Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.553, de 20/03/2012

  Fazendo uma leitura da nova política nacional de resíduos sólidos, artigo de Roberto Naime O ambiente não importa, artigo de Efraim Rodrigues Neocolonialismo hídrico… artigo de Nelson Tembra A comunidade da Mangueira, município de Chapadinha, 'torceu o rabo' da Suzano Papel e Celulose Suzano Papel e Celulose S/A é obrigada a paralisar obra nociva ao meio ambiente Pesquisa revela que abelhas são bioindicadoras de poluição ambiental Pedida suspensão do licenciamento

Fazendo uma leitura da nova política nacional de resíduos sólidos, artigo de Roberto Naime

  [EcoDebate] Desde 02 de agosto de 2010 foi aprovada e publicada a Lei 12.305, estabelecendo a nova política nacional de resíduos sólidos. Esta lei ficou tramitando por mais de 20 anos no congresso nacional, porque ora as empresas eram recalcitrantes quanto ao instituto da logística reversa, ora deputados exerciam influência para a não aprovação, dando guarida a prefeituras reconhecidamente negligentes e inúmeras situações deste tipo. Com a instrumentalização da tese do

O ambiente não importa, artigo de Efraim Rodrigues

  [EcoDebate] Os que imaginam que incorporei um Padre Antonio Vieira e coloquei um titulo chamativo mas oposto ao conteúdo, estão errados. De acordo com um artigo do Professor Bernard Stewart, na revista The Lancet, o ambiente em que uma pessoa vive diz muito pouco sobre suas chances de contrair câncer. O artigo bem pragmático, ao gosto dos australianos, chama as pessoas ao bom senso. Ao colocar a palavra “cancerígeno” ao lado

Neocolonialismo hídrico… artigo de Nelson Tembra

  Água mole... [EcoDebate] Enquanto a reportagem de Carlos Mendes publicada no “Caderno A 3” do DIÁRIO DO PARÁ deste domingo, 18/03/2012, denuncia que “sem cobrar as mineradoras pelo uso dos recursos hídricos o Estado do Pará ignora R$ 5 bi ao ano”; o Caderno “MERCADO” de O LIBERAL publicou na mesma data, na primeira página: “Sindicato das Indústrias Minerais do Estado do Pará - SIMINERAL lança Anuário Mineral do Pará”, dizendo

A comunidade da Mangueira, município de Chapadinha, ‘torceu o rabo’ da Suzano Papel e Celulose

  Comunidade de Mangueira reunida para discutir questões relativas ao meio ambiente e reforma ágraria(Foto: Fórum Carajás) [Territórios Livres do Baixo Parnaíba] As comunidades agroextrativistas do Baixo Parnaiba maranhense dão uma devida importância à palavra e ao discurso. O que elas podem dar a não ser isso? Com certeza, essa importância vem das inúmeras pregações da parte de um padre ou de um pastor a quem elas acolhiam e acomodavam em seus

Suzano Papel e Celulose S/A é obrigada a paralisar obra nociva ao meio ambiente

  Decisão da Justiça resguarda área de 42 hectares que abrange municípios no Maranhão, Piauí e a bacia do Rio Parnaíba A 5ª turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) acatou o pedido da Procuradoria Regional da República da 1ª Região (PRR1) e decidiu suspender licenciamento ambiental concedido pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado do Maranhão à empresa Suzano Papel e Celulose S/A para produção de celulose em área

Pesquisa revela que abelhas são bioindicadoras de poluição ambiental

  Pesquisa da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba, revela que as abelhas são bioindicadoras de poluição ambiental. Durante as viagens para coleta de água, néctar e pólen das flores, as abelhas são impregnadas por microrganismos e substâncias químicas presentes na atmosfera, podendo servir de indicador da qualidade do ar. Partículas suspensas no ar são interceptadas pelas abelhas O estudo realizado pela bióloga Talita Antonia da Silveira

Pedida suspensão do licenciamento e obras da usina de Teles Pires por falta de consulta a indígenas

  Sete Quedas: cachoeiras desaparecerão com usinas no Teles Pires (foto por Helena Palmquist - ascom MPF/PA) Apesar de o projeto impactar agressivamente as fontes de sobrevivência socioeconômica e cultural indígena, Constituição foi ignorada Pedida suspensão do licenciamento e obras da usina de Teles Pires por falta de consulta a indígenas O Ministério Público do Estado do Mato Grosso (MPE/MT), o Ministério Público Federal no Pará (MPF/PA) e no Mato Grosso (MPF/MT) ajuizaram na

Relatório sobre violência no campo é aprovado pelo CDDPH e a parte que trata de Belo Monte não é votada

  O Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH) aprovou ontem (19) as resoluções do parecer da Comissão Especial da Terra do Meio sobre o relatório que trata da violência no campo. A parte do relatório com os depoimentos colhidos pela comissão, relacionados às denúncias sobre infrações aos direitos humanos resultantes da construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará, foi encaminhada para análise do

MG: Condenado município de Cachoeira Dourada, que reflorestou APP com espécies exóticas

  Prefeitura de Cachoeira Dourada terá de retirar coqueiros e plantar mudas de espécies nativas A Justiça Federal de Uberlândia (MG) condenou o Município de Cachoeira Dourada, no Triângulo Mineiro, a retirar os coqueiros plantados no Parque Ecológico Municipal, substituindo-os por espécies nativas da região. O projeto de recuperação da área deverá ser aprovado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O juiz também determinou a demolição de

Ibama fiscaliza polígonos de desmatamentos detectados por satélites na Caatinga da Paraíba

  O Ibama realizou, nas duas últimas semanas, a Operação Borborema, de fiscalização do desmatamento do bioma Caatinga no estado. Foram aplicados mais de R$ 264 mil reais em multas, com 23 autos de infração lavrados, e embargadas atividades em 195,5 hectares de Caatinga desmatados ilegalmente. Os embargos às atividades nas áreas desmatadas ilegalmente visam garantir a regeneração da vegetação do único bioma exclusivamente brasileiro e com a biodiversidade mais rica

Direitos humanos e dos territórios e soberania alimentar são temas prioritários para a Cúpula dos Povos, na Rio+20

  O Comitê Facilitador da Cúpula dos Povos definiu ontem (19) as principais questões que serão abordadas no evento paralelo à Conferência das Nações Unidas (ONU) sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, em junho próximo, após rodada de encontros de trabalho nesse fim de semana, no Rio de Janeiro, da qual participaram cerca de 60 pessoas de 20 países. Graciela Rodrigues, do Comitê Facilitador, destacou os direitos humanos, das populações e dos territórios,

Top