Índice da edição de 10/10/2009

Acessibilidade: A revolução bem sucedida dos empreendimentos e equipamentos turísticos, artigo de Carol Salsa As Olimpíadas no país sem direito ao esporte, artigo de Bruno Lima Rocha Quatro mil crianças são retiradas do trabalho ilegal no Brasil em 2009 Mecanismos de Mercado como salvação para a Amazônia? Mecanismos de Mercado como salvação para a Amazônia? Carta de Belém Síntese de Indicadores Sociais, IBGE: 66,7% das crianças e adolescentes do Nordeste vivem em situação de pobreza MPF

Acessibilidade: A revolução bem sucedida dos empreendimentos e equipamentos turísticos, artigo de Carol Salsa

Símbolo internacional para Acessibilidade. Imagem Wikipédia [EcoDebate] A indústria do turismo é, atualmente, o setor da economia produtiva que mais de expande em todo o mundo. Somente em 1998, a indústria de viagens e lazer, segundo a Organização Mundial de Turismo – OMT , movimentou em todo o mundo, mais de 635 milhões de pessoas, universo que injetou na economia uma cifra superior a US$ 439 bilhões. Essa mais do que expressiva

As Olimpíadas no país sem direito ao esporte, artigo de Bruno Lima Rocha

[EcoDebate] Na sexta-feira dia 02 de outubro, o país dos extremos viveu mais um contra senso. O governo de Lula, o mesmo que cortou em 85,69% o orçamento do Ministério do Esporte (ME) para 2009, comemora a realização de uma Olimpíada no Brasil. Entramos em júbilo quando o Rio de Janeiro foi eleito como cidade sede das Olimpíadas de 2016. O presidente fez-se acompanhar por um verdadeiro séquito de atletas,

Quatro mil crianças são retiradas do trabalho ilegal no Brasil em 2009

Trabalho Infantil. Foto UOL Auditores Fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego e instituições parceiras combatem a prática em todo o país. Reintegração social é o caminho para uma vida nova a crianças e adolescentes em risco Este ano 4 mil crianças e adolescentes em todo o país foram afastadas de situações de trabalho ilegal pelos Auditores Fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego. Nas ações, lideradas pela Secretaria de Inspeção do

Mecanismos de Mercado como salvação para a Amazônia?

“Nós não fomos convidados para dividir o lucro dos países do norte, mas estamos sendo obrigados a repartir o prejuízo ambiental que eles causaram”. (Adria. Reserva Extrativista Marinha Mãe Grande de Curuçá) Pela sua importância mundial para o clima, a Amazônia estará no foco dos debates sobre propostas de como mitigar os efeitos das mudanças climáticas. O que está em jogo é a introdução de um sistema global de

Mecanismos de Mercado como salvação para a Amazônia? Carta de Belém

Somos organizações e movimentos sócio-ambientais, trabalhadores e trabalhadoras da agricultura familiar e camponesa, agroextrativistas, quilombolas, organizações de mulheres, organizações populares urbanas, pescadores, estudantes, povos e comunidades tradicionais e povos originários que compartilham a luta contra o desmatamento e por justiça ambiental na Amazônia e no Brasil. Reunimos-nos no seminário “Clima e Floresta - REDD e mecanismos de mercado como solução para a Amazônia?”, realizado em Belém em 02 e 03

Síntese de Indicadores Sociais, IBGE: 66,7% das crianças e adolescentes do Nordeste vivem em situação de pobreza

Embora a situação tenha melhorado nos últimos dez anos, o nível de pobreza da infância e adolescência no país ainda é elevado, principalmente na Região Nordeste, onde 66,7% das crianças, dos adolescentes e jovens ainda viviam em situação de pobreza em 2008. A constatação é da Síntese de Indicadores Sociais, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O estudo indica que, para o total do país, a maioria das crianças

MPF defende em recurso legitimidade para atuar em causa de meio ambiente

Argumento foi utilizado para pedir mais procuradores para o Instituto Chico Mendes. A preservação ambiental interessa a toda a sociedade e por isso o Ministério Público Federal (MPF) tem sim legitimidade para atuar em favor dessa causa. Este é o argumento da instituição em recurso contra sentença que extinguiu um processo por entender que o MPF não possuía o direito de ingressar na Justiça para atuar em caso relacionado ao meio

Tagged

Assentamento Sepé Tiaraju, em Campos Novos, SC, faz opção por produção agroecológica

Produção orgânica no Assentamento Sepé Tiaraju Desde sua criação pelo Incra/SC em 1999, os agricultores assentados no projeto de assentamento Sepé Tiaraju, em Campos Novos, optaram por trabalhar sua produção de uma forma alternativa à exploração tradicional. Desse modo, o assentamento, que é trabalhado de forma coletiva, está realizando experiências e propostas de agricultura orgânica e também formas não-convencionais de pecuária. Um bom exemplo é o cultivo de hortaliças, totalmente agroecológico

Incra tem certeza de que fazenda de laranja ocupada pelo MST pertence à União

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) tem certeza de que são propriedade da União os cerca de 2 mil hectares utilizados pela empresa Cutrale para produção de laranja em Borebi (SP). A afirmação foi feita pelo superintendente do órgão em São Paulo, Raimundo Pires Silva, em entrevista à Agência Brasil. A fazenda foi ocupada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no último dia 28. Os manifestantes

A dois meses da COP 15 em Copenhague, reunião sobre clima em Bangcoc termina com poucos avanços

Duas semanas de negociações sobre o clima conduzidas pela Organização das Nações Unidas terminaram ontem (9) em Bangcoc, na Tailândia, sem que delegados de cerca de 190 países chegassem mais perto de um acordo para complementar o Protocolo de Quioto, cujo primeiro período de compromisso vence em 2012. As informações são da BBC Brasil. 19724

COP 15: ‘Copenhage não vai representar muita coisa’. Entrevista especial com Roberto Smeraldi

A reunião que vai acontecer em dezembro, em Copenhague, para se pensar num acordo para diminuir as consequências das mudanças climáticas, é uma esperança para muitos que lutam pelo meio ambiente. Mas não para todos. Roberto Smeraldi não acredita que Copenhague resulte num acordo. “Eu acho que Copenhague não vai representar muita coisa. Acho que não vamos ter muitos avanços em Copenhague porque acho que não estamos prontos ainda para

Top