Índice da edição de 17/12/2009

Alagamentos urbanos, artigo de Osvaldo Ferreira Valente Enchentes: o conhecimento das causas deve orientar as soluções, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos Copenhague ou Copenhágua? artigo de Apolo Heringer Lisboa Participação de eólica na matriz energética brasileira salta de 0,6% para 3% em 2012 OIT: Brasil registra avanços nos indicadores de Trabalho Decente mas desafios ainda persistem OIT: Pesquisa mostra queda de quase 50% no número de crianças trabalhando no Brasil Câmara aprova projeto que define

Alagamentos urbanos, artigo de Osvaldo Ferreira Valente

16/12/2009 Chuvas na região da capital e Grande SP causaram 18 pontos de alagamento e interromperam tráfego de trens em uma linha da CPTM. Na Av. Aricanduva, morador utiliza barco para tentar chegar em casa. Foto: José Patrício/AE [EcoDebate] Enquanto continuamos concentrados no aquecimento global, na preservação da floresta amazônica, na reformulação do Código Florestal, na polêmica da reserva legal nas áreas rurais, tudo importante para o futuro, é claro, vivemos

Enchentes: o conhecimento das causas deve orientar as soluções, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

16/12/2008 - Chuvas na região da capital e Grande SP causaram 18 pontos de alagamento e interromperam tráfego de trens em uma linha da CPTM. Na Av. Aricanduva (foto), o rio transbordou e alagou a via e as casas. Foto Marcelo Thomaz/FotoRepórter/AE [EcoDebate] Para se combater exitosamente um problema, conhecer e eliminar suas causas. No caso das enchentes metropolitanas os sucessivos governos - estado e municípios - têm desconsiderado totalmente esse

Copenhague ou Copenhágua? artigo de Apolo Heringer Lisboa

[EcoDebate] A estratégia de mobilização através do clima teve sucesso. O carbono se tornou um elemento químico mágico. Mas há o risco de reducionismo absurdo. Será que poderemos resolver nossos problemas ambientais, profundamente vinculados às relações econômico-sociais e internacionais, através do sequestro de carbono com matas homogêneas de eucalipto e cana? São algumas das contradições que hoje nos embalam hoje e de outras que surgiram em Kyoto, como a que

Participação de eólica na matriz energética brasileira salta de 0,6% para 3% em 2012

Participação de eólica na matriz energética sobe 400% - O primeiro leilão de energia eólica do país, realizado segunda-feira, vai ampliar em 400% a participação dessa fonte na matriz energética brasileira. Até 2012, quando entram em operação as 71 usinas que venceram a disputa, a fatia da energia gerada a partir do vento subirá de 0,6% para 3% do sistema nacional. "O resultado do leilão foi maravilhoso para um setor

OIT: Brasil registra avanços nos indicadores de Trabalho Decente mas desafios ainda persistem

O Brasil registrou avanços significativos em diversas áreas da agenda do trabalho decente entre 1992 e 2007. Foi mantida a trajetória de crescimento da participação das mulheres no mercado de trabalho, que evoluiu de 56,7% para 64,0%, correspondente a uma expansão de sete pontos percentuais em 15 anos. O nível de ocupação1 voltou a crescer durante a década de 2000 (de 66,3% para 68,6% entre 2003 e 2008), após o

OIT: Pesquisa mostra queda de quase 50% no número de crianças trabalhando no Brasil

O presidente do Ipea, Marcio Porchmann, e a representante da OIT, Laís Abramo, apresentam o relatório sobre o perfil do Trabalho Decente no Brasil, que analisa a evolução desse indicador no período 1992-2007 (16/12/2009) Foto: Marcello Casal Jr/ABr A quantidade de crianças e adolescentes inseridas no mercado de trabalho caiu cerca de 50% em 15 anos. De acordo com a pesquisa Perfil do Trabalho Decente no Brasil, publicada hoje (16) pela

Câmara aprova projeto que define competências na proteção ao meio ambiente

O projeto de lei complementar que define as competências da União, dos estados e dos municípios para a proteção ambiental e as responsabilidades nas concessões de licenças ambientais foi aprovado hoje (16) pela Câmara dos Deputados. A proposta tem como objetivo acabar com a sobreposição de atribuições na área ambiental entre os entes federados, que tem causados questionamentos judiciais. 22820

MPF/RJ move ação para cumprimento de TAC visando cessar danos ambientais do lixão de Volta Redonda

Ação contra o município busca cumprimento de TAC O Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF/RJ) moveu ação de execução para o cumprimento de um termo de ajustamento de conduta (TAC) contra o município de Volta Redonda. A execução é da cláusula que prevê o envio do chorume (líquido resultante da degradação do resíduo do lixo) gerado no "lixão" de Volta Redonda para a estação de tratamento de despejos industriais

Ministério da Saúde lança campanha nacional de prevenção ao uso de crack

O diretor do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas do Ministério da Saúde, José Luiz Telles, fala no lançamento da Campanha Nacional de Alerta e Prevenção do Uso de Crack (16/12/2009) Foto: Elza Fiúza/ABr O aumento acentuado do consumo de crack no país levou o Ministério da Saúde a lançar ontem (16) a Campanha Nacional de Alerta e Prevenção do Uso de Crack. O objetivo do governo é fazer com que

Nota de alerta sobre REDD na COP 15

As negociações sobre REDD (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação) começam a caminhar para definições que poderão ter grandes repercussões sobre a vida das populações tradicionais que vivem nas florestas no Brasil e em outros países. No caso do Brasil as negociações sobre REDD são cruciais já que grande parte das emissões do país é proveniente do desmatamento. Vemos com muita preocupação a tendência à inclusão do reconhecimento do mercado

Informe sobre as discussões na COP 15

Por Iara Pietricovsky – INESC/REBRIP e Maureen Santos – FASE/REBRIP O primeiro dia de negociações da semana decisiva para que Copenhague não caia no fracasso começou com muitos debates acalorados, muitas reclamações por parte dos países em desenvolvimento que ficaram excluídos das consultas informais, impasses que parecem intransponíveis no âmbito das negociações técnicas, e de mais tensões no interior do G77+China. 22805

COP 15: Em meio a entraves e protestos, presidente da Conferência do Clima renuncia

Connie Hedegaard, ministra do Meio Ambiente da Dinamarca A presidente da 15ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-15), Connie Hedegaard, renunciou ontem (16). Ela vinha sendo acusada por representantes de países em desenvolvimento de querer beneficiar países ricos nas negociações. Ela será substituída pelo primeiro-ministro da Dinamarca, Lars Lokke Rasmussen. As informações são da BBC Brasil. 22802

COP 15: Dilma e Minc anunciam US$ 5 bilhões do Brasil para países pobres

Ministro Carlos Minc durante coletiva na Cop 15. Foto: Divulgação A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, e o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, disseram nesta quarta-feira (16/12), em coletiva à imprensa, em Copenhague (Dinamarca), que o Brasil poderá ceder, em dez anos, aos países mais pobres o equivalente a cerca de US$ 5 bilhões, para ações de adaptação aos efeitos da mudança do clima, além de ajuda técnica gratuita

COP 15: Acordo à beira do colapso

Proposta vaga sobre o mecanismo de reflorestamento e brigas por causa do percentual de redução de emissões e do financiamento mundial comprometem a conferência das Nações Unidas Quase às vésperas do fim da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, um rascunho sobre as ações de longo prazo divulgado ontem deixou um clima ainda mais tenso no ar do Bella Center, pavilhão onde ocorre o evento. No início da noite, o

COP 15: Países ricos anunciam US$ 3,5 bilhões para projetos REDD

Os governos da Austrália, França, Japão, Noruega, Grã-Bretanha e Estados Unidos anunciaram nesta quarta-feira na reunião das Nações Unidas sobre mudança climática financiamentos de US$ 3,5 bilhões para projetos de proteção de florestas e de redução de emissões provocadas por desmatamento e degradação (conhecidos pela sigla redd) . A liberação de verba para projetos de redd faria parte do fundo “fast start”, que vem sendo discutido na conferência climática e ficaria

Aquecimento global ameaça a vida dos povos indígenas

"Estão jogando tudo fora: a nossa terra e a nossa história. O gelo sobre o qual apoiamos os pés não tem mais a consistência que sempre teve. E o tempo, que os anciãos conseguiam prever pelo andamento das nuvens e do voo dos pássaros, tornou-se um mistério. A nossa visão do mundo não tem mais bases, a nossa cultura, baseada em milênios de adaptação e compreensão da natureza, está se

Estudo estima que nível do mar vai subir 8 m com aumento de 3ºC na temperatura da Terra

Na última era interglacial, há 125 mil anos, o nível dos mares era de 8 m a 9,4 m mais elevado que atualmente, com temperaturas nos polos de 3ºC a 5ºC mais quentes, segundo um novo estudo [Global change: Interglacial and future sea level] divulgado nesta quarta-feira (16) pela revista "Nature". Estes resultados de pesquisadores das universidades de Harvard e Princeton, publicados durante a Conferência sobre o Clima de Copenhague, revisou

COP 15: Confrontos em Copenhague, artigo de Leonardo Boff

"A visão dos representantes da sociedade civil mundial sustenta: a situação da Terra e da humanidade é tão grave que somente o princípio de cooperação e uma nova relação de sinergia e de respeito para com a natureza nos poderão salvar. Sem isso vamos para o abismo que cavamos", escreve Leonardo Boff, teólogo, constando que duas visões se confrontam em Copenhague. Eis o artigo. 22785

Top