A minhoca é o mocinho e a formiga o bandido? artigo de Efraim Rodrigues

 

minhoca
Foto: imagensdeposito.com

 

[EcoDebate] A minhoca goza de maravilhosa reputação entre os amantes da natureza. Suas galerias arejam o solo e abrem caminho para infiltração de água, seus resíduos fertilizam o solo, se você ver minhocas em um solo, ele é fértil ! Já as formigas são a praga da humanidade.

Ou o Brasil acaba com a formiga, ou ela acaba com o Brasil ! disse Saint Hilaire no século 19.

Pouca saúde e muita saúva, os males do Brasil são. Esta é de Mário de Andrade, já no século 20.

Qualquer um, olhando a corrente de formigas levando folhinhas, iria concordar, mas a realidade é outra. Minhocas não fazem bem para o solo. Elas são uma consequência em solos saudáveis. Lembra-se do filme do Kevin Costner onde ele ouve uma voz repetindo Construa e eles virão? Em um solo saudável, úmido, com boa quantidade de matéria orgânica, é muito provável encontrar minhocas.

No entanto, coloque um caminhão de minhocas em um solo seco, mal tratado e em dias voce terá um caminhão de minhocas mortas e tudo continuará igual. Já as formigas são comuns em áreas secas, degradadas (tinha uma criação delas no terreno aqui de casa). Elas viviam de pequenos insetos, capim e outras esmolas que haviam aqui, e em troca, elas sim abriam galerias, algumas cultivavam fungos em colônias (um tipo de adubação orgânica) e assim tornavam isto aqui um pouco menos pior. Ainda mais rústicos e também mais benéficos são os cupins, que conseguem digerir celulose.

Sabe aquele capim seco e duro que até uma cabra torce o pescoço ? Cupins são capazes de alimentar-se disto, escavam galerias e aos poucos vão melhorando a coisa. Neste fim de semana visitei uma floresta que há 40 anos era um pasto cheio de cupins (eu tinha só 5 anos !). Agora está cheio de minhocas, mas há 40 anos certamente não havia nenhuma.

Em Burkina Faso, assim como no Cerrado, os nativos usam cupins e suas galerias para melhorar as áreas porque eles trabalham a custo de capim seco.

Faz 12 anos que venho coletando histórias de gente que reconstrói ecossistemas, como estas da minhoca, da formiga e do cupim, e agora afinal o meu livro “Ecologia da Restauração” está pronto, e eu recomendo !

Efraim Rodrigues, Ph.D. (efraim@efraim.com.br), Colunista do Portal EcoDebate, é Doutor pela Universidade de Harvard, Professor Associado de Recursos Naturais da Universidade Estadual de Londrina, consultor do programa FODEPAL da FAO-ONU, autor dos livros Biologia da Conservação e Histórias Impublicáveis sobre trabalhos acadêmicos e seus autores. Também ajuda escolas do Vale do Paraíba-SP, Brasília-DF, Curitiba e Londrina-PR a transformar lixo de cozinha em adubo orgânico e a coletar água da chuva. É professor visitante da UFPR, PUC-PR, UNEB – Paulo Afonso e Duke – EUA. http://ambienteporinteiro-efraim.blogspot.com/
EcoDebate, 29/05/2013


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

2 comentários em “A minhoca é o mocinho e a formiga o bandido? artigo de Efraim Rodrigues

  1. Parabéns pelo artigo por reconhecer valor em uma criatura tão desprezada além de contribuir para um mergulho em um mundo inimaginado para a maioria das pessoas.

  2. Prezado Efraim, meus parabéns!
    Todos os seres vivos têm seu papel na natureza.
    Há dias, visitando uma estação de tratamento de esgoto, vi uma quantidade enorme de garças. Acostumado a ver essas aves apenas em lagos com grande presença de peixes, perguntei o que elas estavam fazendo ali.
    Comem baratas – foi a resposta.
    Veio-me então à mente por que haveria tantas baratas no esgoto sanitário em tratamento. As baratas se alimentam daquilo que todos nós desprezamos: nossos dejetos.
    Portanto, também elas têm sua importância no equilíbrio do ecossistema.
    Somente gostaria de fazer um reparo: as minhocas têm uma importância enorme na fertilização do solo.
    Se elas morrem em solo árido, o mesmo não ocorre em solo úmido com matéria orgânica de qualquer tipo. Em lixões e outros locais enormemente contaminados, ingerem ovos de protozoários, evitando a proliferação de doenças intestinais.
    Portanto, se a formiga é considerada mocinha, também o são a minhoca e a barata.

Comentários encerrados.

Top