Secretário de Meio Ambiente de Porto Alegre assume sob protestos de ambientalistas

O novo Secretário de Meio Ambiente de Porto Alegre no Governo Fortunatti, é o ex-deputado Luiz Fernando Záchia e sua nova função na vida pública teve um começo um pouco diferente do habitual nas cerimônias que acontecem nos órgãos municipais. Realizada na garagem da instituição, com a presença de inúmeras pessoas e seis ambientalistas ativistas de ONGs da capital, que resolveram prestigiar o evento. A posse teve uma marca que

Os pescadores de Tapes, artigo de Rogério Mendelski

A vida do pescador artesanal no RS é um painel de sofrimentos e dificuldades cotidianas. Mesmo organizados em associações, colônias ou sindicatos, os pescadores são a parte mais frágil do processo de captura de peixes e são, por consequência, os explorados. Um pescador de camarão é obrigado a vender sua produção por apenas R$ 2 o quilo, assim como lhe pagam humilhantes 60 centavos pelo quilo da tainha. Com os

Mata Atlântica é a quinta floresta mais ameaçada do mundo, diz Conservação Internacional

Parque nacional da Serra dos Órgãos (RJ) - Foto: BBC Brasil Um ranking divulgado nesta quarta-feira pela entidade ambiental Conservação Internacional indica que a Mata Atlântica é a quinta floresta mais ameaçada do mundo. A lista enumera o que a organização considera ser as dez regiões florestais mundiais que enfrentam os maiores riscos. Segundo a ONG, a posição da Mata Atlântica na quinta colocação se justifica porque restam apenas 8% da cobertura original

Preservação florestal torna-se tema central da ONU em 2011

Maior reserva de floresta tropical do mundo está em solo brasileiro Diante do cenário ambiental crítico, o desafio da ONU é aproximar cidadãos do mundo todo em torno de um projeto comum: preservar a mata, que cobre só 31% das terras do planeta. Maior reserva verde ainda está no Brasil. O planeta deve registrar ainda em 2011 a marca de 7 bilhões de habitantes. À medida que a população se expande –

Mundo poderia poupar US$ 5,5 tri com troca radical de combustíveis fósseis por fontes limpas de energia

Mundo poderia poupar US$ 5,5 tri com energia limpa, diz WWF - A troca radical de combustíveis fósseis por fontes limpas de energia poderia representar uma economia de US$ 5,5 trilhões no prazo de 40 anos. A conclusão faz parte de um estudo do grupo ambientalista WWF, em parceria com a consultoria Ecofys. O "Relatório Energético" analisa o cenário de um esforço concertado para substituir combustíveis fósseis com alta concentração de

Top