Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.455, de 24/10/2011

  Áreas degradadas urbanas, artigo de Roberto Naime Contribuições dos serviços ambientais e valoração agroecossistêmica na agricultura, artigo de João A. Mangabeira Economia desequilibrada, artigo de Benedicto Ismael C. Dutra Agronegócio, transgênicos, agrotóxicos e a alternativa da agroecologia. Entrevista com Daniel Tygel Liberação da venda do feijão transgênico da Embrapa provoca divergência no governo Para ativistas, liberação de transgênicos ignora princípio da precaução e não há certeza sobre riscos Indústria ainda

Áreas degradadas urbanas, artigo de Roberto Naime

  [EcoDebate] O primeiro impacto ambiental e a primeira degradação de uma área urbana não deixam de ser o desmatamento ou o desflorestamento que se impõe nas áreas para implantação de malha viária urbana e construção de habitações. Mas a lista é quase infindável, na verdade um ecossistema urbano que é uma cidade, importa alimentação do meio rural, energia que vem de fora e exporta resíduos sólidos e esgotos. Claro que esta

Contribuições dos serviços ambientais e valoração agroecossistêmica na agricultura, artigo de João A. Mangabeira

  Contribuições dos serviços ambientais e valoração agroecossistêmica na agricultura João A. Mangabeira1 Introdução O presente artigo procura fornecer, de forma sucinta e de maneira geral, uma contribuição aos estudos relativos à prestação dos serviços ambientais para agricultura. Por intermédio de alguns dos conceitos sobre serviços ambientais e sua importância, são apresentados exemplos de valoração de serviços agroecossistêmicos para algumas culturas, principalmente para o café. A contribuição destes serviços, se explorada de

Economia desequilibrada, artigo de Benedicto Ismael C. Dutra

  [EcoDebate] Só se ouve falar em crise. O que esperar do futuro? A polícia nova-iorquina reprimiu no sábado, dia primeiro, a manifestação de ativistas descontentes com a atual situação de estagnação econômica e desemprego. Aproximadamente 700 manifestantes foram presos. Os manifestantes querem que “se escute a voz de 99% do país, e não a de 1% que continua enriquecendo”. O protesto havia sido iniciado no Zuccotti Park, em Manhattan, onde

Agronegócio, transgênicos, agrotóxicos e a alternativa da agroecologia. Entrevista com Daniel Tygel

  “Não é possível o convívio do agronegócio, dos transgênicos e dos agrotóxicos com a agroecologia. Não é possível o convívio de um modelo de desenvolvimento capitalista com as redes e cadeias de produção, comercialização e consumo solidários. A agroecologia e a economia solidária trazem em seu seio os germes de uma sociedade onde a cooperação e a vida estão acima da competição e do lucro. O agronegócio, as corporações e

Liberação da venda do feijão transgênico da Embrapa provoca divergência no governo

  A liberação da venda do feijão GM Embrapa 5.1 expôs a divergência entre o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), ligado à Presidência da República, e a Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação O cultivo de alimentos transgênicos divide o governo e coloca em lados opostos o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), ligado à Presidência da República, e

Para ativistas, liberação de transgênicos ignora princípio da precaução e não há certeza sobre riscos

  A despeito do avanço tecnológico festejado pelo mercado e por parte da comunidade científica, os produtos transgênicos para consumo humano são vistos com ressalvas por ambientalistas e por ativistas da segurança alimentar. A avaliação é a de que não se conhecem todos os riscos e de que, na dúvida, deveria prevalecer o “princípio da precaução”. “A gente não é contra os transgênicos, mas contra a forma como estão sendo liberados: sem

Indústria ainda não cumpre obrigação de rotulagem de transgênicos

  Defensores de direitos de consumidores e ambientalistas afirmam que a indústria de alimentos ainda não está cumprindo a lei que determina a especificação em rótulo informando os consumidores sobre a presença de ingredientes produzidos a partir de organismos geneticamente modificados (OGMs). O símbolo, que deveria constar em qualquer alimento com mais de 1% de origem transgênica, é um “T” de cor preta sobre um fundo amarelo em formato de triângulo

Polen transgénico y abejas, mundos incompatibles, por Julia Jara

  ¿Hasta qué distancia se considera que viaja el enjambre desde su colmena para delimitar el perímetro de cultivos transgénicos susceptibles de contaminar la miel? ¿Se van a prohibir cultivos a determinados radios de las colmenas “libres de transgénicos”? ¿Quién se hace cargo de los daños? Por cada kg de miel y polen contaminados, ¿va a pagar Monsanto, los agricultores que libremente deciden sembrar maíz MON-810 o ambos? ¿Cómo se puede

Resíduo de pescado pode originar produtos com alto valor nutricional

  Ao contrário da cadeia produtiva bovina, que aproveita 100% de sua matéria-prima, a produção de pescado tem um aproveitamento de cerca de 30% a 50%. As vísceras e a cabeça do peixe, que representam de 50% a 70% restantes, são descartados, sendo que é fundamental aproveitá-los para reduzir o impacto ambiental. De acordo com uma pesquisa realizada pela engenheira agrônoma Lia Ferraz de Arruda Sucasas é possível aproveitar esses resíduos

Autorizadas pela Justiça, mais de 33 mil crianças trabalham, inclusive, em lixões

  Entre 2005 e 2010, juízes de todo país concederam 33,1 mil autorizações de trabalho para crianças e adolescentes menores de 16 anos, contrariando a Constituição. O número, fornecido à Agência Brasil pelo Ministério do Trabalho e Emprego, revela que crianças foram autorizadas a trabalhar até em lixões. A Constituição proíbe o trabalho de menores de 16 anos, exceto como aprendiz Juízes e promotores de Justiça de todo país concederam, entre 2005

O impasse no clima e seus altos preços, artigo de Washington Novaes

  [O Estado de S.Paulo] A pouco mais de um mês do início da próxima reunião da Convenção do Clima (na última semana de novembro), na África do Sul, o impasse continua total e os dirigentes da ONU já não escondem a certeza de que nenhum acordo importante será conseguido lá - embora os chamados "desastres naturais" (entre eles os provocados por mudanças climáticas) tenham atingido, segundo o Banco Mundial, 2,6

Top