Índice da edição de 11/09/2009

As fantásticas fábricas de celulose, artigo de Mayron Régis Estudo inédito aponta que o Cerrado já emite CO2 nos mesmos níveis que a Amazônia Governo lança plano para combater o desmatamento do Cerrado Mato Grosso concentra municípios que mais desmataram o Cerrado em seis anos (UHE Belo Monte) Ato Público: Belo Monstro Não! Consórcio da Usina Hidrelétrica de Aimorés é réu em mais uma ação do MPF/MG Ibama descumpre ordem judicial na Reserva do Tinguá Juruti, Pará

As fantásticas fábricas de celulose, artigo de Mayron Régis

[EcoDebate] O padre Antônio Vieira, um dos mestres da língua portuguesa, em suas longas pregações na igreja da Sé, cidade de São Luis, ensinava, nos idos do século XVII, que no Maranhão as pessoas mentiam com uma facilidade estonteante. As mentiras possuem penas curtas, mas, infelizmente, captar de antemão as suas peculiaridades pouca gente consegue. Os maranhenses gracejam bastante quando captam no vocal do outro alguma inverdade, alguma insegurança e alguma

Estudo inédito aponta que o Cerrado já emite CO2 nos mesmos níveis que a Amazônia

Soja no Cerrado. Foto da AE A degradação do bioma Cerrado já é responsável pelo mesmo nível de emissões de CO2 da Amazônia e pelo dobro do desmatamento da floresta. A constatação é parte de um estudo do Ministério do Meio Ambiente (MMA) apresentado nesta quinta-feira (10/9) pelo ministro Carlos Minc. Ele anunciou, também, a abertura de consulta pública para o PPCerrado - Plano de Ação para Prevenção e Controle do

Governo lança plano para combater o desmatamento do Cerrado

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, apresenta o primeiro monitoramento do desmatamento do Cerrado brasileiro, onde, desmata-se uma área de 20 mil quilômetros quadrados a cada ano, o dobro do que é desmatado na Amazônia (10/09/2009). Foto: Antonio Cruz/ABr * O atual ritmo de devastação do Cerrado é de cerca de 20 mil km² por ano – o dobro do da Amazônia * O governo lançou ontem (10) um plano

Mato Grosso concentra municípios que mais desmataram o Cerrado em seis anos

A secretária de Biodiversidade e Florestas, Maria Cecília, participa da apresentação do primeiro monitoramento do desmatamento do Cerrado brasileiro, onde, desmata-se uma área de 20 mil quilômetros quadrados a cada ano, o dobro do que é desmatado na Amazônia (10/09/2009). Foto: Antonio Cruz/ABr * O desmatamento no bioma já atingiu 48,2% da cobertura original – quase um milhão de quilômetros quadrados. A média é de 1% de vegetação nativa a

(UHE Belo Monte) Ato Público: Belo Monstro Não!

O Fórum da Amazônia Oriental (FAOR) e a Articulação Pan-Amazônia vem publicamente manifestar sua solidariedade aos povos tradicionais e populações originários do Rio Xingu na sua luta contra a construção da hidrelétrica de Belo Monte. Há mais de vinte anos, os povos do Xingu vêm resistindo aos projetos de construção de grandes hidrelétricas na região. Projetos estes que, ao invés de resolver seus problemas, estão aumentando a miséria, a violência, a

Consórcio da Usina Hidrelétrica de Aimorés é réu em mais uma ação do MPF/MG

Consórcio faz acordo ilegal com município de Itueta para substituir condicionante ambiental que deveria ter sido cumprida há mais de cinco anos O Ministério Público Federal (MPF) em Governador Valadares (MG) ajuizou ação de improbidade administrativa contra o Consórcio da Hidrelétrica de Aimorés, o prefeito do Município de Itueta e o presidente da Câmara Municipal. Eles são acusados de conluio para o descumprimento de uma condicionante ambiental estabelecida na Licença de

Ibama descumpre ordem judicial na Reserva do Tinguá

Condenado pela Justiça, instituto deveria estar sinalizando parque federal A pedido do Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF/RJ), a Justiça ordenou que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) começasse a sinalizar, até agosto passado, a Reserva Biológica do Tinguá, na Baixada Fluminense. Condenado em maio numa ação civil pública do MPF, o Ibama tinha três meses para iniciar a sinalização da reserva respeitando

Juruti, Pará : Alcoa é acusada de contaminar lençóis freáticos

O Ministério Público de Juruti instaurou procedimento para apurar possível contaminação do lençol freático nas regiões de Jabuti e Santo Hilário, causada pelas obras da empresa Alcoa, a partir de denúncias dos comunitários da Associação Comunitária da Gleba Curumucuri. Programas de Controle Ambiental relacionados ao monitoramento das águas na região estão dentre as condicionantes da empresa para obtenção da licença de operação da mina de exploração de bauxita. 18552

Workshop internacional reúne meteorologistas em Belém

O Sistema de Proteção da Amazônia, vinculado à Casa Civil da Presidência da República, promove, de 15 a 18 de setembro em Belém, o Workshop Internacional dos Usuários do Software Titan (/Thunderstorm, Identification, Tracking, Analysis and Nowcasting/). Importante instrumento para o trabalho dos meteorologistas, o Titan é um programa de uso livre em constante evolução que permite, através do uso de dados de radar, a identificação da tempestade, sua análise,

Construindo com tijolos ecológicos

O professor Armando Lopes Moreno Junior e os tijolos feitos com mistura de solo e cimento: produto de excelente qualidade e mais barato do que o convencional (Foto: Antoninho Perri) Professor da FEC coordena pesquisas focadas em materiais alternativos É muito grande a diversidade de pesquisas realizadas nas universidades

Células-tronco injetadas em ratos com insuficiência dos rins são capazes de prevenir e até de regenerar a função e o tecido renal

Eficiência do tratamento com células-tronco: na imagem A, células renais de um rato sadio; na B, as de um animal com insuficiência renal; as outras mostram células renais de ratos que receberam uma (C) e três (D) doses de células-tronco (fotos: Lúcia Andrade) Células-tronco para doenças renais – O tratamento atual das doenças renais crônicas se resume à terapia de hemodiálise ou ao transplante. Mas, de acordo com estudos apresentados

Top