União e Estado devem relocar indígenas do acampamento Guarani do Arenal, em Santa Maria (RS)

  Índios vivem em péssimas condições Ministério Público Federal constatou que comunidade vive em miséria absoluta, carecendo de água encanada, energia elétrica, alimentação adequada e estrutura sanitária mínima A União, a Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Estado do Rio Grande do Sul têm o prazo de 60 dias para providenciar imóvel de boa qualidade na região de Santa Maria para relocar seis famílias do acampamento indígena Mbyá Guarani do Arenal, mesmo

Novo Código Florestal: Florestas fora da lei, artigo de Ennio Candotti, Maria Teresa Fernandes Piedade e Wolfgang Junk

  O projeto de lei de código florestal, ora em tramitação no Senado, reduz drasticamente a proteção das áreas úmidas em geral e das florestas inundáveis em particular. Cerca de 20% do território brasileiro é coberto por áreas úmidas. Florestas inundáveis representam uma grande parte das florestas do País. Estudos científicos recentes indicam que só nas várzeas e igapós da Amazônia elas ocupam áreas de cerca 400 000 km2. Devido ao particular

Violência no Campo: Caso Brasília, após quase uma década, execução de dirigente vai a julgamento

  No dia de 20 outubro, em Belém, a partir das 8h  vão a julgamento os réus Alexandre Trevisan (Maneco) e Marcio Sartor (Marcio Cascavel) acusados da morte do dirigente sindical e do PT de Altamira Bartolomeu Morais da Silva (o Brasília). O militante tinha 47 anos  quando foi morto com 21 tiros após sessão de tortura, numa comunidade batizada de Castelo dos Sonhos, região de Altamira, sudoeste do Pará. A execução

Radiação vaza da Fábrica de Combustível Nuclear, em Resende (RJ)

  Ocorreram três vazamentos dentro da Fábrica de Combustível Nuclear, pertencente ao governo federal, em Resende (RJ). Dois deles, envolvendo substâncias químicas. Outro, urânio enriquecido altamente radioativo. A empresa admite "falhas", mas descarta danos a funcionários e ao meio ambiente Produto radioativo vaza em indústria nuclear de Resende (RJ). A empresa, pertencente ao governo federal, confirma o caso, reconhece "falhas" em equipamentos, mas descarta danos aos funcionários e ao meio ambiente Engenheiros e

A Conferência de Durban (COP17) e a morte do Protocolo de Kyoto

  Tráfego e poluição do ar em Beijing, no início de outubro de 2010. Foto DPA/Der Spiegel A morte do Protocolo de Kyoto - Há poucas chances que a reunião de cúpula do mês que vem em Durban produza um acordo de redução das emissões – ou seja, o mundo em breve vai ficar sem metas obrigatórias para redução de CO2. A Europa pode logo estar sozinha na luta contra o

Degelo da calota polar abre rota marítima no Ártico

  Aquecimento abre rota marítima no Ártico - Em 10 anos, tamanho médio da calota polar diminuiu um terço em relação às duas décadas anteriores, criando novas oportunidades de comércio Contornando a ponta mais setentrional da Rússia em seu rebocador oceânico neste verão do Hemisfério Norte, o capitão Vladimir Bozanov avistou muitas morsas, alguns grupos de baleias-beluga e, ao longe, alguns icebergs. Uma coisa que o capitão Bozanov não encontrou enquanto rebocava

Japão ainda considera fechar todas as usinas nucleares

  O Japão não descartou a possibilidade de fechar totalmente as usinas nucleares como uma opção para a futura política energética do país depois do pior acidente nuclear do mundo em 25 anos, informou o ministro da Economia, Comércio e Indústria, Yukio Edano. "Estou certo de que vamos reduzir a geração de energia nuclear, mas se vamos reduzi-la a zero é uma outra questão", disse Edano à Reuters nos bastidores de uma

Top