Apagões de eficiência e de tecnologias: linhas de transmissão, artigo de Telma Monteiro

A falta de manutenção e de investimento em novas tecnologias de transmissão de energia em alta tensão é o principal problema no Brasil. O sistema atual ainda é jurássico e não tem mais capacidade de suporte para o aumento da demanda. Só quem esteve fazendo pesquisa em grandes lojas de eletrodomésticos antes do Natal, pode ter uma idéia da procura por aparelhos de ar condicionado. Um sistema de transmissão de alta

Racismo Ambiental nas águas de Belo Monte, artigo de Paulo Piramba

[Ecossocialismo ou Barbárie] A imagem ao lado mostra uma cena que não é nova. Um índio, no caso Raoni kayapó, mostra sua indignação em uma reunião com brancos politicamente corretos, em atitude repeitosa. Poderia ser aquela outra índia, também kayapó, que em 2008 passou o facão no presidente da Eletronorte, numa audiência pública também sobre Belo Monte, no que a revista Veja na época (sem trocadilho)

Métodos de pesquisa subestimam contaminação química das embalagens de alimentos

De acordo com nova pesquisa, materiais que entram em contato com alimentos são uma fonte subestimada de contaminantes químicos Um estudo publicado essa semana na revista científica Journal of Steroid Biochemistry and Molecular Biology concluiu que a exposição à substâncias tóxicas que migram para os alimentos de populações inteiras foi subestimada. O estudo denominado Químicos Desreguladores Endócrinos e outras substâncias preocupantes que entram em contato com alimentos: Uma análise atualizada da

Páramo: Indígenas reativam ‘fábrica de água’ andina

O Cayambe, um vulcão extinto a 60 quilômetros de Quito, tem uma geleira enorme que perdeu 40% de sua cobertura em apenas 30 anos; camponeses equatorianos disputam o uso da água com fazendas de flores e de gado. Foto de Cecília Puebla/Oxfam Água vale ouro para as comunidades andinas no Equador. A escassez nos vilarejos ao pé da cordilheira reduz a colheita, emagrece o gado e provoca o êxodo rural. Pouca

Chevron é multada no Equador pelo derramamento de materiais tóxicos em áreas amazônicas

Chevron é multada por poluição no Equador - A Justiça do Equador multou a gigante petrolífera americana Chevron em supostos US$ 8 bilhões (R$ 13 bilhões) pela poluição de uma área da floresta amazônica equatoriana. A Texaco, que se fundiu com a Chevron em 2001, é acusada de ter derramado 68 bilhões de litros de materiais tóxicos em fossas e rios amazônicos no norte do Equador entre 1972 e 1992. A queixa

Top