Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.768, de 01/02/2013

    Especismo e ecocídio: a destruição da Amazônia, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Valores Éticos do Brasil, artigo de Millos Augusto Stringuini Oceano Ártico: Oceanografia, por Adilson Mikami Pesca industrial e mudanças climáticas vão diminuir tamanho de peixes em 50 anos, prevê estudo Novo Código Florestal não anula multas aplicadas com base na antiga lei, decide STJ MPF/RJ quer fim de obras do Porto do Açu que causaram degradação ambiental

Especismo e ecocídio: a destruição da Amazônia, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] Em 500 anos, o Brasil já destruiu 93% da Mata Atlântica e a maior parte das florestas de Araucária. Em cerca de 50 anos, especialmente depois da construção de Brasília e de estradas como a transbrasiliana, destruiu mais da metade do Cerrado. No século XXI, caminha a passos largos para destruir a Amazônia. Os cálculos indicam que o país já eliminou 20% da floresta e a destruição continua acelerada

Valores Éticos do Brasil, artigo de Millos Augusto Stringuini

    Valores Éticos do Brasil. Millos Augusto Stringuini, Dr.Sc. Biólogo, Doutor em Ciências do Meio Ambiente, Conselheiro do CRBio03 e Coordenador da Comissão de Meio Ambiente, Perito e Consultor Internacional, Professor Cátedra Sul – Universidade de Liége – DSGE, Bélgica. Membro Fundador de Honra da Sociedade Brasileira de Psicologia Jurídica. Palavras-chave: Ética, Moral, Valores éticos. Sumário: Considerações iniciais – Introdução – Ética e Moral – A relatividade da ética – A influência da televisão e

Oceano Ártico: Oceanografia, por Adilson Mikami

    O Oceano Ártico (a física, a química e processos biológicos) é bastante diferente dos outros oceanos espalhados ao redor do planeta. Começa pelo bloco de gelo que cobre o Oceano Ártico durante boa parte das estações, notadamente no inverno (bastante longo) quando praticamente não recebe luz solar. Esta cobertura ou placa de gelo reduz a troca de energia entre a atmosfera  e o oceano em cerca de 100 vezes. E esta placa

Pesca industrial e mudanças climáticas vão diminuir tamanho de peixes em 50 anos, prevê estudo

  Pesca no golfo do Maine, EUA. Foto da National Geographic Society   As atividades humanas vão deixar os peixes mais vulneráveis a predadores e, no fim das contas, ameaçar uma fonte crucial de alimento para o próprio ser humano, alertam cientistas no periódico Biology Letters, da Academia de Ciências britânica. Matéria da AFP, no UOL Notícias. Estudiosos já tinham observado e estudado como a pesca industrial, ao capturar os espécimes maiores, e o

Novo Código Florestal não anula multas aplicadas com base na antiga lei, decide STJ

    Mesmo com a entrada em vigor do novo Código Florestal (Lei 12.651/12), os autos de infração emitidos com base no antigo código, de 1965, continuam plenamente válidos. Esse é o entendimento unânime da Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A Turma rejeitou petição de um proprietário rural que queria anular auto de infração ambiental que recebeu e a multa de R$ 1,5 mil, decorrentes da ocupação e exploração irregulares,

MPF/RJ quer fim de obras do Porto do Açu que causaram degradação ambiental

  Lagoa de Iquipari é um dos locais que teria sido atingido em São João da Barra (Foto: Divulgação/ Site LLX / G1)   Índice de salinidade da água no Norte Fluminense é sete vezes maior que o permitido para consumo humano O Ministério Público Federal (MPF) em Campos dos Goytacazes (RJ) moveu ação civil pública com pedido de liminar contra as empresas EBX, OSX e LLX, do empresário Eike Batista, pedindo o fim

Balanço de Carbono: Estudo revelou que entre 9,1 a 16,9% da mortalidade de árvores no Amazonas é omitida

    Árvores mortas no Amazonas não são devidamente contabilizadas no balanço de carbono - Um estudo desenvolvido por pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) e pelo cientista Jeffrey Chambers, do Laboratório Nacional de Berkeley (EUA), revelou que entre 9,1 a 16,9% da mortalidade de árvores no Amazonas é omitida em análises convencionais, que são baseadas apenas em inventários florestais. Na prática, segundo o estudo, árvores mortas não são

Belo Monte: Norte Energia descumpre mais uma vez acordo com índios e MPF/PA pede multa milionária

    Se Justiça decidir pela execução imedata do acordo, multa pode ser de R$ 2 milhões por dia de atraso O Ministério Público Federal no Pará (MPF/PA) pediu à Justiça Federal que execute com urgência o acordo extrajudicial assinado pela Norte Energia S.A com os índios que ocuparam os canteiros de obras de Belo Monte. Eles reinvindicavam que a empresa cumprisse as condições socioambientais da licença da usina e aceitaram sair dos

Aumento do trabalho escravo em áreas urbanas preocupa, diz secretário

  Trabalhadores estrangeiros submetidos a condições análogas à escravidão produzindo peças de roupa da badalada marca internacional Zara, do grupo espanhol Inditex. Dignidade é subtraída por dívidas, degradância, longas jornadas e baixa remuneração (Foto: BP / Repórter Brasil)   A maior incidência de trabalho escravo em áreas urbanas, principalmente entre imigrantes, é um dos fatores que mais preocupa os responsáveis pelo enfrentamento dessa prática, disse Gabriel dos Santos Rocha, secretário Nacional de Promoção

Justiça Federal recebeu denúncia contra acusados por trabalho escravo em carvoaria de Pirajuí, SP

    Jornadas de trabalho eram exaustivas e com condições degradantes; entre os trabalhadores havia um idoso de 70 anos A Justiça Federal recebeu denúncia do Ministério Público Federal no Município de Bauru contra três pessoas que mantinham dez trabalhadores em condição análoga à de escravos em carvoaria numa fazenda no município de Pirajuí. A condição análoga à de escravidão foi mantida de janeiro de 2007 a junho de 2008, e entre os

Internet pode inspirar novas formas de educação

    Educação popular pode ser revista a partir de princípios básicos da tecnologia Os usos das novas tecnologias pelos alunos da Educação para Jovens e Adultos (EJA) não começa na escolas. Com sua grande e complexa estrutura, a instituição escolar não representa, para estas pessoas, um meio facilitador de interação com as mais recentes inovações tecnológicas. É o que aponta pesquisa da Faculdade de Educação (FE) da USP, que questiona a visão

Top