Índice da edição de 07/07/2010

Transição Urbana e Transições Demográficas, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Organismos Geneticamente Modificados (OGMS), artigo de Roberto Naime O Mundial das desigualdades, artigo de Josep Maria Antentas e Esther Vivas Código Florestal: Comissão aprova substitutivo do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) Cyberativismo: Ajude a Campanha da FAO contra a fome no mundo CIMI: Violência contra os povos indígenas: índices continuam alarmantes MPF/DF aponta desvio em convênios entre UnB e Funasa para promoção de saúde indígena Número recorde

Transição Urbana e Transições Demográficas, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

[EcoDebate] A história do surgimento das cidades não chega a 6 mil anos e só foi possível após a revolução agrária – ocorrida entre 10 e 12 mil anos atrás, quando ocorreu a domesticação dos animais e o domínio da agricultura – que possibilitou a geração de um excedente de produção capaz de sustentar uma população que passou a viver no meio urbano e se beneficiou da disponibilidade de recursos

Organismos Geneticamente Modificados (OGMS), artigo de Roberto Naime

[EcoDebate] Atualmente a sociedade brasileira presencia um intenso debate sobre pesquisa em biotecnologia e plantio comercial de organismos geneticamente modificados (OGMs), conhecidos popularmente como transgênicos. O problema deve ser examinado sem dogmas, através do prisma da biossegurança e das exigências econômicas por competitividade internacional e eficiência operacional. No entanto se observa que a formação das idéias e concepções sobre transgenia, estão muito mais controladas e associadas a opiniões políticas, religiosas e econômicas,

O Mundial das desigualdades, artigo de Josep Maria Antentas e Esther Vivas

[EcoDebate] A celebração do Mundial de futebol na Africa do Sul têm colocado esse país no primeiro plano da atualidade política e midiática internacional. Este é precisamente o objetivo do governo do presidente Zuma, que tenta apresentar o evento como um ponto de inflexão na história da África do Sul e como uma alavanca para o seu desenvolvimento econômico e social. Inclusive, como um símbolo mais geral do “renascimento da

Código Florestal: Comissão aprova substitutivo do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP)

Relatório aprovado na comissão especial segue para votação pelo Plenário. Foto de Janine Moraes Por 13 votos a 5, foi aprovado o texto principal do substitutivo do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) para o Projeto de Lei 1876/99, que reforma o Código Florestal. Os deputados a favor e os produtores rurais se levantaram e gritaram "Brasil, Brasil" em coro, sob vaias dos ambientalistas, que gritavam "retrocesso". Foram rejeitados todos os destaques apresentados ao

Cyberativismo: Ajude a Campanha da FAO contra a fome no mundo

Uma campanha humanitária O que é a fome? Para os mais afortunados, é apenas a sensação no estômago que lhes diz que "são horas de comer.” Para os que têm menos sorte, e não conseguem ter a comida suficiente todos os dias, a fome fá-los-á sentir débeis e cansados, incapazes de concentrar-se, e até doentes. A única coisa em que conseguem pensar é quando vão ter alguma coisa para comer. Para centenas

Cimi: Violência contra os povos indígenas: índices continuam alarmantes

Cimi lança Relatório de Violência Contra Povos Indígenas no Brasil. Dados são referentes a 2009 São 60 casos de assassinatos, 19 casos de suicídio, 16 casos de tentativa de assassinato, e a lista não pára. Estes são apenas alguns dos críticos dados que serão apresentados pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi) através do Relatório de Violência Contra Povos Indígenas no Brasil - 2009. Muitas informações se igualam às do relatório de 2008,

MPF/DF aponta desvio em convênios entre UnB e Funasa para promoção de saúde indígena

Lauro Morhy, Thimothy Mulholland e Valdi Bezerra estão entre os acusados de improbidade administrativa O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF/DF) propôs ação de improbidade administrativa contra os ex-reitores da Universidade de Brasília (UnB) Lauro Morhy e Timothy Mulholand e o ex-presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) Valdi Bezerra. Segundo apurado, a assinatura irregular de convênios para promoção da saúde indígena nas comunidades xavante, em Mato Grosso do Sul,

Número recorde de calamidades públicas revela descaso com prevenção. Falta de planejamento potencializa estragos

Foto do Primeira Edição, Alagoas O governo federal gastaria cerca de R$ 160 milhões neste ano com ações para a prevenção de desastres. No entanto, o valor efetivamente empenhado até o último dia 26 não passava de R$ 95 milhões, dos quais apenas R$ 3,2 milhões tinham sido pagos. Estudo realizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), com base em informações da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), mostra que nos primeiros

Multifuncionalidade agrícola: Pesquisa estuda diversificação do uso do espaço agrário

Na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA) da USP, em Pirassununga, uma pesquisa coordenada pela professora Fabiana Cunha Viana Leonelli tem o objetivo de analisar as diferentes maneiras de produzir e gerar renda em ambientes rurais, como a multifuncionalidade agrícola. Esse novo modo de pensar o ambiente rural — tradicionalmente associado, no Brasil, à monocultura em grandes propriedades —, repensa a ocupação do espaço agrário, valorizando o produtor

Uruguai: nova oportunidade para o necessário debate sobre o modelo florestal-celulósico

Nos últimos anos, o Uruguai ficou conhecido em nível internacional pelo extenso conflito com a Argentina decorrente dos projetos de instalação de duas mega fábricas de celulose, sendo uma propriedade da finlandesa Botnia e a outra da espanhola Ence. A história remonta ao ano 2002 quando o governo, continuando com sua política de promoção do reflorestamento com monoculturas de árvores em grande escala, começa a incentivar os investimentos estrangeiros voltados para

Estudo da USP mostra que homens morrem mais que mulheres devido a causas violentas

Devido a mortalidade masculina, população feminina é maior a partir da adolescência No Brasil, nascem mais meninos que meninas. Porém, a partir da adolescência, essa proporção se inverte e aumenta gradativamente a favor das mulheres, terminando, na velhice, com uma proporção de homens bem menor que a de mulheres. Um estudo recente da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP investigou o tema da mortalidade masculina, mostrando que homens morrem mais

Top