Índice da edição de 02/06/2009

Estatísticas de acesso ao EcoDebate, em maio de 2009 Acidificação dos oceanos causará grandes prejuízos e desemprego Consumo: Desafio Ético, artigo de Frei Betto Conflitos Ambientais no Triângulo e Alto Paranaíba são mapeados, artigo de Carlos Perez Ibama esclarece leilão do boi pirata e multa ao Bertin MPF e Ibama processam empresas da pecuária que contribuem para a devastação na Amazônia BNDES cria programa para reflorestamento da Mata Atlântica Embrapa desenvolve nova variedade de mandioca biofortificada Técnicos concluem

Estatísticas de acesso ao EcoDebate, em maio de 2009

Os acessos ao EcoDebate continuam a manter a sua curva de crescimento, atingindo a média diária de 7.101,29 sessões e 28.557,65 impressões, o que dá ao portal uma posição de destaque no segmento. Este é o resultado de um esforço coletivo, do esforço de diversas pessoas para que o Ecodebate tenha um conteúdo relevante, centrado em temas ligados às questões sócio-ambientais, dosando cidadania e meio ambiente como questões centrais dos grandes

Acidificação dos oceanos causará grandes prejuízos e desemprego

Acidificação dos oceanos. [Por Henrique Cortez, do EcoDebate] A acidificação dos oceanos, resultado direto do aumento de emissões de CO2, está causando grandes impactos nos ecossistemas marinhos, e isto, certamente, trará grandes prejuízos para a indústria pesqueira, também impactando a economia e a oferta de emprego no setor. Pressão pesqueira já reduz vida nos oceanos a nível ‘insustentável’. Os estoques pesqueiros estão em declínio desde 1980 e a sobrepesca pode ser

Consumo: Desafio Ético, artigo de Frei Betto

Imagem: Corbis [EcoDebate] Ao viajar pelo Oriente, mantive contatos com monges do Tibete, da Mongólia, do Japão e da China. Eram homens serenos, comedidos, recolhidos em paz em seus mantos cor de açafrão. Outro dia, eu observava o movimento do aeroporto de São Paulo: a sala de espera cheia de executivos, com telefones celulares, preocupados, ansiosos, geralmente comendo mais do que deviam. Com certeza, já haviam tomado café da manhã em casa,

Conflitos Ambientais no Triângulo e Alto Paranaíba são mapeados, artigo de Carlos Perez

Foi realizada no Instituto Santa Clara, em Uberlândia, a OFICINA CIDADANIA E JUSTIÇA AMBIENTAL, promovida pelo Grupo de Temáticas Ambientais – GESTA, da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Os conflitos ambientais na perspectiva dos movimentos sociais foi o foco do evento. Etnias indígenas, Quilombolas, Sindicato de Trabalhadores Rurais, ONGs Ambientais, Pastoral da Terra, Pescadores, Ambientalistas, Estudantes universitários e comunidades atingidas, representaram o Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. 14303

Ibama esclarece leilão do boi pirata e multa ao Bertin

1) O pregão eletrônico do gado apreendido na Terra do Meio, por ordem judicial, foi organizado pela Conab, que pertence ao Ministério da Agricultura. 2) O objetivo do leilão do gado apreendido, por decisão judicial, não foi o de “fazer caixa” para o governo, mas sim o de realizar uma operação exemplar que garantisse a drástica redução do desmatamento na região e a integridade das unidades de conservação, como posteriormente foi

MPF e Ibama processam empresas da pecuária que contribuem para a devastação na Amazônia

Frigoríficos e fazendeiros podem pagar indenizações bilionárias. Supermercados e indústrias também podem ser responsabilizados pelo desmatamento ilegal de mais de 150 mil hectares Um levantamento inédito, feito pelo Ministério Público Federal e pelo Ibama, conseguiu rastrear as empresas da cadeia da pecuária que contribuem para a devastação na Amazônia. Pela primeira vez, através de pesquisa nos registros de compra e venda de bois, foi possível comprovar quem comercializa os rebanhos criados

BNDES cria programa para reflorestamento da Mata Atlântica

Foto aérea de trecho preservado da Mata Atlântica As organizações sociais e não governamentais e entidades do setor público e privado têm até o próximo dia 1º de julho para se candidatarem a recursos do programa BNDES Mata Atlântica, com dotação prevista de R$ 15 milhões para o período de dois anos. Criado no mês passado, o novo programa tem o objetivo de apoiar os projetos de recuperação de matas ciliares e

Embrapa desenvolve nova variedade de mandioca biofortificada

Embrapa enriquece dieta alimentar dos brasileiros - Os brasileiros poderão contar, na sua dieta alimentar, com mais um produto, cujo valor nutricional foi enriquecido por pesquisadores da Embrapa Agroindústria de Alimentos. Trata-se da mandioca Jari, que está sendo lançada nesta semana durante a 3ª Reunião Anual da Biofortificação no Brasil, que ocorre até sexta-feira (5) em Aracaju. A pesquisadora Marília Nutti, da Embrapa Agroindústria de Alimentos, coordenadora do projeto de

Técnicos concluem mapeamento do Aquífero Guarani

A ação dos agrotóxicos na lavoura e a falta de saneamento básico em regiões metropolitanas onde se localiza o Aquífero Guarani podem sobrecarregar o manancial, que tem cerca de 7.500 poços que abastecem centenas de cidades. Na região do centro da cidade de Ribeirão Preto, em 30 anos, o aquífero baixou 60 metros. Esses foram alguns dos problemas constatados pelo mapeamento da área, uma das fases do Projeto de Proteção Ambiental

Rio de Janeiro inaugura o Fundo Estadual da Mata Atlântica

Para recuperar e ampliar a Mata Atlântica localizada em território fluminense foi inaugurado ontem (1º) o Fundo da Mata Atlântica do Rio de Janeiro, na sede do governo do estado, em Botafogo, zona sul da cidade. A experiência é pioneira e trabalhará com princípios de parceria público-privada. O mecanismo financeiro e operacional foi desenvolvido pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), inspirado no projeto Arpa (Áreas Protegidas da Amazônia) e integra

Decrescimento ou barbárie! Entrevista especial com Serge Latouche

Imagem: Stockxpert “O consumo diminuirá em substância, enquanto seu valor continuará aumentando”, avalia o economista francês Serge Latouche, em entrevista concedida por e-mail à IHU On-Line. Segundo ele, a crise financeira e o caos ambiental instalados no planeta farão o capitalismo reencontrar “a lógica de suas origens, ou seja, crescer às custas da sociedade”. Ao ser questionado sobre a possibilidade de conciliar crescimento econômico e sustentabilidade, ele é enfático: “Impossível. É

Top