Nota de Pesar e Repúdio ao Assassinato do Dirigente do MST Mamede Gomes de Oliveira

    NOTA DE PESAR E REPÚDIO AO ASSASSINATO DO DIRIGENTE DO MST MAMEDE GOMES DE OLIVEIRA (Exigimos profunda investigação e punição dos envolvidos) toda morte matada, toda morte morrida, se for vida doada, não é morte, é vida (Dom Pedro Casaldáliga) A lista de camponeses, padres, freiras, sindicalistas, defensores de direitos humanos, homens e mulheres, assassinados no Estado do Pará enquanto lutavam por uma revolução econômica, social, cultural, política e ambiental, é longa. No

Amig@s, a todos(as) expressamos os nossos votos de um ótimo 2013

2012 foi um ano especialmente difícil em termos de ampliação da crise ambiental e de seus impactos sociais. Mas isto, principalmente, ao alvorecer de um novo ano, não deve nos desestimular. Ao contrário. Desistir não é opção. A militância e ativismo, em defesa de um modelo de desenvolvimento efetivamente socialmente justo, economicamente inclusivo e ambientalmente responsável, são importantes para o nosso futuro comum, simplesmente porque teremos o futuro que fizermos por merecer. Continuemos

2013: Próspero Ano Novo para Todos os Seres Vivos, por José Eustáquio Diniz Alves

    Ano novo vida nova. A mudança de ano é um momento de superação dos problemas passados e de renovação das esperanças em uma vida melhor e um mundo melhor. Em termos pessoais é um momento de fazer autocrítica das ações e pensamentos equivocados e uma oportunidade de reafirmar o compromisso com uma vida justa, livre, equilibrada e altruísta. Mas jamais haverá um ano realmente novo se houver continuidade dos erros ocorridos nos

Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.746, de 27/12/2012

    Comprar, comprar, malditos, artigo de Esther Vivas Conhecer, Integrar e Desenvolver, artigo de Bruno Peron Pesquisa registra aumento de desmatamento na Amazônia em novembro Desmatamento na Amazônia Legal entre agosto e novembro de 2012 aumentou 129% em relação ao mesmo período de 2011 A Floresta Amazônica pode demorar vários anos para se recuperar dos efeitos de uma grande seca Denúncia: Projetos de mineração ameaçam importantes áreas do bioma Mata Atlântica

Comprar, comprar, malditos, artigo de Esther Vivas

    [EcoDebate] São as festas de Natal, o momento de nos juntarmos, comer, celebrar e, sobretudo, comprar. O Natal é, também, a “festa” do consumo, já que em nenhum outro momento do ano, para beneplácito dos mercadores do capital, compramos tanto como agora. Comprar para presentear, para vestir, para esquecer ou, simplesmente, comprar por comprar. O sistema capitalista precisa da sociedade de consumo para sobreviver, que alguém compre em massa e compulsivamente

Conhecer, Integrar e Desenvolver, artigo de Bruno Peron

    [EcoDebate] Os conceitos comumente aceitos de desenvolvimento vinculam o aspecto humano de qualidade de vida ao utilitarismo do crescimento da economia, da empregabilidade e do aumento de renda. No entanto, a maior dificuldade desta perspectiva sobre o desenvolvimento é a de provar que os ajustes estatísticos, que informam aumento do Produto Interno Bruto ou do salário mínimo, levam mais conforto à vida das pessoas em situações diversas de sobrevivência. Isto se

Pesquisa registra aumento de desmatamento na Amazônia em novembro

    Grande parte do desmatamento, 42 por cento, ocorreu no Pará, seguido por Rondônia, com 25 por cento e Amazonas, com 24 por cento. O menor percentual foi em Roraima, com 4 por cento e Tocantins, com 1 por cento Apresentação de Graziele Bezerra, da Radioagência Nacional / EBC EcoDebate, 27/12/2012 [ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se

Desmatamento na Amazônia Legal entre agosto e novembro de 2012 aumentou 129% em relação ao mesmo período de 2011

      Em novembro de 2012, metade (50%) da área florestal da Amazônia Legal estava coberta por nuvens, em especial nos estados do Acre e Mato Grosso que apresentaram 81% e 77% de cobertura de nuvens respectivamente. Isso comprometeu a detecção do desmatamento e da degradação florestal para esse mês através das imagens MODIS utilizadas pelo SAD. Nessas condições foram detectados somente 55 quilômetros quadrados de desmatamento em novembro de 2012 na Amazônia

A Floresta Amazônica pode demorar vários anos para se recuperar dos efeitos de uma grande seca

    Efeitos da seca podem durar anos na Amazônia - Estudo mostra que, se evento continuar a ocorrer com frequência, floresta poderá sofrer danos permanentes A Floresta Amazônica pode demorar vários anos para se recuperar dos efeitos de uma grande seca, colocando em risco a sua própria sobrevivência caso esses eventos passem a ocorrer com mais frequência - como preveem alguns modelos de mudanças climáticas para a região nas próximas décadas. O

Denúncia Projetos de mineração ameaçam importantes áreas do bioma Mata Atlântica na RMBH

    Projetos de mineração, com megabarragens de rejeitos, ampliação e implantação de cavas e novas pilhas de estéril, suprimirão, caso licenciados, importantes áreas do bioma Mata Atlântica na RMBH.  Se as pretensões da Vale S/A forem atendidas, a  qualidade das águas do Alto Rio das Velhas, trecho de máxima prioridade da Meta 2014, serão niveladas por baixo.  Gustavo Gazzinelli Movimento pelas Serras e Águas de Minas-MovSAM e Fonasc-CBH Belo Horizonte, 24 de dezembro de 2012 Se o

Entrada dos hidroclorofluorcarbonos (HCFCs) no país passa a ser controlada

  Camada de ozônio: fundamental para a vida terrestre   Medida faz parte do esforço mundial para proteger a camada de ozônio O governo federal controlará a entrada dos hidroclorofluorcarbonos (HCFCs) no país. A substância é usada em espumas de vários tipos e aparece como uma das principais responsáveis pela destruição da camada de ozônio. Com a instrução normativa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) publicada no Diário

Negociadores retomarão discussões sobre mudanças climáticas no início de 2013

    Nos primeiros meses de 2013, os negociadores internacionais retomarão as conversas em busca de acordos globais sobre mudanças climáticas que levarão a uma proposta comum a ser fechada até 2015. O acordo refere-se à Plataforma Durban - em substituição ao segundo período do Protocolo de Quioto -, que estabelece os compromissos dos países desenvolvidos para a redução das emissões de gases de efeito estufa e estende as responsabilidades às nações

Top