Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.976, de 09/12/2013

    Estratégia para privatização: o caso do HC/UFPE, artigo de Heitor Scalambrini Costa Mundo fundiário no Xingu: entre o caos, rios, rodovias, hidrelétricas, mineração e incertezas, por Rogério Almeida Estudo aponta que usinas solares podem gerar empregos e reduzir as emissões de gases de efeito estufa Grupo do IQ/Unicamp desenvolve dois sólidos de base mineral capazes de extrair CO2 do ar Elementos da poluição atmosférica modificam o DNA humano e podem

Estratégia para privatização: o caso do HC/UFPE, artigo de Heitor Scalambrini Costa

    [EcoDebate] Em recente artigo (Hospital das Clínicas (HC) da UFPE: Omissão sem punição), relatei a intencionalidade dos gestores do Hospital das Clínicas (HC) da Universidade Federal de Pernambuco com relação à situação de patente descaso para com essa unidade de saúde vinculada à Reitoria. A bem da verdade, o intencional sucateamento do HC já vinha se acelerando desde o reitorado passado, que durou oito anos, evidenciando também irresponsabilidade de seus dirigentes

Mundo fundiário no Xingu: entre o caos, rios, rodovias, hidrelétricas, mineração e incertezas, por Rogério Almeida

    30 mil famílias moram no Assurini, destas 20 mil são famílias assentadas pela reforma agrária em inúmeros projetos de assentamento, entre eles, Sol Nascente, Morro dos Araras, Itapuama. Existem ainda sítios e fazendas, além de áreas de garimpo, e proximidade com territórios indígenas e um modal de reservas ambientais, entre elas Riozinho do Anfrisio e Verde Para Sempre. A guerra dos mapas ocorre no município de Altamira, sudoeste do Pará,

Estudo aponta que usinas solares podem gerar empregos e reduzir as emissões de gases de efeito estufa

    Caso já estivessem em operação, os 13 projetos contemplados pela Chamada Estratégica Nº 13 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que objetiva fomentar a instalação de Usinas Solares Fotovoltaicas (USFs) no Brasil, teriam evitado a emissão de 6.285 toneladas de carbono equivalente (tCO2eq) em 2011 e de 11.229 (tCO2eq) no ano posterior, considerando a capacidade máxima de geração de energia elétrica das plantas. Além disso, a iniciativa também teria

Grupo do IQ/Unicamp desenvolve dois sólidos de base mineral capazes de extrair CO2 do ar

    Moleculares Micro e Mesoporodas (GPM3), apontando para um dos sólidos, baseado no mineral magadiita. Descoberta originalmente na África, a magadiita usada nas pesquisas do IQ foi produzida em laboratório. O potencial das descobertas do GPM3 para a criação de tecnologias de captura de carbono e contenção do aquecimento global levou a Petrobras, por meio de seu programa Proclima, a patrocinar essa linha pesquisa, que no ano que vem entra em uma

Elementos da poluição atmosférica modificam o DNA humano e podem levar ao câncer

  Aldeídos mutagênicos, em concentrações elevadas, podem levar ao câncer Além dos males causados pela poluição atmosférica já conhecidos cientistas acabam de detectar, pela primeira vez, uma modificação em DNA humano causada pela presença de dois aldeídos – acetaldeído e crotonaldeído — encontrados na fumaça do cigarro e nas emissões veiculares “Esses aldeídos são mutagênicos e, em concentrações elevadas, podem levar ao desenvolvimento de câncer”, alerta a professora Marisa Helena Gennari de Medeiros,

Audiência pública sobre a exploração do gás de xisto expõe polêmica sobre os riscos e impactos

    Os constantes debates acerca da exploração do gás de xisto no Brasil continuam gerando polêmica. O cerne da questão gira em torno dos graves impactos sobre o ambiente e a saúde pública. A contaminação de lençóis freáticos e o uso excessivo da água são as maiores críticas feitas pela forma como o gás é explorado. Hoje é realizada uma técnica chamada fraturação hidráulica (fracking). Nesse processo, toneladas de água misturadas a

Puxado por China e Índia, maior consumo de carne põe meio ambiente em risco

    O consumo de carne no mundo vem crescendo puxado por uma alta na ingestão da comida pela China e pela Índia, aponta estudo [Eating up the world’s food web and the human trophic level] publicado na última edição do periódico científico Proceedings of the National Academy of Sciences. Matéria no UOL Notícias, com informações complementares do EcoDebate. O maior consumo de carne por esses dois países põe em risco ecossistemas do

Em 2012, a produção primária florestal, silvicultura e extrativismo, do país somou R$ 18,4 bilhões

    A silvicultura contribuiu com 76,9% (R$ 14,2 bilhões) e a extração vegetal, com 23,1% (R$ 4,2 bilhões). A produção nacional de madeira em tora foi de 146.804.476 m³, dos quais 89,8 % vieram de florestas plantadas. Entre os principais produtos madeireiros do extrativismo vegetal, apenas a produção de madeira em tora cresceu (5,2%). A tendência de queda na produção extrativista de carvão vegetal (-14,2%) e lenha (-8,7%) se manteve, devido à

Maranhão: PF e Ibama prendem quadrilha que comercializava madeira ilegal de terras indígenas e unidades de conservação

  Foto de arquivo   Dezenas de pessoas estão sendo presas desde o início da manhã de sexta-feira (6) no estado do Maranhão pela Polícia Federal (PF). Os agentes desvendaram um esquema montado por criminosos que invadiam o sistema de controle florestal mantido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), conhecido como Sisdof, para obter documentos oficiais para créditos, e facilitar o comércio de madeira extraída ilegalmente de

Brasil investe metade do recomendado pela OCDE para o ensino básico

  Foto: ABr   O Brasil deve aumentar os investimentos na educação básica para melhorar também o ensino, analisa o diretor de Educação da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Andreas Schleicher. Dados coletados pelo Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) de 2012 mostram que o país investe em média US$ 26.765 por estudante entre 6 e 15 anos. Um terço da média dos demais países da OCDE, US$ 83.382.

Bahia: Fiscais resgatam trabalhadores em condições análogas às de escravo

    Eles foram flagrados em condições análogas às de escravo Auditores Fiscais da Gerência Regional do Trabalho e Emprego (GRTE), em Feira de Santana, resgataram na última quarta-feira (04) quatro trabalhadores em condições análogas às de escravo. A ação de fiscalização ocorreu na empresa Para Materiais de Construções. Na ocasião, foram identificadas várias irregularidades, como falta de uso dos equipamentos de Proteção Individual (EPI) e roupas inadequadas para operação de máquinas e

Top