Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.941, de 16/10/2013

    A crescente presença feminina nos cursos superiores no Brasil, artigo de José Eustáquio Diniz Alves O calote do Eike e o BNDES, artigo de Montserrat Martins A Nova Extensão Rural e o Desenvolvimento Rural Sustentável, por João A. Mangabeira, Sérgio Gomes Tôsto e Lauro Charlet Pereira Investimentos em projetos de infraestrutura e as pegadas do BNDES na Amazônia Resíduos industriais podem ser úteis como matéria prima na fabricação de cerâmicas

A crescente presença feminina nos cursos superiores no Brasil, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O Brasil demorou muito a criar universidades e dar acesso aos cursos superiores para sua população. No tempo da colônia não havia faculdades ou universidades. Entre o século XIX e a primeira metade do século XX a educação superior cresceu (embora menos do que o desejado), mas as oportunidades para as mulheres permaneceram muito restritas. Foi depois da Lei de Diretrizes e Bases da educação de 1961 (LDB –

O calote do Eike e o BNDES, artigo de Montserrat Martins

  Charge no Tribuna de Imprensa, de Hélio Fernandes   [EcoDebate] No momento em que as empresas de Eike estão dando o maior “calote” da história da América do Sul, lembramos que tem dinheiro público investido nelas. Os empréstimos do BNDES às empresas de Eike Batista somam “apenas” cerca de 6 bilhões porque, segundo o presidente Luciano Coutinho, o banco aprovou 10,4 bilhões ao Grupo EBX “mas o valor não foi totalmente contratado”.

A Nova Extensão Rural e o Desenvolvimento Rural Sustentável, por João A. Mangabeira, Sérgio Gomes Tôsto e Lauro Charlet Pereira

    [EcoDebate] Mecanicista, disjuntiva e reducionista, que desconsidera a complexidade do mundo, fraciona os problemas, perde a noção de totalidade. No geral, essas são as visões pelas quais a extensão rural oficial, as instituições de pesquisa oficial e outras instituições e entidades da sociedade civil, durante muito tempo, nortearam-se para analisar e avaliar os sistemas produtivos da agricultura, olhando a parte como se fosse o todo. A nova extensão rural precisa trabalhar

Investimentos em projetos de infraestrutura e as pegadas do BNDES na Amazônia

  Parceria entre Agência Pública e O Eco vai mapear o aumento dos investimentos do BNDES em projetos de infraestrutura na região. Obras financiadas pelo banco são acusadas de disfarçar impactos ao meio ambiente, populações indígenas e trabalhadores. Por Bruno Fonseca e Jessica Mota, de A Pública.     obra de cerca de R$ 745 milhões, mais da metade desse valor financiada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Uma das primeiras menina-dos-olhos

Resíduos industriais podem ser úteis como matéria prima na fabricação de cerâmicas

  Pesquisa da Escola Politécnica utilizou lodo de esgoto e lama vermelha, agregando valor a esses resíduos   Pesquisa realizada na Escola Politécnica (Poli) da USP analisou a possibilidade de incorporar lodo de esgoto e lama vermelha, dois resíduos industriais, como matéria prima na fabricação de cerâmicas, conferindo um valor agregado a esses rejeitos. O trabalho foi realizado durante a dissertação de mestrado do engenheiro Cristian Camilo Hernández Díaz, sob a orientação do

Agricultura que preserva a floresta motiva Caravana Agroecológica à Amazônia

    Agroextrativistas, agricultores, lideranças dos movimentos sociais do campo e organizações da sociedade civil de todas as regiões do Brasil viajarão a comunidades de Santarém para descobrir o que significa fazer agroecologia na floresta Amazônica.   A Caravana Agroecológica e Cultural de Santarém será realizada nos dias 22 a 25 de setembro, com a participação de cerca de 100 pessoas e dois roteiros envolvendo sete comunidades: um passa pela Reserva Extrativista (Resex) Tapajós-Arapiuns

Consea recomenda à Anvisa que agilize regulação para rotulagem de alimentos

  Imagem: Blogue Em pratos limpos / AS-PTA   O Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) enviou recomendação à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que a agência dê mais atenção às propostas regulatórias de rotulagem de alimentos. Para o conselho, deve haver um fortalecimento na agenda da Anvisa para a questão de rotulagem de alimentos. Além disso, o documento recomenda que a agência agilize os processos de atualização e qualificação

Chamada para Inscrição de Trabalhos – I Simpósio Interdisciplinar de Ciência Ambiental – 03 a 06/12/013

    I SIMPÓSIO INTERDISCIPLINAR DE CIÊNCIA AMBIENTAL 03 a 06 dezembro 2013 USP - Cidade Universitária, Butantã, São Paulo www.simposiocienciaambiental.com O I Simpósio Interdisciplinar de Ciência Ambiental é uma iniciativa do Programa de Pós-Graduação em Ciência Ambiental - PROCAM/IEE/USP, principalmente de seus alunos, que sentiram a necessidade de um espaço de discussão que propicie o enriquecimento do debate acadêmico e do relacionamento entre docentes e discentes. Neste primeiro evento serão abordados aspectos conceituais da ciência ambiental

Mais de 90% dos moradores de zonas urbanas da UE são expostos a poluição com partículas nocivas

    Noventa por cento dos moradores de zonas urbanas europeias continuam expostos a uma poluição com partículas e um número ainda maior ao ozônio, em níveis que superam os recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), adverte um relatório da Agência Europeia do Meio Ambiente (AEE). Matéria da AFP, no UOL Notícias, com informações adicionais do EcoDebate. "Grandes proporções da população não vivem em um ambiente saudável (...). A Europa deve ir

Programa Bolsa Família reduziu a extrema pobreza em 28% nos últimos dez anos

  O presidente do Ipea e ministro da SAE, Marcelo Neri, e a ministra Tereza Campello divulgaram dados inéditos sobre Bolsa Família, nesta terça, dia 15 O Programa Bolsa Família (PBF) foi responsável por 28% da queda da extrema pobreza na última década. É o que aponta o estudo Efeitos macroeconômicos do Programa Bolsa Família - uma análise comparativa das transferências sociais, divulgado nesta terça-feira, dia 15, em Brasília. De acordo com

PIB aumenta R$ 1,78 a cada R$ 1 investido no Bolsa Família, diz estudo do Ipea

  Criado pela Lei 10.836, de 9 de janeiro de 2004, o Bolsa Família vai completar dez anos. Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que a cada R$ 1 investido no programa de transferência de renda provoca aumento de R$ 1,78 no Produto Interno Bruto (PIB). O estudo aponta ainda efeitos do programa no consumo das famílias. "O Programa Bolsa Família é, por larga margem, a transferência com

Top