Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.597, de 23/05/2012

  Pegada Ecológica e Biocapacidade, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Preservar a Biodiversidade é Proteger a Vida, artigo de Julio Cesar Rech Anhaia 'PRECATÓRIO HABITACIONAL' em Belo Horizonte, artigo de Evandro de Pádua Abreu Atlas do Desenvolvimento Humano, artigo de Bruno Peron Plenário da Câmara aprova PEC do Trabalho Escravo. Confira como votou cada deputado Trabalhadores comemoram aprovação da PEC do Trabalho Escravo e ruralistas querem mudanças no Senado Rio

Pegada Ecológica e Biocapacidade, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  [EcoDebate] O relatório Planeta Vivo de 2012, da WWF, traz duas medidas úteis para se avaliar o impacto humano sobre o meio ambiente e a disponibilidade de “capital natural” de cada país, região e do mundo. Os dados são para o ano de 2008.A Pegada Ecológica serve para avaliar o impacto que o ser humano exerce sobre a biosfera. A Biocapacidade avalia o montante de terra e água, biologicamente produtivo,

Preservar a Biodiversidade é Proteger a Vida, artigo de Julio Cesar Rech Anhaia

  As atividades humanas são a principal causa da perda de biodiversidade “Precisamos mudar para um paradigma econômico alternativo que não reduza todo e qualquer valor a preços de mercado e toda atividade humana ao comércio. Do ponto de vista ecológico, essa abordagem implica em reconhecer o valor biodiversidade em si. Todas as formas de vida têm um direito inerente à vida; essa deveria ser a razão primordial para prevenirmos a extinção

‘PRECATÓRIO HABITACIONAL’ em Belo Horizonte, artigo de Evandro de Pádua Abreu

  PRECATÓRIO HABITACIONAL. Evandro de Pádua Abreu1 [EcoDebate] Virou moda no Brasil, inclusive em Belo Horizonte, a repetitiva e cansativa alegação dos administradores públicos, no sentido de que a solução de moradia para os carentes, deve seguir a ordem do “Cadastro Habitacional”, criado por aqueles que, além de ignorar o direito constitucional de habitação, não têm a necessária competência para dar fim ao sofrimento dos que não dispõem de meios para ter uma

Atlas do Desenvolvimento Humano, artigo de Bruno Peron

  [EcoDebate] A "humanização" do "desenvolvimento" tem sido uma estratégia para amenizar os contratempos gerados pelo segundo processo em todos os países-membros das Nações Unidas. Não é por acaso que o adjetivo "humano" tem sido empregado como sinônimo de virtude, como se tudo que é "humano" fosse o fim último de qualquer desenvolvimento. "Humano", porém, é uma categoria tão polissêmica que envolve desde a ação consoladora ao apetite da guerra. Nem tudo

Plenário da Câmara aprova PEC do Trabalho Escravo. Confira como votou cada deputado

  O Plenário da Câmara aprovou nesta terça-feira (22), em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 438/01, do Senado, que permite a expropriação de imóveis rurais e urbanos onde a fiscalização encontrar exploração de trabalho escravo. Esses imóveis serão destinados à reforma agrária ou a programas de habitação popular. A proposta é oriunda do Senado e, como foi modificada na Câmara, volta para exame dos senadores. Segundo o Código Penal

Trabalhadores comemoram aprovação da PEC do Trabalho Escravo e ruralistas querem mudanças no Senado

  A aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Trabalho Escravo, ontem (22), em segundo turno, repercutiu bem entre a maioria dos deputados, dos trabalhadores rurais e dos defensores dos direitos humanos. Para o presidente da Câmara dos Deputados, deputado Marco Maia (PT-RS), a aprovação da PEC é uma demonstração de que o Parlamento não concorda com o trabalho escravo. “O importante é a demonstração que o Parlamento passou ao

Rio lança Plano Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo; denúncias poderão ser feitas pelo telefone

  A partir de ontem (22) o Disque Denúncia do Rio de Janeiro passará a receber informações sobre locais que abriguem trabalhadores em situação análoga à escravidão em todo o estado. As denúncias podem ser feitas pelo telefone (21) 2253-1177 que funciona 24 horas. A medida faz parte do Plano Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo que será lançado nesta manhã. A coordenadora do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas da

Apelo público dos ex-ministros do Meio Ambiente pelo veto integral ao novo Código Florestal

  O Fórum dos Ex-Ministros do Meio Ambiente do Brasil publica na Folha de São Paulo de ontem (22) um manifesto sobre o Código Florestal. O documento é assinado por dez ex-ministros. Nós, do Fórum dos Ex-Ministros do Meio Ambiente do Brasil, dirigimos um apelo público à presidente da República a respeito do projeto de lei 1976/99, aprovado pela Câmara dos Deputados com alterações ao Código Florestal. Reconhecemos e destacamos o compromisso da

Código Florestal restritivo impactaria menos a produção agrícola do que diz a bancada ruralista

  Código restritivo impactaria menos produção do que preveem ruralistas - Cálculo feito com base em dados do Ministério do Meio Ambiente, considera que, se for retomado texto semelhante ao aprovado no Senado, País perderia 3 milhões de hectares de área produtiva – e não 33 milhões, como diz bancada ruralista. Matéria de Giovana Girardi, em O Estado de S.Paulo. Se a presidente Dilma Rousseff vetar o projeto de lei aprovado na

Depois de dois anos, mais 75 mil alevinos são soltos no rio Paraíba do Sul

  No Dia Mundial da Biodiversidade, o Rio Paraíba do Sul começou a receber ontem (22) cerca de 75 mil alevinos, filhotes de lambari do rabo vermelho, curimbatá e quiabanha. Fruto de uma parceria entre o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) com outras instituições do Rio e de outros estados e com a iniciativa privada, o Projeto de Recuperação da Fauna do Rio Paraíba do Sul, iniciado no ano passado, visa

A percepção do brasileiro sobre o saneamento básico avançou mas os serviços ainda são pouco valorizados

  Apesar de conhecer mais sobre saneamento, pesquisa diz que brasileiro tem preocupações mais urgentes – A percepção do brasileiro sobre o saneamento básico avançou, segundo pesquisa do Instituto Trata Brasil e Ibope Inteligência apresentada ontem (22), mas os serviços desse setor ainda são pouco valorizados pela população. Para os entrevistados, o tema é o sexto entre os maiores problemas da sociedade, ficando atrás de saúde, segurança, drogas, educação e transporte. De

Top