Lixo na rua, lixo na mente, artigo de Washington Novaes

[O Estado de S.Paulo] Desde o último domingo a cidade de São Paulo está mandando para aterros em outros municípios as 13 mil toneladas diárias de lixo domiciliar e comercial que produz, pois se esgotou a capacidade de seu último aterro em funcionamento e ainda não está licenciada a área adicional de 435 mil metros quadrados para onde se pretende expandir o São João (Estado, 2/10). 19718

Estudo francês alerta que o cultivo para biocombustíveis em florestas gera mais CO2 do que evita

Monocultura de palma em área florestal desmatada na Indonésia Cultivar vegetais para produção de biocombustíveis em terras que antes eram ocupadas por florestas ou pradarias gera muito mais emissões de dióxido de carbono (CO2) do que permite evitar pela substituição de hidrocarbonetos, segundo um estudo da Agência do Meio Ambiente e do Controle da Energia da França (Ademe, na sigla em francês). O balanço em termos de emissões de CO2 pode ser

Anistia Internacional denuncia que Shell segue violando direitos humanos na Nigéria

Anistia Internacional denunciou hoje que a companhia petrolífera Shell segue violando os direitos humanos na Nigéria e destruindo o meio ambiente, pelo que anunciou próximas mobilizações de protesto. "Embora a empresa assegura ser uma companhia social e respeitosa com o meio ambiente, segue violando os direitos humanos", advertiu hoje AI, que em junho passado já exigiu ao diretor de Shell (Peter Voser) que respeitasse esses direitos na região do Delta do

Pesquisadores decodificam ‘genoma’ de um tipo câncer de mama

Cientistas canadenses anunciaram nesta quarta-feira (7) ter estabelecido, pela primeira vez, o "genoma" de um tipo de tumor que responde por 10% dos casos de câncer de mama. Utilizando uma nova técnica, mais rápida e menos onerosa, uma equipe da agência do câncer da Columbia Britânica sequenciou o genoma do tumor e identificou as mutações que permitem a propagação do câncer pelo organismo. Os cientistas analisaram a evolução, durante nove anos, de

Estudo vincula vírus XMRV à fadiga crônica em seres humanos

O vírus, fotografado na corrente sanguínea de um portador da síndrome da fadiga crônica. Foto: Whittemore Peterson Institute/The National Cancer Institute (NCI) Descoberta sugere que um coquetel de drogas poderia ser testado contra a doença, que atinge milhões Um vírus ligado ao câncer de próstata também parece desempenhar um papel na síndrome de fadiga crônica, de acordo com uma pesquisa [Detection of an Infectious Retrovirus, XMRV, in Blood Cells of Patients with

Top