Denúncia: Segurança privada invade acampamento do MST no Triângulo Mineiro

  Polícia despeja e prende Sem Terra no Triângulo Mineiro Cerca de 80 famílias Sem Terra, do MST, do Acampamento Roseli Nunes II – MST doTriângulo Mineiro - ocuparam a Fazenda Inhumas, no município de Uberaba, no Triângulo Mineiro, ontem, dia 17/04/2012, por volta das 20 horas. Na madrugada de 18/04, por volta das 05:00h, um grupo de segurança privada da Empresa Máster chegou no acampamento dando tiros e semeando pânico. A Polícia

PEC 215: Andando para trás, artigo de Tasso Azevedo

  [O Globo] Um dos vídeos de esportes mais assistidos no youtube mostra o Waka, ritual da equipe de rúgbi da Nova Zelândia repetido antes de todas as partidas dos All Blacks, como são chamados, uma referência ao uniforme inteiramente preto. O ritual oriundo da cultura Maori é a marca de esporte mais popular do país (os All Blacks são para o rúgbi o que seleção brasileira é para o futebol).

Pesquisa avalia o impacto ambiental de excesso de barragens na Amazônia

  Hidrelétricas projetadas na Amazônia Andina. Imagem PlosOne doi:10.1371/journal.pone.0035126.g001 Estão previstos 150 novos barramentos de rio, sendo que 50% serão de alto impacto ambiental e 80% causarão perdas de florestas. Uma das regiões de maior biodiversidade do planeta, a Amazônia está sofrendo grande pressão por conta da construção de hidrelétricas. Estudo [ Proliferation of Hydroelectric Dams in the Andean Amazon and Implications for Andes-Amazon Connectivity ] publicado nesta quarta-feira (18) na revista "PLoS

População crescente e má gestão ameaçam aquíferos latino-americanos

  A América Latina está mais avançada do que outras regiões do mundo nos cuidados com suas águas subterrâneas, segundo a Unesco, mas a organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura adverte para os riscos do aumento da população, da falta de políticas de gestão dos aquíferos, da contaminação ou da quantidade de poços sem controle. Por Ana Inés Cibils, da AFP. "Nesta região estão muito mais

A dois meses da Rio+20, temas considerados prioritários seguem sem consenso

  A dois meses da Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, no Rio de Janeiro, dois temas considerados prioritários seguem sem consenso. Os países negociadores concordam com o estímulo à economia verde e a necessidade de se criar um organismo multilateral fortalecido para questões ambientais. Mas, por falta de acordos, não há avanços para fazer com que esses temas virem propostas concretas para ser defendidas na conferência. Os

Ex-ministros do Meio Ambiente advertem que Rio+20 segue rumo ao retrocesso

  Grupo envia relatório para o governo federal criticando ausência de questões ambientais na agenda Há um elevado risco de que a Rio+20 seja não apenas irrelevante, mas configure um retrocesso dos avanços alcançados na Rio 92. Esta é a opinião que um grupo de ex-ministros do Meio Ambiente e especialistas na área apresentou ontem, em São Paulo, ao lançar o documento Rio Mais ou Menos 20?. O texto traz críticas e

Rio+20: Cientista defende órgão voltado a pesquisas sobre sustentabilidade. Entrevista com Gisbert Glaser

  'Rio+20 deveria propor IPCC da sustentabilidade' - Cientista sugere criação de mecanismo de incentivo e revisão semelhante ao dos estudos de clima As evidências científicas ainda não estão sendo incorporadas de forma efetiva nas ações em busca do desenvolvimento sustentável, e a Rio+20 deveria trazer, em seu documento final, um incentivo claro para isso. Essa é a opinião que será defendida por um grupo internacional de cientistas na conferência, de acordo

Top