Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.404, de 15/08/2011

O carro ficou preso no engarrafamento? Que tal ir de bicleta!!!? artigo de Valdir Lami-Guedes A Servidão Voluntária, artigo de Julio Wandam Participação da energia eólica na matriz nacional pode chegar a 15% em 2020 Leilão exclusivo de energia eólica poderia reduzir preço para o consumidor Metas setoriais de sustentabilidade são fundamentais para que o Brasil se torrne uma economia de baixo carbono O avanço da soja e o Novo

O carro ficou preso no engarrafamento? Que tal ir de bicicleta!!!? artigo de Valdir Lami-Guedes

[EcoDebate] O automóvel, desde que foi inventado, no fim do século XIX, tem baseado o desenvolvimento econômico de diversas nações. Mas a popularização do uso de automóveis trouxe para as cidades a poluição do ar, sonora e visual e os engarrafamentos. Além disto, são responsáveis por uma grande emissão de gases causadores de efeito estufa. A sociedade do carro tem sido vítima de seu próprio desejo maior – comodidade -. A

A Servidão Voluntária, artigo de Julio Wandam

"Tome partido. Neutralidade ajuda o opressor, nunca a vítima. Silêncio encoraja o torturador, nunca o torturado" Elie Wiesel [EcoDebate] As eleições estão chegando, e ano que vem (se o mundo não acabar em 2012) novamente os destinos de Tapes estarão sendo decididos pelo Povo tapense, que durante anos, senão décadas, esteve sempre em busca de um salvador da pátria, da lavoura ou da lagoa, para podermos acreditar na ‘Dona esperança’, até

Participação da energia eólica na matriz nacional pode chegar a 15% em 2020

A participação da energia eólica (dos ventos) na matriz energética brasileira, que hoje está em 0,8%, deverá atingir 7% em 2020, conforme prevê o Plano Decenal de Expansão de Energia (PDEE), da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). O presidente da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica), Ricardo de Maya Simões, considera o número modesto. Segundo ele, o setor pode ter participação, em 2020, de 15% na matriz energética. Para isso, de

Leilão exclusivo de energia eólica poderia reduzir preço para o consumidor

O presidente da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica), Ricardo de Maya Simões, vê com “muita apreensão” os próximos leilões de energia A-3 (com início de suprimento três anos após a contratação) e de reserva, programados para os dias 17 e 18 deste mês. “O governo colocou todas as fontes [nos leilões] para competir, e nós entendemos que deveria haver um leilão exclusivo para [a energia] eólica”, disse à Agência Brasil.

Metas setoriais de sustentabilidade são fundamentais para que o Brasil se torrne uma economia de baixo carbono

Responsabilidades compartilhadas – A recente adoção de metas de corte de emissão de gases de efeito estufa (GEE) por estados como São Paulo e a Califórnia, nos Estados Unidos, deverá ter enorme importância nas próximas negociações climáticas mundiais previstas para ocorrer em novembro de 2011 na Conferência Internacional sobre o Clima em Durban, na África do Sul, e na Rio+20, que ocorrerá em junho de 2012 no Rio de Janeiro. Isso

O avanço da soja e o Novo Código Florestal

INPE aponta que em 2011 o número de áreas de soja com novos desmatamentos nos estados do Mato Grosso, Pará e Rondônia quase que dobrou em relação a 2010 de 76 para 147 áreas. Na safra 2010/2011, a área plantada de soja no país cresceu 2,9%, ocupando 24,1 milhões de hectares. A maior expansão ocorreu no Centro-oeste, onde a área plantada aumentou 278 mil hectares, puxada pelo Mato Grosso. Ao mesmo

Trabalhadores são resgatados de condições análogas às de escravo no interior de Goiás

A operação deflagrou um dos maiores esquemas de exploração de mão-de-obra em atividades de carvoejamento já constatado no Estado de Goiás Uma operação conjunta de fiscalização realizada entre 11 e 22 de julho entre o Ministério Público do Trabalho, Ministério do Trabalho e Emprego e Polícia Federal, flagrou irregularidades trabalhistas em dez fazendas nos municípios goianos de Campos Verdes, Crixás, Guarinos, Nova Crixás, Pilar de Goiás, Santa Terezinha de Goiás e

‘A economia é um subsistema do ecossistema’. Entrevista especial com Herman Daly

Para ele não é possível haver crescimento econômico mantendo a sustentabilidade ecológica. E ele é ninguém mais, ninguém menos do que Herman Daly, guru da economia ecológica e importante pensador na área do desenvolvimento sustentável. Daly concedeu a entrevista a seguir para a IHU On-Line, por e-mail, em que afirma que “a economia é um subsistema do ecossistema, e o ecossistema é finito, não cresce e é materialmente fechado. Temos

Na mesa do Planalto, questões inquietantes, artigo Washington Novaes

[O Estado de S.Paulo] Começa a aglomerar-se sobre a mesa da Presidência da República um complexo de problemas e equações econômicas, políticas e estratégicas - em muitos casos, contraditórias entre elas - de dificílima solução. E que lançam muitas perguntas sobre o futuro próximo e até de prazo maior. O primeiro ponto parece estar na dificuldade de manter a aliança político-partidária que tem assegurado a permanência do esquema de poder do

Muvuca planetária: Em outubro, seremos 7 bilhões, artigo de Antôno Gois

RESUMO Até outubro, a população mundial atingirá a marca de 7 bilhões de habitantes. O ritmo do crescimento, porém, já diminui e tende a se estabilizar perto de 2100. Aquecimento global, educação e controle de natalidade estão entre os fatores apontados por demógrafos para assegurar a qualidade de vida no planeta. [Folha de S.Paulo] EM 1960, a população mundial era de 3 bilhões de pessoas. Em apenas 39 anos, dobrou, passando para

Comitê lança manifesto em defesa das florestas e contra alterações no Código Florestal

De acordo com o grupo, o meio ambiente brasileiro enfrenta grave ameaça com o projeto de lei complementar 30/2011, que altera o Código Florestal. Com a intenção de mobilizar a sociedade contra as mudanças, o Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável, formado por cerca de 100 organizações, lançou o Manifesto em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável e abaixo-assinado online contra o PLC 30/2011 e a

Governo federal corta verbas para a conservação da biodiversidade

País corta verba de parques a um ano de cúpula ambiental - Enquanto aumenta a pressão sobre as áreas protegidas do país com novas obras de infraestrutura, o governo federal corta verbas para a conservação da biodiversidade. O ICMBio (Instituto Chico Mendes), que gerencia os parques nacionais, teve seu orçamento de 2011 tesourado em 30%. De R$ 557,8 milhões previstos para 2011, o ICMBio só foi autorizado a gastar R$ 388,7

Ruralistas agora querem dificultar a criação Unidades de Conservação

Passivo de R$ 20 bilhões em indenizações não pagas leva bancada a propor limitação de UCs Com 758 mil quilômetros quadrados de área e uma conta de indenizações devidas estimada em R$ 20 bilhões, as Unidades de Conservação (UCs) são o mais recente objeto de disputa entre ambientalistas e defensores do agronegócio. Essa disputa, que promete repetir a polêmica da reforma do Código Florestal, nem esperou a votação das novas regras

Estudo liga a mais severa seca dos últimos 60 anos na África a mudança climática

A mais severa seca dos últimos 60 anos afeta 12,5 milhões de pessoas na região conhecida como Chifre da África - que inclui Somália, Djibouti, Quênia, Uganda e Etiópia. A ONU declarou fome crônica em duas regiões do sul da Somália, e anunciou que caso nada seja feito, a situação pode se transformar numa catástrofe humanitária. A seca não é novidade para os moradores do nordeste africano - ela acontece

Saiba quais são os alimentos que garantem a reposição nutricional em substituição à carne vermelha

Eliminar ou, pelo menos, reduzir a ingestão de carne vermelha se tornou um desejo comum entre pessoas que buscam uma alimentação mais saudável e preventiva. Rica em colesterol e gorduras saturadas, a carne vem sendo cada vez mais associada a doenças cardiovasculares, diabetes e até câncer. Porém, como se trata de ótima fonte de ferro e proteínas (fundamentais para o bom funcionamento do organismo), todo cuidado é pouco na hora de

Top