Índice da edição de 04/06/2009

A miséria faz coisas inacreditáveis. Prendam o governo, também! artigo de Nelson Tembra Urânio: Ministério Público processa INB, Estado da Bahia e municípios de Caetité e Lagoa Real Nota pública da Sociedade Paraense em Defesa dos Direitos Humanos Sobre Criminalização dos Movimentos Sociais Ibama concede licença de instalação para Hidrelétrica de Jirau Justiça Federal paralisa licenciamento de Belo Monte MPF ajuiza ações contra fazendas e frigoríficos por devastarem Floresta Amazônica Mesa redonda aprova princípios e critérios

A miséria faz coisas inacreditáveis. Prendam o governo, também! artigo de Nelson Tembra

Já está presa mãe flagrada pela reportagem do ‘Fantástico’ em Portel [PA], no Marajó, que negociou a filha por R$ 500... [Ecodebate] Os maiores problemas do Marajó estão na parte oriental do arquipélago. A parte leste, mais desenvolvida, é onde se concentra o maior movimento turístico e os Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) são melhores. Na parte oriental, ficam municípios como Portel, que estão entre os de menor IDH do Estado. Os

Urânio: Ministério Público processa INB, Estado da Bahia e municípios de Caetité e Lagoa Real

Há cerca de 20 anos, organizações e movimentos sociais denunciam os riscos da exploração do urânio e os perigos do ciclo de produção da energia nuclear [Por Zoraide Vilasboas, para o EcoDebate] O juiz de Direito da Comarca de Caetité, José Eduardo das Neves Brito, concedeu liminar na Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Estadual (MPE), em 10 de dezembro do ano passado, contra a Indústrias Nucleares do Brasil (INB),

Nota pública da Sociedade Paraense em Defesa dos Direitos Humanos Sobre Criminalização dos Movimentos Sociais

(caso da manutenção de prisão dos militantes do Movimento dos Atingidos por Barragens) 1. Temos vindo a defender perante a sociedade que existe uma prática de desqualificação das ações de movimentos sociais e defensores de direitos humanos, operada por segmentos da imprensa e setores do próprio Estado brasileiro, em suas diversas esferas, incluindo o Judiciário. Em geral esta prática tende a tornar crime as ações de quem faz parte de organizações

Ibama concede licença de instalação para Hidrelétrica de Jirau

O presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Roberto Messias, assinou na noite de ontem (3) a licença de instalação para a Usina Hidrelétrica de Jirau, no Rio Madeira, em Rondônia. De acordo com o Ibama, a licença tem 54 condicionantes que deverão ser cumpridas pela Energia Sustentável do Brasil (ESBR), responsável pelo empreendimento. Entre as condicionantes, estão exigências ambientais e socioeconômicas. A licença de

Justiça Federal paralisa licenciamento de Belo Monte

Ordem para suspender o processo atende pedido do Ministério Público Federal em Altamira. A Justiça Federal em Altamira aceitou parcialmente os argumentos do Ministério Público Federal e mandou suspender, ontem, a aceitação dos Estudos de Impacto Ambiental da hidrelétrica de Belo Monte. O Ibama havia aceitado os Estudos no último dia 25 de maio, mesmo com seus próprios técnicos apontando falhas no trabalho. Com a decisão, o licenciamento fica paralisado até

MPF ajuiza ações contra fazendas e frigoríficos por devastarem Floresta Amazônica

Desmatamento na Amazônia, em foto de arquivo O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ações contra 20 fazendas e 13 frigoríficos por causarem devastação da Floresta Amazônica por meio da pecuária. Além disso, 69 empresas que comercializam os subprodutos bovinos dos frigoríficos receberam notificações para que parem de revender esses itens. A área de pasto das 20 fazendas que criam gado de forma ilegal é responsável pelo desmatamento de 157 mil hectares de

Mesa redonda aprova princípios e critérios para soja responsável, mas Aprosoja se retira das negociações

A assembléia geral da Mesa Redonda da Soja Responsável (RTRS, sigla em Inglês) aprovou, no dia 28 de maio, os princípios e critérios para certificação da Soja Responsável nos diferentes elos da cadeia: produção, comércio e transformação. A Aprosoja - Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso se retirou da mesa redonda por não concordar com a aprovação de medidas que possam restringir

A poeira do deserto do Saara, na África, tem uma influência importante no regime de chuvas da Amazônia

Pesquisador da USP e grupo internacional desvendam propriedades das partículas que formam nuvens de gelo e confirmam: poeira do deserto do Saara influencia regime de chuvas na Amazônia. Estudo foi publicado na Nature Geoscience (Fotos: LBA) Poeira do deserto faz chover na floresta - A poeira do deserto do Saara, na África, tem uma influência importante no regime de chuvas da Amazônia. A afirmação, que pode parecer inusitada à primeira vista,

Boicotemos as empresas que destroem o ambiente, apela Vandana Shiva

Nesta entrevista, a física ativista ambiental indiana Vandana Shiva comenta a importância da defesa da Amazônia e da biodiversidade que a área concentra. E afirma que, nesse sentido, os índios têm muito a nos ensinar. A reportagem é de Francesca Caferri, publicada no jornal La Repubblica, 01-06-2009. A tradução é de Moisés Sbardelotto. 14391

Decrescimento ou barbárie!

Imagem: IHU Com outras palavras, mesmo distribuído, o consumo é demasiado alto para um único Planeta dar conta. Com isso estamos querendo chamar a atenção para o fato de que há um imperativo de mexer realmente na lógica econômica vigente. Sem isso não há saída. É nesse sentido que, novamente, apontam vários dos entrevistados pela Revista. Latouche prossegue propondo o que ele chama de “decrescimento”, o que não é “crescimento negativo”.

O pacote anti-ambiental. A ofensiva dos grupos econômicos

O caso brasileiro é emblemático. Assiste-se a uma ofensiva sem precedentes de grandes grupos econômicos, capitaneados pelo agronegócio, sobre os recursos naturais. “Seja por intermédio de suas bancadas na Câmara e no Senado ou através de suas entidades de classe, os setores ligados ao agronegócio e às obras de infra-estrutura estão mobilizados de Norte a Sul para reverter pontos da legislação ambiental por eles considerados como um entrave ao desenvolvimento

Top