Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.590, de 14/05/2012

  Ciência e Ambiente, artigo de Efraim Rodrigues Aceleração ou Desaceleração Econômica? Mudar a Taxa de Câmbio Para Não Desacelerar o Brasil, artigo de Pedro Luiz Teixeira de Camargo Economia verde: por que o otimismo deve ser aliado ao ceticismo da razão, artigo de Andrei Cechin e Henrique Pacini Planificación y política ambientales en el año de Río+20, por Diana Durán Ministério do Meio Ambiente está avaliando 'melhor' tipo de veto

Ciência e Ambiente, artigo de Efraim Rodrigues

  [EcoDebate] Faz pouco tempo que começamos a nos preocupar com a natureza, e um jeito de acelerarmos o aprendizado é usando o conhecimento construído nas Universidades, que é publicado em revistas cientificas. A revista cientifica é assim como revistas de esportes ou de celebridades ? A diferença é só que em uma voce pode saber o que o Justin Bieber anda fazendo com quem e na revista cientifica você sabe sobre

Aceleração ou Desaceleração Econômica? Mudar a Taxa de Câmbio Para Não Desacelerar o Brasil, artigo de Pedro Luiz Teixeira de Camargo

  [EcoDebate] Um dos principais temas que têm ocupado os noticiários populares é a pergunta que não quer calar: O nosso país está ou não está sofrendo de uma desaceleração econômica? As últimas falas do ministro Mantega, sem dúvida alguma causam estranheza, pois vêm de xeque às informações que se vê nos noticiários. A primeira delas vai de encontro a se buscar um maior protagonismo nosso no FMI. Ora, se abster do

Economia verde: por que o otimismo deve ser aliado ao ceticismo da razão, artigo de Andrei Cechin e Henrique Pacini

  RESUMO A iniciativa da economia verde carrega consigo o otimismo da vontade de que a economia pode e deve ser impulsionada por investimentos em atividades limpas em contraposição à extração de recursos naturais e à indústria poluente. No entanto, existem limites à ênfase que se coloca nos aumentos de eficiência e na substituição entre setores de uma economia. Para ser verde de fato, a redução no impacto ambiental por unidade do

Planificación y política ambientales en el año de Río+20, por Diana Durán

  A 20 años de la Eco 92 -considerada como el punto de partida de la conciencia ambiental global-, los problemas ambientales se agravan. En ese contexto, se torna sustantivo el diseño y la aplicación de modelos de gestión capaces de fomentar y conciliar objetivos que constituyan el desafío sustancial de la sociedad y sus actores. En el año de Río +20, a 20 años de la Eco 92 -considerada como el

Ministério do Meio Ambiente está avaliando ‘melhor’ tipo de veto para Código Florestal

  A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, voltou a defender, no dia 11/5, o veto presidencial ao novo Código Florestal, após as modificações que o texto sofreu na Câmara dos Deputados. Izabella disse que a pasta está avaliando qual tipo de veto será recomendado. “Estamos avaliando o texto e vamos avaliar juridicamente se ele tem condições ou não de ser aprovado. Agora, a nossa recomendação é que tenha veto. Vamos avaliar

Código Florestal e os interesses dos especuladores do agribusiness. Entrevista com Francisco Milanez

  “Quem está promovendo a alteração do Código Florestal são os especuladores rurais do agribusiness, que desobedeceram a Lei e praticaram crimes ambientais de todos os tipos, em particular, o desmatamento”, diz o ambientalista. Confira a entrevista. Com a justificativa de que era necessário alterar o Código Florestal para favorecer os pequenos agricultores, “os especuladores rurais do agribusiness” aprovaram um texto substitutivo que prejudicará não só o meio ambiente, mas também a agricultura.

Especialistas defendem aprovação da PEC do Trabalho Escravo

  O geógrafo Hervé Théry, que coordenou a elaboração do Atlas do Trabalho Escravo no Brasil, e o procurador do Trabalho Jonas Moreno, que comanda a Coordenadoria Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo (Conaete), defenderam, no dia 11/5, a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 438, conhecida como PEC do Trabalho Escravo. A PEC enfrenta resistência para ser aprovada na Câmara dos Deputados, onde aguarda votação definitiva desde 2004, após aprovação

Usina de açúcar e álcool é condenada a indenizar trabalhadores por aliciamento e alojamentos precários

  A Usina Dracena Açúcar e Álcool Ltda. e a empresa Ouro Verde Agrícola, ambas pertencentes ao mesmo grupo econômico, foram condenadas solidariamente pela Justiça do Trabalho de Dracena a indenizar trabalhadores por submetê-los a alojamentos precários e a falsas promessas de trabalho no interior de São Paulo. As empresas também ficam obrigadas a seguir a lei em relação a alojamentos para ruralistas. O “gato” Paulo Prates do Nascimento, responsável pela

Alteração dos padrões de produção e consumo é essencial para sustentabilidade, diz secretário executivo da Rio+20

  Sem uma alteração muito clara em padrões de produção e consumo, não se conseguirá a sustentabilidade. A opinião é do secretário executivo da Comissão Nacional para a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), embaixador Luiz Alberto Figueiredo. Para ele, quem tem que liderar essas mudanças são os países ricos, que possuem padrões de produções e consumo insustentáveis. Segundo Figueiredo, que participou , no dia 11/5, no Rio de

Rio+20 será oportunidade para que países mudem modelos fracassados de desenvolvimento, diz embaixador

  Os modelos de desenvolvimento aplicados no mundo inteiro perderam a capacidade de responder aos novos desafios e estão gerando crises que afetam os três pilares do desenvolvimento sustentável – ambiental, social e econômico. A avaliação é do secretário-executivo da Comissão Nacional para a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), embaixador Luiz Alberto Figueiredo. Para Figueiredo, a conferência, que terá início daqui a um mês, no Rio de Janeiro,

Cúpula dos Povos rejeita conceito de economia ‘verde’ da Rio+20

  As principais lideranças responsáveis pela organização da Cúpula dos Povos, reunião de movimentos populares paralela à Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), divulgaram ontem (13) um documento condenando o conceito de economia verde, defendido por integrantes de governos que participarão da Rio+20, que ocorrerá em junho no Rio. O documento critica, em três páginas, o foco das discussões em torno da Rio+20, que não estaria tocando nas questões

Top