Índice da edição nº 1.155, de 10/08/2010

Danos ambientais do turismo, artigo de Roberto Naime Lucro, seu verdadeiro significado, artigo de Maurício Gomide Martins Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei 12.305/2010, artigo de Antonio Silvio Hendges Relacionamentos que causam 'alergia', artigo de Américo Canhoto DETER/INPE indica que 243,74 km2 foram desmatados em junho na Amazônia Tendência de queda do desmatamento na Amazônia só pode ser confirmada com dados do Prodes INPE vai monitorar desertificação no Semiárido; Açudes e águas do São Francisco não

Danos ambientais do turismo, artigo de Roberto Naime

Prof. Roberto Naime [EcoDebate] Os danos ambientais provocados pelo turismo ou pelo seu desenvolvimento descontrolado, são caracterizados pela ocorrência de muitos impactos (RUSCHMANN, Turismo e planejamento sustentável: a proteção do meio ambiente, 4 ed. Campinas, Papirus, 1999). A poluição se manifesta de diversas formas. Poluição do ar, provocada pelos motores e pela produção e consumo de energia. Emissão de gases pelos motores de barcos ou qualquer outro tipo de equipamento. Poluição das

Lucro, seu verdadeiro significado, artigo de Maurício Gomide Martins

Imagem: Corbis/Charles Waller [EcoDebate] Inicialmente, devemos deixar claro que essa palavra implica entendimento de duas acepções na atividade comercial. O que o padeiro, pipoqueiro, lavrador, cabeleireiro e pequenos comerciantes obtêm na sua atividade, legitimamente não pode ser chamado de lucro. É apenas uma conversão de trabalho em dinheiro necessário à sua sobrevivência. É uma paga pelo seu trabalho individual. É o mesmo que um ordenado. Não é lucro; é uma remuneração. O

Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei 12.305/2010, artigo de Antonio Silvio Hendges

Ao final de um domingo o lixo em praia do Rio de Janeiro. [EcoDebate] A Lei sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos, apesar de controvérsias com alguns setores, é um grande avanço para a gestão adequada e organização social e econômica dos processos e pessoas que convivem e sobrevivem através desta atividade. A PNRS é inter relacionada com outros instrumentos legais como a Lei 11.445/2007 - diretrizes nacionais do saneamento básico;

Relacionamentos que causam ‘alergia’, artigo de Américo Canhoto

Dr. Américo Canhoto [EcoDebate] Acho que determinada pessoa me provoca alergia! Ás vezes, falamos essas coisas na brincadeira; mas sem consciência disso, estamos aventando uma possibilidade real; até com respaldo científico – pois, algumas de nossas secreções e até o contato pele, pele, é capaz de provocar reações alérgicas especialmente em mucosas. Mas, nos interessa desmaterializar o raciocínio para ir na origem do problema: as vibrações que emitimos via pensar, sentir, agir

DETER/INPE indica que 243,74 km2 foram desmatados em junho na Amazônia

Dados do DETER, sistema de detecção do desmatamento em tempo real do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), indicam que 243,74 km2 da floresta amazônica sofreram corte raso ou degradação progressiva em junho. Desmatamento por Estado: Acre = 0,69 km2 Amazonas = 24,36 km2 Maranhão = 10,69 km2 Mato Grosso = 36,5 km2 Pará = 160,63 km2 Rondônia = 8,83 km2 Tocantins = 2,04 km2 Total: 243,74 km2 [Leia na íntegra]

Tendência de queda do desmatamento na Amazônia só pode ser confirmada com dados do Prodes

Apesar da tendência de queda de 49% do desmatamento na Amazônia, apontada até agora pelo sistema Detecção do Desmatamento em Tempo Real (Deter), só será possível avaliar a magnitude da redução com os dados de outro sistema do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), que calcula a taxa anual consolidada. O levantamento deve ser divulgado em novembro. “O Inpe não está

INPE vai monitorar desertificação no Semiárido; Açudes e águas do São Francisco não amenizarão desertificação, diz diretor do Inpe

As mudanças climáticas vão aumentar a vulnerabilidade do processo de desertificação do Semiárido nordestino, disse ontem (9) o diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Gilberto Câmara. Ele não acredita que a transposição de águas do Rio São Francisco e os açudes conseguirão amenizar o problema da desertificação que tem origem no aquecimento global. "Há uma tragédia anunciada no mundo e estamos todos perplexos ante a incapacidade de mudar o

MPF cobra apresentação de estudo com medidas de prevenção de acidentes para Angra 3

Vista geral da Central Nuclear com canteiro de obras de Angra 3 em primeiro plano. Foto: Eletronuclear O Ministério Público Federal (MPF) em Angra dos Reis (RJ) deu prazo até o próximo dia 16 para que a Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) e a Eletronuclear suspendam as obras de construção da Usina Nuclear Angra 3 até que seja apresentado estudo com as alternativas para prevenção ou redução de acidentes severos

RJ: Mancha de óleo que atinge as praias da Região dos Lagos pode ser de lavagem de tanque de navios

Algas e óleo mudaram o cenário das praias da Região dos Lagos neste domingo (8). (Foto: Reprodução TV Globo) A mancha de óleo que atinge as praias de Cabo Frio e Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, pode ter sido proveniente da limpeza malfeita em tanque de navios. Isso afasta, num primeiro momento, a possibilidade de um desastre ambiental. A avaliação preliminar foi feita na tarde de hoje (9) pela

Indígenas voltam a protestar contra Usina de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará

Até quinta-feira (12), cerca de 500 pessoas são esperadas no acampamento ao lado do cais do porto de Altamira (PA) em protesto à construção da Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA), e outros empreendimentos na Amazônia. A mobilização é organizada por entidades como o Movimento Xingu Vivo para Sempre (MXVPS); a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab) e o Conselho Indigenista Missionário (Cimi). Segundo essas entidades, a

‘Boom’de energia ‘verde’ destrói povos indígenas , diz novo relatório da Survival International

Com o objetivo de marcar o Dia Internacional das Populações Indígenas (instituído pela ONU), a Survival International publicou um relatório que ressalta o impacto devastador que a construção de hidrelétricas tem em povos indígenas. Utilizando exemplos da Ásia, da África e das Américas, o relatório da Survival, intitulado 'Serious Damage', expõe os custos não revelados sobre a obtenção de eletricidade ‘verde’ por meio de grandes usinas hidrelétricas. [Leia na íntegra]

Top