Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.614, de 15/06/2012

  Povos resilientes e Planeta resiliente, artigo de José Eustáquio Diniz Alves A crise financeira global para leigos, artigo de Montserrat Martins Prognósticos e a sinergia do consorciamento, artigo de Roberto Naime Carta a um jovem 'foca', artigo de Nara França Tudo por amor, artigo de Valdeci Pedro da Silva Podcast Portal EcoDebate na Rio+20, 15/06/2012 Rio+20: ONU reconhece dificuldades em negociar e chegar a acordo para documento final Rio+20: Negociadores levam horas para definir expressões-chave do documento

Povos resilientes e Planeta resiliente, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

[EcoDebate] A ONU lançou, em maio de 2012, a versão em português do relatório do Painel de Alto Nível sobre Sustentabilidade Global intitulado “Povos Resilientes, Planeta Resiliente: um Futuro Digno de Escolha”, com 56 recomendações para que o mundo avance em direção ao desenvolvimento sustentável. O documento, elaborado por 22 renomados especialistas, traz sugestões para serem debatidas com a sociedade civil e com as autoridades governamentais durante a Rio+20. Logo

A crise financeira global para leigos, artigo de Montserrat Martins

“Quiénes son los mercados y cómo nos gobiernan” [EcoDebate] Se o Brasil não se desorganizou em 2008, como a Espanha agora, não foi por acaso. Uma geração de governantes havia sido forjada numa visão econômica coerente e um dos responsáveis por isso foi Paul Singer, autor de vários livros sobre Economia para leigos, principalmente nos anos 80 (também não por acaso, suponho, seu filho André Singer veio a ser porta-voz do

Prognósticos e a sinergia do consorciamento, artigo de Roberto Naime

  [EcoDebate] A expressão sinergia ou sinergismo, deriva do grego synergia que significa cooperação pois sýn quer dizer junto e érgon quer dizer trabalho. Sinergia é definida como efeito ativo e retroativo do trabalho ou esforço coordenado de vários subsistemas de um sistema, na realização de uma tarefa ou função. E neste sentido lembra os conceitos de Bertallanfy na Teoria Geral dos Sistemas, pois vários subsistemas se articulam e se harmonizam para

Carta a um jovem ‘foca’, artigo de Nara França

  [EcoDebate] Para os que ignoram a expressão “foca”, em redação de jornal, vou logo esclarecendo que trata-se do jornalista iniciante, que chega, na maioria das vezes, achando até que vai ensinar os colegas ‘dinossáuricos’. Também fui “foca” – por isso mesmo, reconheço a arrogância e a presunção, misturadas ao idealismo, desses jovens. Achamos sempre, no início da carreira profissional, que podemos mudar o mundo. O “foca” chega, quase sempre, com vocabulário

Tudo por amor, artigo de Valdeci Pedro da Silva

[EcoDebate]  Atualmente, existe uma preocupação de parte considerável da humanidade com o futuro próximo, concernente às possibilidades ambientais do Planeta Terra para manter a vida. E, diante desse fato, muitas mentes maravilhosas analisam todas as variáveis envolvidas nesse processo de aniquilação das possibilidades vitais da Natureza, e concluem, invariavelmente, apresentando séries de propostas para solucionar o conjunto de problemas gerados pelo uso inadequadoe excessivoque a humanidade faz dos recursos naturais. O conhecimento

Podcast Portal EcoDebate na Rio+20, 15/06/2012

  Apresentação de Henrique Cortez, com informações de Renata Giraldi e Carolina Gonçalves, da Agência Brasil e da redação do EcoDebate. Se preferir, pode ouvir o programa [com 7:23 min] no seu player ou fazer o download do arquivo MP3 [com 6.77 MB] clicando aqui EcoDebate, 15/06/2012 [ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso,

Rio+20: ONU reconhece dificuldades em negociar e chegar a acordo para documento final

  O diretor do Departamento de Desenvolvimento Sustentável, Assuntos Econômicos e Sociais da Organização das Nações Unidas (ONU), Nikhil Seth, um dos principais negociadores da Conferência das Nações Unidas sobre Sustentabilidade, a Rio+20, reconheceu ontem (14) que há uma série de dificuldades para obter um acordo e fechar o documento final. Diplomático, ele disse que as dificuldades se concentram nas “diferentes interpretações” de cada país sobre questões específicas. Porém, Seth admitiu que

Rio+20: Negociadores levam horas para definir expressões-chave do documento final

  As negociações em busca de acordo para o texto final da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) podem levar horas apenas na tentativa de consenso sobre uma expressão. Isso ocorreu ontem (14) com um dos grupos de negociadores, que, depois de duas horas, não conseguiu fechar o impasse em torno da definição do significado de “economia verde”. Tentando apressar as negociações e buscar o consenso para elaborar o texto

Rio+20: Brasil não apresentará texto alternativo, mesmo sem documento consensual

  Embaixador Luiz Alberto Figueiredo Machado. Foto: ONU Brasil O secretário executivo da delegação brasileira na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), embaixador Luiz Alberto Figueiredo Machado, descartou ontem (14) a possibilidade de o Brasil apresentar um documento alternativo ao que está em negociação. A sugestão foi feita por alguns negociadores por causa das divergências em torno de temas essenciais, como a definição de metas conjuntas e financiamentos para o

Rio+20: Fundo de desenvolvimento sustentável deve ficar fora do texto final por falta de consenso

  Em meio aos impactos da crise econômica internacional e das limitações financeiras dos países mais pobres, a proposta de criar um fundo de incentivo ao desenvolvimento sustentável, que conta com o apoio do Brasil, deve ser retirada do texto final da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. Pela proposta, o fundo começa com US$ 30 bilhões a partir de 2013, mas pode chegar a US$ 100 bilhões,

Rio+20: Fortalecimento do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) divide negociadores

  O secretário executivo da delegação brasileira na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), embaixador Luiz Alberto Figueiredo Machado, confirmou ontem (14) que não há consenso entre os negociadores para fechar a proposta de fortalecimento do programa ambiental das Nações Unidas (ONU) para as questões ambientais, no texto final do evento. Segundo ele, ainda é necessário “avançar” em relação a esse aspecto do documento. O Brasil e vários países defendem

Rio+20: Economia Verde pode tirar milhões da pobreza, diz relatório produzido pela ONU

    Uma transição à Economia Verde pode retirar milhões de pessoas da pobreza e mudar o sustento de cerca de 1,3 bilhão de pessoas que ganham apenas 1,25 dólares por dia. No entanto, bases políticas fortes e investimentos dos setores público e privado são necesssários. Estes foram os resultados do relatório “Construindo uma Economia Verde Inclusiva para Todos”, lançado hoje (14/06) na Conferência da Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20)

Videocast Rio+20: Empregos verdes muito além da economia ‘verde’, uma contribuição da sociedade

  [Por Henrique Cortez, para o EcoDebate] A economia 'verde', mesmo sem uma definição clara e objetiva, é um dos temas mais badalados na Rio+20. A sociedade civil, em contrapartida, apresenta reflexões e propostas para conceituar o que seriam empregos verdes. Este foi o tema da conferência de imprensa "Decent Jobs, Decent Health - Civil society digs in for Rio+20", na tarde de 14/6. Ao contrário do discurso evasivo da economia 'verde', a

Rio+20 e a proteção dos oceanos: ‘Economia verde precisa de espinha dorsal azul’, defende Greenpeace

  O Greenpeace defendeu hoje (14/06) a proteção dos oceanos para o alcance do desenvolvimento sustentável. “Uma economia verde precisa de uma espinha dorsal azul” foi o mote da organização no debate de um Plano de Resgate dos Oceanos. As propostas discutidas pelo Major Group Oceanos podem ser acrescentadas no documento final da Conferência das nações Unidas sobre desenvolvimento Sustentável (Rio+20). Pesquisadores de várias organizações levantaram as principais medidas necessárias para a

Rio+20: Cruz Vermelha alerta para riscos de contaminação por resíduos de armas e munições em áreas de conflito

  Gabriel Valladares, assessor jurídico do Comitê da Cruz Vermelha. Foto ONU Brasil O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) fez ontem (14) um alerta, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, chamando a atenção das delegações dos mais de 190 países participantes para o risco da contaminação por armas. A organização humanitária diz que o problema gera impactos nas três dimensões que formam a base do

Rio+20: Cientistas pedem que líderes mundiais tomem medidas em relação à população e consumo

  Segundo cientistas, é preciso agir em relação aos níveis de população e consumo para proteger o planeta Mais de cem academias de Ciências ao redor do mundo fizeram um apelo a líderes mundiais para que tomem medidas em relação a população e consumo na conferência Rio+20. Eles dizem que fracassos passados nessas questões ameaçam o mundo natural e as perspectivas para gerações futuras. Entre essas instituições está a Royal Society britânica, assim como

RJ: Conferências Pacto de Resgate Ambiental na Rio+20, 16 de junho de 2012

  EcoDebate, 15/06/2012 [ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ] Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído

Decisão da Justiça sobre cobrança de royalties da soja transgênica valerá para todo o país

  O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que a ação coletiva movida por sindicatos rurais do Rio Grande do Sul contra a cobrança de royalties pelo uso de sementes transgênicas de soja com a tecnologia Roundup Ready, da multinacional Monsanto, terá alcance nacional. O julgamento teve início em dezembro de 2011, quando a ministra Nancy Andrighi, relatora do caso, proferiu voto reconhecendo a legitimidade das entidades de classe para propor

Top