Café após almoço diminui risco de diabetes, sugere estudo

Um estudo francês com participação da USP encontrou indícios de que quem toma café na hora do almoço tem menor risco de desenvolver diabetes tipo 2. Foram avaliadas quase 70 mil mulheres. As participantes que tomavam um copo pequeno ou mais café na refeição tiveram um risco 34% menor de desenvolver a doença. O efeito foi observado em café com ou sem açúcar, cafeinado ou não. Mas o risco não

Movimentos Sociais numa gestão Dilma ou Serra, artigo de Rudá Ricci

"O burocratismo oficial submeteu a lógica mobilista e assembleísta dos movimentos sociais e organizações populares. O lulismo desmontou a hegemonia política dos movimentos sociais dos anos 1980 e criou nova lógica, a partir do Estado. Enfim, o desejo de alterar a lógica estatal a partir da mobilização social foi revertido: foi a lógica estatal que subjugou o anti-institucionalismo e as práticas de democracia direta". escreve Rudá Ricci, sociólogo, doutor em

A esquerda e a reorganização do capitalismo brasileiro

* Um projeto grão-burguês * Contradições e consequências do modelo * Rumo a um capitalismo decente? A esquerda e a reorganização do capitalismo brasileiro O capitalismo brasileiro está passando por uma forte reorganização. Essa é a principal conclusão de um grupo de intelectuais de esquerda ouvidos pela revista IHU On-Line edição 322 - intitulada ‘A reestruturação do capitalismo brasileiro’. Com pequenas nuances, todos os entrevistados concordam em que está em curso um processo de reestruturação

Só ciência não basta para elevar oferta de alimentos

Alimentar uma população global em crescimento acelerado em vista da mudança climática e das estagnadas verbas para ajuda alimentar e pesquisa agrícola exigirá uma reformulação básica da agricultura, dizem especialistas. Ao contrário da "Revolução Verde" que aumentou dramaticamente a produção agrícola na América Latina e Ásia a partir dos anos 1950, porém, uma nova reestruturação precisará se concentrar tanto em novas variedades de sementes como em governança adequada, capacitação de mulheres

A crise não deve ser desperdiçada, resenha de José Eli da Veiga

"Thomas Friedman conclama americanos a deixar de ser devoradores de riquezas acumuladas e naturais" [Valor Econômico] Uma revolução verde liderada pelos Estados Unidos precisa se tornar inevitável, em vez de inconcebível. Esse é o norte da quinta obra de Thomas L. Friedman, de longe o melhor repórter da atual aceleração do processo histórico da globalização capitalista. Além de insuperável pregador das transformações necessárias para que os EUA retomem a efetiva hegemonia

Top