Índice das edições 25 e 26/09/2009

A Igreja e os golpistas da América Latina, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) Árvore ‘genealógica’ dos biocombustíveis: várias gerações do etanol e tecnologias associadas, artigo Carol Salsa Agrotóxicos no seu estômago, artigo de João Pedro Stedile Inpe registra que em agosto Amazônia teve 498 km2 desmatados Boi Pirata II já aplicou mais de R$122,3 milhões em multas Operação do Ibama fecha 19 fornos ilegais de carvão em Cristalina, GO Empresário do Espírito Santo é denunciado por

A Igreja e os golpistas da América Latina, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

Roberto Malvezzi (Gogó) [EcoDebate] Estive em Tegucigalpa exatamente quando Zelaya concorria à presidência da República. Hoje, rememorando aqueles autdoors pelas ruas da cidade, vejo como a história pode ser incômoda e irônica. Àquela época estive no país a convite do Cardeal Maradiaga, hoje presidente da Cáritas Internacional, àquela época presidente da Comissão de Justiça e Solidariedade do CELAM. Ele era um “papábile”, com a fala desenvolta da justiça social no mundo, na

Árvore ‘genealógica’ dos biocombustíveis: várias gerações do etanol e tecnologias associadas, artigo Carol Salsa

[EcoDebate] A possibilidade de usar o álcool da cana-de-açúcar como combustível alternativo é conhecido há mais de um século. No início do século XX, o Brasil já usava o álcool extraído da cana para fins energéticos. Em outubro de 1973, o cenário mudou e o mundo viu diante de si o risco de desabastecimento energético. Em 1981, o etanol de cana passou a ser oficialmente misturado à gasolina, até

Agrotóxicos no seu estômago, artigo de João Pedro Stedile

Os porta-vozes da grande propriedade e das empresas transnacionais são muito bem pagos para todos os dias defender, falar e escrever de que no Brasil não há mais problema agrário. Afinal, a grande propriedade está produzindo muito mais e tendo muito lucro. Portanto, o latifúndio não é mais problema para a sociedade brasileira. Será? Nem vou abordar a injustiça social da concentração da propriedade da terra, que faz com que

Inpe registra que em agosto Amazônia teve 498 km2 desmatados

No mapa, as áreas cobertas por nuvens (indicadas em rosa) e os pontos onde foram registrados os alertas do sistema DETER neste mês de agosto. DETER, sistema de alerta baseado em satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), detectou 498 km2 de desmatamentos na Amazônia Legal por corte raso ou degradação progressiva no último mês de agosto. Deste total, 301 km2 foram registrados no Pará e 105 km2, no Mato Grosso.

Boi Pirata II já aplicou mais de R$122,3 milhões em multas

Operação Boi Pirata II, em foto de arquivo Fiscais do Ibama na Operação Boi Pirata II observaram, numa vistoria de helicóptero realizada na última terça-feira (22/9), muitos pastos vazios no interior da Floresta Nacional - Flona do Jamanxim, em Novo Progresso, no sudoeste do Pará. “Tudo indica que boa parte do gado deverá ser retirada dentro do prazo, evitando a apreensão”, acredita o analista ambiental Paulo Maués, da Divisão de Fiscalização

Operação do Ibama fecha 19 fornos ilegais de carvão em Cristalina, GO

Operação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) fecha 19 fornos ilegais de carvão em Cristalina Foto: Wilson Dias/ABr O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, participou ontem (24) de operação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) que fechou 19 fornos ilegais de carvão em Cristalina, município goiano a cerca de 100 quilômetros de Brasília. Homens do Batalhão Ambiental da

Empresário do Espírito Santo é denunciado por submeter 77 pessoas a trabalho escravo

Vindos do interior da Bahia, os trabalhadores chegaram à Fazenda Nova Fronteira, em São Mateus, em abril último e foram instalados em alojamentos sem as mínimas condições de habitação e higiene. O Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF/ES) denunciou o empresário Antonio Carlos Martin, conhecido como Toninho Mamão, e o lavrador Nelson Pinheiro dos Santos, por aliciar trabalhadores e submeter 77 deles a condição análoga à de escravos numa lavoura

TCU: Avaliação pelo Ibama de impacto ambiental de obras é deficiente

Os efeitos ambientais causados pelas obras públicas não são avaliados de forma sistemática pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). De acordo com auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), o Ibama está focado no processo de concessão de licenças ambientais e não possui sistema que avalie os benefícios do licenciamento e o real impacto das obras licenciadas sobre o meio ambiente. 19092

MPF requisita nova fiscalização em carvoarias do Piauí

Carvoaria ilegal embargada pelo Ibama no PI, em foto de arquivo A mesma vistoria foi solicitada ano passado, onde resultou em várias denúncias, embargos e paralisações das atividades. O Ministério Público Federal no Piauí, por meio do procurador da República Tranvanvan Feitosa, encaminhou ofício ao superintendente do Ibama no Piauí, Romildo Mafra, requisitando a realização de nova vistoria técnica na região dos cerrados e caatinga do estado do Piauí e também nos

Instaurado inquérito para apurar agressão a indígenas guarani-kaiowá em Dourados, MS

Foto do MPF Agressores atiraram contra acampamento e queimaram barracos e pertences dos índios. Para MPF, índios vivem em situação análoga a de campos de refugiados. O procurador da República Marco Antonio Delfino de Almeida, do Ministério Público Federal (MPF) em Dourados, instaurou inquérito para apurar a agressão sofrida por indígenas acampados às margens da BR-483, na região conhecida como Curral do Arame, a dez quilômetros de Dourados (MS). Na última

MPF pede paralisação de obras em usinas eólicas de Aracati

Construção de empeendimentos causa danos ao meio ambiente e destruição de sítios arqueológicos. Ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal no Ceará (MPF/CE) e Ministério Público do Estado (MP/CE) pede anulação do licenciamento ambiental e imediata paralisação das obras de construção das três usinas eólicas (Bons Ventos, Enacel e Canoa Quebrada) que formam o Parque Eólico de Aracati (Litoral Leste) de responsabilidade da empresa Bons Ventos Geradora de Energia S/A.

No Brasil, em três dias, ricos gastam o mesmo que pobres em um ano

Imagem: Corbis/Charles Waller No Brasil, o que um pobre gasta em um ano é o mesmo gasto por um rico - que faz parte de 1% da população - em três dias. A constatação é do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que divulgou ontem (24) uma análise com base nos dados apresentados na semana passada pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) relativa ao ano de 2008. 19079

Pesquisadores estimam que já ultrapassamos os limites da Terra

* Para três desses limites da ação humana - ciclo do nitrogênio, perda da biodiversidade e mudanças climáticas -, os autores do artigo argumentam que a fronteira aceitável já foi atravessada * Cientistas estipulam valores máximos para a ação do homem de modo a evitar consequências catastróficas. Em alguns itens, como perda da biodiversidade e mudanças climáticas, os limites já eram Identificar e quantificar os limites da Terra que não podem

Kaiowá Guarani: um genocídio silencioso?

Esta parte da análise da conjuntura desta semana começa com uma confissão: estamos há dois dias tentando refletir sobre os últimos acontecimentos que envolvem os indígenas Kaiowá Guarani no Mato Grosso do Sul. Diante dos acontecimentos – de sua dramaticidade, crueldade, descaso, repetência, interesses econômicos envolvidos – faltam as palavras certas para assinalar com precisão a ênfase que deveriam ter. Somos tomados pelo sentimento da indignação. E achamos por bem

Belo Monte: a população não se cala. Entrevista especial com Sônia Magalhães

Público durante uma das audiências sobre a UHE Belo Monte As cinco audiências que ocorreram nas regiões que sofrerão influência em função da construção da usina hidrelétrica de Belo Monte foram marcadas pela presença de um número muito grande de pessoas. Com lotação ultrapassada, diversas pessoas, principalmente ligadas a movimentos sociais, ficaram de fora. “O objetivo da audiência é de ouvir a população, embora não tenha, por lei, nenhum caráter deliberativo”,

Belo Monte ou ‘Belo Monstro’? A tríplice devastação

Belo Monte ou ‘Belo Monstro’? A tríplice devastação Energia para quem? As forças da resistência Goela abaixo, usina acima Qual modelo de desenvolvimento? Um projeto economicamente, socialmente e ambientalmente devastador. Assim é definido pelo movimento social a construção da usina de Belo Monte. Considerada a maior obra de infraestrutura já realizada no país desde Itaipu e o terceiro maior empreendimento hidrelétrico do planeta, atrás apenas do projeto chinês de Três Gargantas

Lobby das usinas de etanol por mudança no zoneamento da cana enfrenta resistência no Congresso

Os representantes das usinas de etanol devem enfrentar resistências no Congresso em sua estratégia de alterar alguns pontos do projeto de lei do governo que institui o zoneamento agroecológico da cana no país. Por outro lado, terão que negociar com ruralistas e governadores estaduais a preservação de outra parte do texto para garantir a imagem de defesa ambiental embutida no projeto. A Frente Ambientalista é contra modificar o texto original por

Estudo do Imazon estima que 76% dos crimes ambientais ocorrem em área protegida

Desmatamento na Amazônia, em foto de arquivo Já se sabe que muitos crimes ambientais ocorrem dentro de unidades de conservação, como parques e reservas, e de áreas indígenas. Mas um estudo divulgado ontem mostra que, de pelo menos 1.200 infrações na Amazônia ocorridas entre janeiro de 1998 e março de 2008, 76% foram registradas em áreas de proteção integral, ou seja, que não poderiam ser alteradas pelo homem. Os dados são do

Pesquisa indica que El Niño do futuro vai trazer seca ao Sudeste

/> Arte/Folha de S.Paulo O aquecimento global tem grandes chances de mudar a dinâmica do El Niño, um dos fenômenos periódicos mais importantes para o clima da Terra. A forma mais atípica do fenômeno pode se tornar cinco vezes mais comum, trazendo consequências como secas no Sudeste e no Sul do Brasil. O declínio do El Niño convencional e a ascensão do chamado El Niño Modoki (palavra japonesa que significa "parecido, mas

Top