Índice da edição de 09/09/2009

Fiscalização liberta 98 trabalhadores escravos em obra da Votorantim para o PAC Furnas é condenada por danos ambientais no município de Duque de Caxias (RJ) Operação do Ibama apreende madeira e lacra serraria no sul do Amazonas Rio de Janeiro: Instituto Estadual do Ambiente (Inea) prepara medidas para conter a poluição do ar Senador e prefeito promovem crime ambiental no Rio Jari, Amapá Desvendando o significado de REDD, REDD+ e REDD++ Destruir com uma mão, tomar

Fiscalização liberta 98 trabalhadores escravos em obra da Votorantim para o PAC

O Ministério Público do Trabalho, a Polícia Rodoviária Federal e o Ministério do Trabalho e Emprego libertaram 98 pessoas empregadas em situação análoga à escravidão entre os municípios de Caçu e Itarumã, no sudoeste de Goiás. Os trabalhadores faziam desde junho o corte das árvores da área de 4.700 hectares do futuro reservatório da Usina Hidrelétrica de Salto do Rio Verdinho (93 megawatts). A usina está sendo contruída pela Companhia Brasileira

Furnas é condenada por danos ambientais no município de Duque de Caxias (RJ)

Empresa e município têm seis meses para obras urgentes - A partir de ação do Ministério Público Federal (MPF), a Justiça condenou Furnas Centrais Elétricas e o município de Duque de Caxias (RJ) a recomporem os danos ambientais na encosta do morro na Vila Canaã, que abriga antenas de transmissão elétrica que põem em risco a segurança da população. A 5ª Vara Federal de São João de Meriti ordenou que

Operação do Ibama apreende madeira e lacra serraria no sul do Amazonas

A Operação Kaaetè II apreendeu, no distrito de Santo Antonio do Matupi, sul do município de Manicoré no Amazonas, 737 toras de madeira de espécies como angelim, cedro, cumaru, ipê, jatobá, maçaranduba, dentre outras. São aproximadamente 1.700 m³ de madeira em tora e 342 m³ de madeira serrada. O carregamento de madeira foi o equivalente a 150 caminhões utilizados para o transporte da carga apreendida. Uma madeireira que estava

Rio de Janeiro: Instituto Estadual do Ambiente (Inea) prepara medidas para conter a poluição do ar

* A poluição atmosférica em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, atinge picos que superam em 150 vezes o limite, o que pode provocar inúmeros problemas na população como tosse, agravamento da asma, bronquite, doenças do coração, irritação das mucosas e prejuízo aos pulmões. * Para reduzir a poluição do ar, que ultrapassa os padrões aceitáveis em algumas áreas do Rio de Janeiro, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) prepara

Senador e prefeito promovem crime ambiental no Rio Jari, Amapá

O Ministério Público Estadual ingressou com ação cautelar, com pedido de liminar contra o município de Laranjal do Jari, no Amapá. A ação, proposta pela Promotoria de Justiça daquele município requer a paralisação do aterramento que ocorre desde o dia 27 de agosto em área de ressaca do Rio Jari. A ação foi proposta pelos os promotores de Justiça Vinícius Mendonça Carvalho e Ricardo Crispino Gomes que flagraram o crime ambiental,

Desvendando o significado de REDD, REDD+ e REDD++

Com a proximidade da reunião da Conferência do Clima de Copenhague (COP 15), em dezembro próximo, crescem as discussões sobre assuntos relativos às discussões internacionais que deverão levar a um novo acordo mundial sobre o clima. Um dos temas de maior interesse para o público brasileiro é o REDD, sigla para Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação florestal. É um mecanismo que permite que se remunerem os responsáveis por

Destruir com uma mão, tomar com a outra: biomassa, REDD e florestas

As florestas viraram manchetes de jornal atualmente. Impedir o desmatamento irá ajudar-nos a abordar a mudança climática (pelo menos se o carbono armazenado nas florestas não for comercializado para permitir que as emissões continuem em outros lugares). Mesmo assim, as florestas nunca estiveram sob uma ameaça tão séria. Reduzir o desmatamento é uma boa idéia. Detê-lo de vez seria melhor. Pagar aos povos indígenas e comunidades locais que protegem as florestas

Uganda: plantações como sumidouros de carbono, onde as árvores são mais importantes que as pessoas

A New Forests Company, companhia sediada no Reino Unido, está estabelecendo plantações de árvores em Uganda, Moçambique e Tanzânia. A companhia diz que “Apesar de estarem baseados na economia do florestamento comercial, nossos projetos são assegurados por créditos de carbono ... em cumprimento do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo. Isso significa que seus lucros da venda de madeira aumentarão através da venda de “créditos do carbono” a indústrias poluidoras no Norte.

Leite orgânico traz mais benefícios a leites fermentados probióticos

[1]Leite orgânico: características nutricionais elevadas devido ao manejo dos animais O leite produzido no sistema orgânico tem potencial para servir de matéria-prima para leites fermentados probióticos, como aponta uma pesquisa realizada na Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da USP. Além de manter os benefícios para a saúde do produto feito com leite comum, o leite fermentado orgânico tem maior teor de ácido linoleico conjugado, substância que pode ajudar no reforço das

Revista Nanotecnologia a manipulação do invisível

A nanotecnologia manipula átomos e moléculas para realizar processos, construir coisas ou construir seres vivos, desencadeando uma onda de inovações em todos os setores da indústria. Ela funciona re-arranjando a matéria na escala de átomos, que são a forma mais elementar da estrutura de qualquer coisa ou de qualquer ser vivo. 18445

Experiência da Articulação no Semiárido de Pernambuco em livro

A Articulação no Semiárido de Pernambuco (ASA/ PE) terá sua experiência lançada em livro na próxima quinta-feira, 10 de setembro, a partir das 19h, na Livraria Cultura Paço Alfândega, em Recife. A iniciativa do livro partiu da “afirmativa da ASA de que as desordens políticas, e não as ambientais marcam as dificuldades da vida no Semiárido”, diz a autora, Wedna Cristina Marinho Galindo. 18442

Top