Índice da edição de 21/12/2009

Projetos de energia geotérmica despertam preocupações com riscos de terremotos, por Henrique Cortez 20 anos da Convenção dos Direitos da Criança: A infância ainda em risco, artigo de Cristiano Morsolin A respeito das inovações e características de Arruda no DF, artigo de Bruno Lima Rocha Confecom: divisor de águas entre a intolerância e o diálogo, artigo de Luiz Gonzaga Motta La educación deberá pasar por lo ambiental, o no será nada, artigo de Graciela

Projetos de energia geotérmica despertam preocupações com riscos de terremotos, por Henrique Cortez

Fonte geotérmica [Ecodebate] Por algum tempo, os novos projetos de energia geotérmica foram 'comemorados' como uma alternativa limpa e eficiente para produção de energia, principalmente considerando que, potencialmente, seria uma fonte inesgotável e relativamente barata. Os sistemas tradicionais de energia geotérmica 'captam' o calor no subsolo mais próximo da superfície, enquanto que os sistemas geotérmicos aprimorados operam a partir de perfurações com mais de mil metros de profundidade, bombeando água pressurizada para

20 anos da Convenção dos Direitos da Criança: A infância ainda em risco, artigo de Cristiano Morsolin

[EcoDebate] Terminou no dia 10 de dezembro a VIII Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. Durante quatro dias, os participantes apresentaram as reivindicações oriundas das discussões realizadas nas etapas municipais e estaduais. A ideia é apresentar uma proposta sistematizada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva até o aniversário de 20 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente, em julho de 2010. A Conferência reuniu 1800 delegados,

A respeito das inovações e características de Arruda no DF, artigo de Bruno Lima Rocha

[EcoDebate] Sempre defendi que a teoria é um conjunto de hipóteses coerentemente articuladas por conceitos-chave e dotada de lógica interna própria. Se a teoria não serve para interpretar, então ela não serve para nada. Nada é mais palpável do que um conjunto de conceitos operacionais. O problema não é de teoria de análise, mas do emprego das ferramentas. Enfim, não dá para quebrar concreto com colher de pau. Para transformar

Confecom: divisor de águas entre a intolerância e o diálogo, artigo de Luiz Gonzaga Motta

[EcoDebate] A 1ª Conferência Nacional de Comunicação, que terminou nesta quinta feira, 17 de dezembro, foi um êxito. Sua simples realização representa um divisor de águas entre a intolerância anterior dos radicais e o diálogo que se abre sobre o tema da comunicação no país depois do evento de Brasília. A Conferência criou uma cultura de debates sobre as políticas públicas de comunicação (tema tabu nos círculos políticos até agora),

La educación deberá pasar por lo ambiental, o no será nada, artigo de Graciela Cristina Gomez

[Ecodebate] Las Cuartas Jornadas de Economía Ecológica de la Asociación Argentino- Uruguaya (ASAUEE ) “Nuevos Escenarios Globales y Alternativas para un Desarrollo Local Sostenible” se desarrollaron los días 27 y 28 de Noviembre pasado ,en la Universidad Nacional de General Sarmiento (Bs As). Allí asistí , abriéndome a aprendizajes significativos y a voces plurales que se contrapongan al gastado discurso de los que conviertieron la palabra “Sustentable” en insostenible, y “Nuestro

Funasa nega atendimento em Mato Grosso do Sul: absurdos de uma política indigenista nefasta

O presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Danilo Forte, manifestando-se em relação aos apelos dos Guarani-Kaiowá para que lhes fosse assegurada assistência em saúde, declarou: “A gente só pode fazer investimentos em aldeias que estão legalizadas” e enfatizou que a Funasa não pode atender indígenas nas áreas "em litígio". Ele se referia aos Guarani-Kaiowá da comunidade Kurusú Ambá, que realizaram uma retomada no dia 25 de novembro, e que

Brasil terá segunda desapropriação de imóvel ocasionada por descumprimento da legislação ambiental

O Incra vai desapropriar a fazenda Escalada do Norte, localizada no município de Rio Maria, no sudoeste do Pará, em razão de graves danos ambientais. Decreto publicado no Diário Oficial da União no último dia 8 torna a propriedade de interesse social para fins de reforma agrária e autoriza o Instituto a promover a desapropriação do imóvel, que tem área total de 14,8 mil hectares e capacidade para assentamento de

Pesquisa do IBGE revela hábitos, costumes e riscos vividos pelos estudantes das capitais brasileiras

Mais da metade dos estudantes são inativos ou insuficientemente ativos em termos de atividade física Estudantes da rede pública declararam faltar mais às aulas sem autorização dos pais ou responsáveis Consumo de guloseimas supera o de frutas frescas Feijão é o alimento saudável mais consumido entre os estudantes 41,7% dos estudantes não viviam com o pai e a mãe, no conjunto das capitais e DF 1/4 das mães de estudantes

COP 15: Yvo de Boer, secretário da Convenção do Clima, diz que é preciso trabalhar para tornar real carta de intenções

Yvo de Boer, secretário da Convenção do Clima. Foto do COP15 News Service A 15ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-15) resultou em uma “carta de intenções”, de acordo com o secretário executivo do encontro, Yvo de Boer, que é também secretário da Convenção do Clima da ONU. Ele avaliou que é preciso trabalhar para torná-la “real, mensurável e verificável”. As informações são da BBC Brasil. 22987

COP 15: Copenhague resultou apenas em ‘carta de intenções’

A reunião sobre mudança climática das Nações Unidas, concluída no sábado, resultou em uma “carta de intenções”, de acordo com o secretário-executivo do encontro, Yvo de Boer. Ele admitiu que agora é preciso trabalhar para transformá-la em “algo real, mensurável e verificável”. “Agora temos um pacote para trabalhar e começar a agir imediatamente. Entretanto, é preciso ficar claro que é uma carta de intenções e não é precisa sobre o que

COP 15: Acordo pífio definido em Copenhague enfurece ambientalistas de todo o mundo

“Maquiagem verde”, “completo fracasso”, “crime”. Os termos usados por ambientalistas para definir a Conferência das Partes da Convenção das Mudanças Climáticas (COP-15) resumem a indignação e a decepção mundial com o resultado da cúpula, que reuniu líderes de mais de 120 países e acabou sem um documento que tenha peso para continuar o processo deflagrado pelo Protocolo de Kyoto. Para a maioria dos grupos e organizações não governamentais, faltou “vontade

COP 15: Tímido ‘acordo’ final traz à tona falhas da ONU

Foto: Staff/Reuters/AE Acordo climático traz à tona falhas da ONU - Um tímido acordo climático foi alcançado no sábado depois que duas semanas de negociações se recuperaram após quase caírem por terra. O resultado deixou clara a vulnerabilidade do processo da ONU, que depende de um consenso, e pode marcar a diminuição da importância do órgão. As principais negociações aconteceram entre aproximadamente 30 países, e o mais importante resultado envolveu apenas cinco

COP 16: Depois de Copenhague, México é próxima parada na negociação da ONU sobre clima

COP 16 O mundo achará difícil retomar no México, em 2010, as negociações climáticas lideradas pelas Nações Unidas depois de um acordo nada ambicioso ser assinado em Copenhague, sem prazo para um tratado legal e vinculante entre os países. O México vai receber as próximas negociações ministeriais no âmbito da ONU (Organização das Nações Unidas), entre 29 de novembro e 10 de dezembro de 2010, para incrementar o Acordo de Copenhague, que

Projeto que esvazia Ibama incentiva destruição da Amazônia e outros biomas

A lei da selva - O projeto de lei complementar nº 12, de 2003, aprovado na noite de quarta-feira na Câmara dos Deputados, será um incentivo ao desmatamento e à destruição de biomas, como a Amazônia, o Cerrado e a Mata Atlântica. Esta é a visão do Ministério do Meio Ambiente e seus órgãos associados, que desde ontem passaram a pressionar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a vetar o

Risco de retrocesso na legislação de proteção ambiental: Ruralistas ‘tomam’ agenda ambiental

Foto: Damon Winter/The New York Times Comissões de Agricultura, do Meio Ambiente e, agora, da que trata do Código Florestal estão sob seu controle Unida acima dos partidos e atuante quando se trata de seus interesses, a bancada ruralista no Congresso deixou de se preocupar apenas com créditos e dívidas do setor agropecuário para buscar o controle das discussões e da legislação sobre os assuntos ambientais do País. Os ruralistas partiram de

Atropelo do código florestal consagra oito anos de governo dedicado ao agronegócio, artigo de Gabriel Brito

[Correio da Cidadania] Na última semana, o governo brasileiro escancarou seu caráter irremediavelmente contraditório no que se refere às políticas ambientais. Enquanto envia todas as estrelas da companhia para Copenhague, a fim de fazer boa figura do país na Conferência Ambiental da ONU (COP-15), vira a mesa mais uma vez em favor da bancada ruralista, concedendo mais dois anos de prazo para a averbação de terras e respeito à reserva

Clima e ambiente no centro de tudo, artigo de Washington Novaes

[O Estado de S.Paulo] No momento em que este texto é escrito, na manhã de quarta-feira, em Copenhague, as negociações na reunião da Convenção do Clima continuam muito difíceis - tanto que se decidiu prorrogar até a noite de quinta-feira, provavelmente madrugada de sexta-feira, o texto que será submetido aos chefes de Estado, muitos deles aqui presentes, entre eles o presidente Lula. Embora diplomatas sempre digam que as negociações continuam

Lobistas ingleses criticam o consumo de vegetais importados da África, artigo de Mark Ashurst

A exportação agrícola no Kenia é tão importante quanto o turismo As vagens que você consome são verdes? No começo de novembro, o grupo lobista Consumer Focus divulgou um relatório censurando muitos dos supermercados britânicos por venderem poucos produtos locais. A verdade é que comprar dos pequenos agricultores da África é melhor para o planeta do que comprar das fazendas industriais da Europa, além de ser bem mais útil para as

Top