Índice da edição de 29/06/2010

A Economia e a Teologia, artigo de Marcus Eduardo de Oliveira Nordeste de luto, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) O Baixo Parnaíba, a diferença para as comunidades, artigo de Mayron Régis A morte do rio do Braz, artigo de Ana Echevenguá O valor estratégico do selo 'MADE IN BRAZIL', artigo de Laércio Bruno Filho Paroxismo de esperança, artigo de Bruno Peron Loureiro Grãos perenes, a próxima revolução na agricultura Mudança no modelo de produção pode tornar reserva

A Economia e a Teologia, artigo de Marcus Eduardo de Oliveira

Prof. Marcus Eduardo de Oliveira “A economia é feita pelos homens e para os homens”. Karol Wojtyla (João Paulo II). [EcoDebate] O teólogo e professor Jung Mo Sung, em “Teologia e Economia – Repensando a Teologia da Libertação e Utopias”, (**) no prefácio a terceira edição dessa obra, pontua que: “Tudo ou quase tudo gira em torno da economia e se justifica em termos econômicos. O valor da vida de uma pessoa

Nordeste de luto, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

Roberto Malvezzi (Gogó) [EcoDebate] É época de São João, quando o Nordeste se torna mágico. As festas juninas por aqui têm o sabor das festas natalinas em outras regiões do país. Época de comer, brincar de quadrilhas e forró, celebrar, reencontrar a família, experimentar a gratuidade da vida. Este ano ficou diferente. O Nordeste ficou de luto pelas cidades arrasadas pelas águas em Pernambuco e Alagoas. Algumas pessoas me escreveram perguntando: como

O Baixo Parnaíba, a diferença para as comunidades, artigo de Mayron Régis

Mayron Régis. Imagem: Fórum da Amazônia Oriental (FAOR) [EcoDebate] O programa “Territórios Livres do Baixo Parnaíba” é um projeto de assessoria jurídico, ambiental e política no qual o Fórum Carajás, a Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, o Centro de Cultura Negra e o Fórum em Defesa do Baixo Parnaíba engomam as roupas velhas e carcomidas das políticas públicas que embromam as comunidades tradicionais quanto aos direitos à terra, ao meio ambiente

A morte do rio do Braz, artigo de Ana Echevenguá

[EcoDebate] “Turistas revoltados, crianças e adultos com ânsia de vômito e diarréia, comerciantes e prestadores de serviços desesperados. Tudo isso acontece por causa do esgotos que são lançados no rio do Braz, que desemboca na praia de Canasvieiras, junto ao trapiche das escunas de passeio. A situação se agravou na terça-feira da semana passada, quando as fortes chuvas romperam a barra assoreada naturalmente pela areia da praia, assustando os banhistas

O valor estratégico do selo ‘MADE IN BRAZIL’, artigo de Laércio Bruno Filho

[EcoDebate] Cenário Brasileiro No final do ano passado o Brasil anunciou metas para reduzir as emissões dos gases efeito estufa (gee) entre 36% e 39 %, tendo como base as emissões lançadas no em 2005, até o ano limite de 2020. Semanas atrás o governo divulgou noticia de que em breve haverá o desdobramento pragmático destas metas sendo que alguns setores da economia receberão tetos para emissão de gee. Ou seja, já se

Paroxismo de esperança, artigo de Bruno Peron Loureiro

[EcoDebate] A proclamada "liberdade" é a que permite que alguns países brinquem com nações inteiras como se estivessem jogando pôquer, inclusive com recurso a blefes. Os modos pueris fazem-nos acreditar que, se a partida não acabar bem, basta recolocar as cartas. O descaso com nações soberanas, ainda que pequenas e islâmicas, é típico de pujantes caras-de-pau, que, no estilo EUAno de achar que governa o mundo, fustigam, por exemplo, o Irã

Grãos perenes, a próxima revolução na agricultura

Trigo perene. Foto: WSU Entrevista com o pesquisador Kevin Murphy, da Washington State University (WSU). [Por Henrique Cortez, para o EcoDebate] Lavouras de grãos perenes, que crescem com menores quantidades de fertilizantes, herbicidas, combustível e menor erosão do solo do que os grãos plantados anualmente, poderiam estar disponíveis em duas décadas, de acordo com estudo [Increased Food and Ecosystem Security via Perennial Grains] publicado na revista Science. O desenvolvimento de grãos perenes seria

Mudança no modelo de produção pode tornar reserva legal rentável

O fruto da macaúba, espécie de palmeira nativa do oeste paulista, produz até dez vezes mais óleo do que a soja por hectare, sendo considerada uma opção viável para a produção de biodiesel. Por esse motivo, a espécie foi escolhida por um projeto coordenado pela Universidade de São Paulo (USP) para recuperar áreas degradas de pastagem na região do Pontal do Paranapanema e prover o sustento das famílias da região. “O

Coivara: Agricultura quilombola contribuiu para paisagem florestal

Mudança na cultura agrícola do local se iniciou com abertura de estradas, na década de 1960 As práticas de agricultura utilizadas numa comunidade quilombola do Vale do Ribeira, em São Paulo, foram objeto de uma pesquisa realizada no Instituto de Biociências (IB) da USP. Segundo a bióloga Lucia Chamlian Munari, o principal objetivo do estudo foi compreender como o sistema de agricultura de corte e queima, também conhecido como coivara,

Comunicação de risco. Entrevista com Rosane Lopes

A entrevistada de hoje, Rosane Lopes, esteve na Unisinos, na última semana, apresentando seu trabalho na área de comunicação de risco. Ela conversou pessoalmente com a IHU On-Line sobre este tema, explicando-o e mostrando em que situações ele se aplica. Além disso, através de suas experiências em situações de risco, como, por exemplo, logo após os terremotos no Haiti, Rosane falou sobre os novos meios de comunicação e a importância

Estudo mostra que períodos de estiagem se intensificam na Região Sul

Agricultor catarinense observa solo seco: imagens mostram que estiagem na região é mais intensa que o normal. Foto: Correio Braziliense. Imagens de satélites colhidas entre dezembro de 2000 e junho de 2009 confirmam que a Região Sul tem enfrentado períodos de estiagens com intensidade e frequência acima do normal para a área. Nos verões de 2005 e de 2009, por exemplo, áreas correspondentes a 187.726km² e 198.857km², respectivamente, foram comprometidas por

Top