessor teológico do Cimi, Paulo Suess. Nesta

Fiscalização resgata 11 trabalhadores em condições análogas a de escravo em navio de cruzeiro

      Tripulantes escravizados sofriam assédio e eram submetidos a excesso de jornada. Operação ocorreu no Porto de Salvador Uma força-tarefa resgatou 11 trabalhadores em condições análogas a de escravo no navio MSC Magnifica, da empresa italiana MSC Crociere, uma das maiores do mundo no ramo de cruzeiros marítimos. A fiscalização ocorreu na terça-feira (01), quando a embarcação estava aportada no Porto de Salvador. Mas a investigação começou no Porto de Santos, no

Top