Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.546, de 09/03/2012

  Eucaliptos plantados, artigo de Roberto Naime Pesadelo nuclear de Fukushima não acabou, artigo de Heitor Scalambrini Costa Movimentos sociais ligados ao campo querem que Dilma vete Código Florestal e pedem PAC ambiental Cientistas lamentam mais uma vez mudanças do Código Florestal Pesquisadores reivindicam mais destaque para os oceanos nas discussões ambientais Tese analisa indicadores e impactos proporcionados pelas principais rotas de produção de biodiesel no país Ação conjunta de órgãos

Eucaliptos plantados, artigo de Roberto Naime

[EcoDebate] O crescimento acentuado das demandas por bens de consumo produzida pela inclusão de grandes massas no Brasil aos mercados de consumo é altamente elogiável sob o prisma da inclusão social na dimensão sociológica ou antropológica. Mas zoneamentos sócio-econômicos de uso e ocupação dos solos e zoneamentos ambientais ecológicos direcionados a compatibilizar atividades de silvicultura com as vocações naturais dos ecossistemas ou com os usos antrópicos de regiões tem sido sistematicamente

Pesadelo nuclear de Fukushima não acabou, artigo de Heitor Scalambrini Costa

[EcoDebate] A tragédia ocorrida no Japão em 11 março de 2011 completa um ano, e colocou em evidência mais uma vez, as grandes questões que ainda não foram respondidas pela área nuclear. A primeira delas é o alto fator de insegurança na operação de usinas nucleares e os riscos de desastres relacionados a vazamentos de material radioativo, quase que invariavelmente de consequências dramáticas, espalhando radioatividade no ar, na terra e na

Movimentos sociais ligados ao campo querem que Dilma vete Código Florestal e pedem PAC ambiental

  Brasília - Manifestantes fazem protesto na Esplanada dos Ministérios contra a aprovação do novo Código Florestal. Foto de Jose Cruz/ABr Além de pedirem à presidenta Dilma Rousseff que vete integralmente as alterações no Código Florestal que estão sendo discutidas no Câmara, os movimentos sociais ligados ao campo querem que o governo elabore um programa ambiental, nos moldes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), voltado à formação de infraestrutura. Entre os trabalhadores

Cientistas lamentam mais uma vez mudanças do Código Florestal

  Os cientistas voltam a repudiar a falta de atenção dos parlamentares às propostas científicas para a melhoria do texto do Código Florestal. O professor da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), Ricardo Ribeiro Rodrigues, disse que as alterações apresentadas ontem (7) pelo deputado Paulo Piau (PMDB-MG), relator do projeto do novo Código Florestal (PL 1876/99), vão na contramão das propostas científicas apresentadas há uma semana para a melhoria

Pesquisadores reivindicam mais destaque para os oceanos nas discussões ambientais

  Os oceanos precisam passar a ganhar mais destaque na agenda de discussões dos fóruns ambientais internacionais, como a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (RIO+20), que será realizada de 20 a 22 de junho no Rio de Janeiro. A reivindicação foi feita por pesquisadores da área de oceanografia durante o workshop preparativo para a RIO+20 “BIOTA-BIOEN-Climate Change Joint Workshop: Science and Policy for a Greener Economy in the context of

Tese analisa indicadores e impactos proporcionados pelas principais rotas de produção de biodiesel no país

    MANUEL ALVES FILHO O Brasil iniciou a produção de biodiesel em 2005, ano em que gerou cerca de 700 mil litros do biocombustível. Em 2010, o volume foi ampliado para 2,4 bilhões de litros, número que catapultou o país à condição de segundo maior produtor mundial, atrás da Alemanha. Tese de doutorado apresentada recentemente à Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM) da Unicamp, desenvolvida por Marcelo Pereira da Cunha, avaliou e

Ação conjunta de órgãos públicos e da iniciativa privada auxilia na preservação em Bonito (MS)

  Município de Bonito (MS) é famoso pelas atividades turísticas como o mergulho A atuação conjunta de órgãos públicos e da iniciativa privada possibilitam que a região de Bonito (MS) mantenha atividades turísticas nas margens do rio Formoso sem prejudicar o ecossistema local. “Após o crescimento do turismo o município sofreu diversas mudanças de ordens política, econômica e social e, diante deste contexto, foram criadas restrições para uso da terra. Nesse sentido, as

Diretrizes nacionais para programa de Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação florestal (REDD)

  O Brasil é o único país com condições de colocar em prática um programa de Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação florestal (REDD), mecanismo pelo qual nações que reduzem o desmatamento poderiam vender créditos de carbono no mercado internacional. Por conta disso, o governo brasileiro deveria apresentar diretrizes sobre o tema até a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (RIO+20), que será realizada em junho no Rio de

Empresa de celulose é condenada por crime ambiental em Santa Catarina

  MPF recorreu da decisão por discordar, entre outros itens, dos valores das multas impostas aos réus Apesar da empresa Celulose Irani afirmar em seu sítio na Internet que "ao longo de sua história, consolidou como valor absoluto o respeito ao meio ambiente e às pessoas" e divulgar projetos de sustentabilidade, o Ministério Público Federal em Santa Catarina conseguiu obter na Justiça a condenação da empresa e de outras pessoas por terem

Mantida restrição ao corte de mata atlântica em terreno particular em Paranaguá (PR)

  Empresa deve abster-se de realizar qualquer atividade na área, embargada pelo Ibama O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou recurso da empresa Martini Meat S/A Armazéns Gerais para livrar-se das restrições impostas pela Justiça Federal paranaense ao exercício de seu direito de propriedade em terreno localizado na Área de Amortecimento do Parque Nacional Saint-Hilaire/Lange, no município de Paranaguá. A decisão, baseada em parecer da Procuradoria Regional da República da

Fiol: Construtora deve apresentar estudos socioambientais completos antes que o Ibama emita a licença de instalação

  MPF/BA expede recomendações ao Ibama e Valec Engenharia sobre trecho Caetité-Barreiras A construtora deve apresentar estudos socioambientais completos antes que o Ibama emita a licença de instalação de atividades deste trecho da Ferrovia Oeste-Leste Minimizar os impactos sociais e econômicos que a Ferrrovia Oeste-Leste (Fiol) causará nas comunidades tradicionais, indígenas e quilombolas na região entre Caetité e Barreiras, municípios do centro-sul e oeste da Bahia. Esta é a intenção das recomendações emitidas

Top