Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.913, de 05/09/2013

    200 milhões em ação, artigo de Efraim Rodrigues Celibato: as lacunas de uma formação decadente, artigo de Gilmar Passos Fortaleza: acampamento de ativistas no Parque do Cocó já dura quase dois meses Limitar desmatamento não prejudica economia Ambientalistas consideram novo Código de Mineração retrocesso do ponto de vista socioambiental Especialista em energias renováveis, sugere que combustíveis fósseis poderiam ser aposentados Mudanças climáticas: águas e temperaturas cada vez mais altas Solving

200 milhões em ação, artigo de Efraim Rodrigues

    [EcoDebate] O IBGE publicou estudo mostrando que somos mais de 200 milhões de brasileiros. Nos anos 70 éramos 90 milhões em ação, dizia a velha música. Tão importante quanto a quantidade é o modo de vida das pessoas. Nos anos 70, três em cada dez brasileiros viviam em cidades, hoje os mesmos 30% vivem na zona rural. Moradores de cidades consomem mais recursos naturais em transportes, conservação de alimento, refrigeração, aquecimento e

Celibato: as lacunas de uma formação decadente, artigo de Gilmar Passos

    [EcoDebate] O assunto tratado no momento não vem ser o que estamos acostumados a ouvir, ou seja, não tem a intenção de contrariar a lei atuante da Igreja sobre o celibato. Se ele deve ser opcional ou não, já é reflexão profunda de grandes nomes respeitosos na teologia. No mais, a opinião popular eclesial, em sua maioria, não aprova a decisão da Igreja em continuar determinando o celibato como regra

Fortaleza: acampamento de ativistas no Parque do Cocó já dura quase dois meses

  Imagem no blogue do Comitê Metropolitano Xingu Vivo   Capital do Ceará atravessa momento de levante popular com a ocupação de ativistas no Parque do Cocó, em área desmatada pelo poder municipal. Prefeitura justifica devastação com obra de dois viadutos. A cidade vive momento único de debate sobre a cidade. * Jornalismo Colaborativo por Júlia Lopes, Livino Neto e Raissa Veloso   Cocó: Juíza da 9º Vara da Fazenda Pública transfere decisão para Justiça Federal A

Limitar desmatamento não prejudica economia

  Em 2009, o Brasil promulgou a Lei da Política Nacional sobre Mudança Climática (Nº 12.187/09) em que se compromete, até 2020, a reduzir entre 36,1% e 38,9% das emissões de gases que causam o efeito estufa. Para alcançar essa meta, uma das principais medidas é diminuir 80% do desmatamento na Amazônia Legal e 40% no cerrado. A partir disso, um estudo de mestrado desenvolvido na Faculdade de Economia, Administração e

Ambientalistas consideram novo Código de Mineração retrocesso do ponto de vista socioambiental

    Ambientalistas afirmam que projeto de novo Código de Mineração (PL 37/11 e apensados) é um retrocesso do ponto de vista socioambiental. Representantes de ONGs, Ibama e Ministério Público debateram o tema nesta quarta-feira, em audiência da comissão especial que analisa a proposta. Todos concordaram que o novo Código se concentrou em questões econômicas da exploração mineral, deixando de lado o aspecto ambiental, como sintetiza o procurador da República Darlan Dias. "Na

Especialista em energias renováveis, sugere que combustíveis fósseis poderiam ser aposentados

    Professor da Universidade de Ciências Aplicadas de Colônia, na Alemanha, Ingo Stadler defende que grandes investidores dão sobrevida ao petróleo e ao carvão, apesar das emissões   Especialista em energias renováveis, o engenheiro elétrico professor da Universidade de Ciências Aplicadas de Colônia, na Alemanha, Ingo Stadler fez as contas. Tecnicamente, daqui a sete anos o mundo poderia viver sem queimar combustíveis fósseis. Porém, a equação também precisa levar em conta variáveis políticas

Mudanças climáticas: águas e temperaturas cada vez mais altas

    Há um sério debate sobre por que as temperaturas observadas não mantiveram o ritmo das previsões modeladas por computador. Publicamos aqui o editorial do jornal The Guardian, 01-09-2013. A tradução é de Moisés Sbardelotto. Eis o texto. O relatório* da semana passada de que a atual "pausa" no aquecimento global poderia estar ligado à refrigeração cíclica no Pacífico será interpretada pelos céticos do clima como uma prova de que o aquecimento global não

Solving the Mysteries of Hiatus in Global Warming

  Global mean temperatures have been flat for 15 years despite the increase in heat-trapping greenhouse gases, but a new Scripps study shows cooling in the equatorial Pacific Ocean explains the discrepancy     New research* by Scripps Institution of Oceanography, UC San Diego climate scientists attributes the attenuation of a worldwide temperature increase to a cooling of eastern Pacific Ocean waters, one that counteracts the warming effect of greenhouse gases. When the climate cycle

Grupo de trabalho rejeita PEC 215, que transfere ao Legislativo decisão sobre terras indígenas

  Caso não haja entendimento, poderá ser criada uma comissão especial para analisar a PEC que trata do assunto. Antônio Araujo / Câmara dos Deputados Lincoln Portela: relatório não incluiu sugestões dos ruralistas, mas apenas dos ambientalistas e dos representantes dos índios. Mesmo sem a participação da bancada ruralista, o grupo de trabalho criado para tentar um acordo em torno das regras de demarcação de terras indígenas aprovou, nesta quarta-feira, relatório final que sugere

Presidente da Câmara honra compromisso com ruralistas e anuncia instalação da PEC 215

  Brasília, 18/04/2013 – Indígenas fazem manifestação em frente ao Palácio do Planalto. Eles protestaram contra a PEC 215, que transfere para o Congresso poder de demarcar terras indígenas. Foto de Valter Campanato/ABr   A histórica ocupação do plenário Ulisses Guimarães, da Câmara dos Deputados, realizada por cerca de 700 indígenas em abril deste ano, está prestes a ser desconsiderada pelo presidente da Casa, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB/RN). Cumprindo compromisso assumido com

Organizações indígenas da Amazônia Brasileira definem estratégias para defesa dos direitos das minorias

  Foto: Surgiu / Ministério Público Federal no Mato Grosso   Procuradores da República em Mato Grosso representaram o MPF na 10ª Assembleia da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) realizada em Barra do Bugres Representantes dos povos indígenas de vários Estados reuniram-se em Mato Grosso, na última semana de agosto, para a 10ª Assembleia da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) para a articulação dessas organizações nos próximos anos

Top