Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.721, de 19/11/2012

    Família de propaganda de margarina, artigo de Montserrat Martins Zumbi, mártir dos Palmares, artigo de Bruno Peron Emissão de CO2 por plantas e solos pode exacerbar as mudanças climáticas A sede pelo petróleo e a destruição dos oceanos. Entrevista com Nathalie Rey Impactos de derramamentos de óleo no mar podem ser minimizados com plano de contingência estruturado, dizem especialistas Energia das marés pode abastecer plataformas de exploração de petróleo no

Família de propaganda de margarina, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Imagem marcante é a da “família de propaganda de margarina”, feliz como todo mundo quer ser. Casal bonito e sorridente, filhos alegres brincando, pai erguendo criança nos braços no jardim quando a mãe chama com limonada, todos sentados à mesa para o café – é onde entra a margarina. Pois a foto que o Obama escolheu para comemorar a vitória (e que se tornou a mais curtida da história

Zumbi, mártir dos Palmares, artigo de Bruno Peron

  Novembro - Mês da Consciência Negra. Imagem: Seppir/Divulgação   [EcoDebate] Os quilombos ou mocambos eram territórios geoestratégicos que resultavam da fuga de negros das senzalas, onde sua mão-de-obra era escrava. O quilombo dos Palmares foi o que obteve maior expansão, longevidade e reputação, existiu entre 1605 e 1694 numa extensão territorial grande na Serra da Barriga - interior do que hoje é o estado de Alagoas -, e contou com uma população

Emissão de CO2 por plantas e solos pode exacerbar as mudanças climáticas

    [Redação do EcoDebate] Cientistas da American Meteorological Society (AMS) e da Universidade da Califórnia, em Berkeley, demonstraram que as plantas e os solos podem liberar grandes quantidades de dióxido de carbono, gás estufa associado ao aquecimento global. Esta constatação contrasta com a expectativa de que as plantas e os solos absorvem dióxido de carbono e é importante porque que a liberação de carbono adicional da superfície da terra poderia ser

A sede pelo petróleo e a destruição dos oceanos. Entrevista com Nathalie Rey

  Poços do pré-sal são mais profundos que aqueles do Golfo, e um desastre ambiental em função da extração petrolífera seria devastador. Empresas que lucraram com o derretimento do Ártico agora querem explorar seus combustíveis fósseis, alerta a especialista. “Empresas petrolíferas como a Shell, BP, Exxon, Gazprom, Rosneft, entre outras, querem arriscar um derrame de petróleo devastador no Ártico para usufruir de poços que serão exauridos em apenas três anos. As mesmas

Impactos de derramamentos de óleo no mar podem ser minimizados com plano de contingência estruturado, dizem especialistas

    O Brasil ainda não está preparado para operar em incidentes de derramamento de óleo no mar em grandes proporções. Esta é a preocupação central de especialistas da oceanografia, das grandes empresas e do próprio governo, segundo o debate promovido sobre “Monitoramento e Mitigação de Derramamentos de Óleo no Mar” durante o V Congresso Brasileiro de Oceanografia nesta quinta-feira, 15, no Rio. O Plano de Contingência Nacional (PNC) para este tipo de

Energia das marés pode abastecer plataformas de exploração de petróleo no pré-sal

  Turbina para geração de energia elétrica por corrente marinha. Projetado na Europa, este modelo pode ser adaptado para gerar energia por meio de correntezas do rio. Foto: Planeta Coppe/UFRJ   A instalação de dispositivos off shore geradores de energia a partir das marés para utilização pelas plataformas de petróleo ou em ilhas é uma das possibilidades apresentadas por Segen Estefen, professor titular de Estruturas Oceânicas da UFRJ e diretor de Tecnologia e

Pesquisadores indicam anchoita como alternativa para diminuir pressão de pesca sobre estoques de sardinhas

  Anchoita. Foto do Projeto Anchoita MPA - Universidade Federal do Rio Grande - Instituto de Oceanografia   Pesquisas realizadas por equipes da Universidade Federal de Rio Grande – FURG mostram que é diminuir a pressão de pesca sobre o estoque de sardinhas com a exploração sustentável das anchoitas, um tipo de pescado semelhante. As alternativas para esse tipo de pesca foram apresentadas no V Congresso Brasileiro de Oceanografia pelo comandante da pesquisa,

Metas da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) podem ser adiadas

    Menos de 10% das prefeituras entregaram planos de gestão do lixo; prefeitos reclamam de falta de recursos e de prazo curto A baixa adesão dos municípios à elaboração dos planos locais de gestão dos resíduos sólidos - que tinha como prazo agosto deste ano - está fazendo o governo cogitar a possibilidade de adiar as metas da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Matéria de Mateus Coutinho, em O Estado de

MP 579. Quem sai ganhando?

    A medida interfere na dinâmica da geração, produção e distribuição de energia. A MP 579 propõe a antecipação da renovação das concessões do setor elétrico (privadas e públicas – grande parte dela de ativos públicos estaduais) que vencem de 2015 a 2017 por mais 30 anos. De acordo com Constituição da República, todos os potenciais hidráulicos pertencem ao país e são parte do patrimônio nacional, assim como as concessões dos

ThyssenKrupp (CSA) é acusada de prejudicar meio ambiente e saúde de moradores na Baía de Sepetiba, RJ

  Quando foi inaugurada, há seis anos, a siderúrgica da ThyssenKrupp no Rio de Janeiro foi saudada como uma benção pelos moradores. Hoje muitos apontam as emissões de pó de grafite como causa de alergias e doenças.   A aparência da Avenida João 23 é deplorável. A estrada quilométrica e reta na extrema periferia do Rio de Janeiro é ladeada de barracos de tijolo. Cães vira-lata brigam pelos restos de lixo que são

Clima – ceticismo ou esperança? artigo de Washington Novaes

    [O Estado de S.Paulo] É significativo que, ainda com os escombros da passagem da supertempestade Sandy à vista, em suas primeiras palavras após a reeleição o presidente Barack Obama tenha dito: "Queremos que nossos filhos vivam num país que não seja enfraquecido por desigualdades e que não seja destruído pelo aquecimento global". Poucas horas antes, ainda na campanha eleitoral, seu adversário, o republicano Mitt Romney, havia dito não saber o

Top