Índice da edição de 16/03/2009

Cidades Sustentáveis, artigo Carol Salsa Garrafas de água PET podem conter Xenoestrogênios ou estrogênios ambientais Especial: Usuários de crack se sentem escravizados pela droga; familiares podem desenvolver distúrbios psicológicos Especial: Menores que vivem na rua estão entre as vítimas mais vulneráveis do crack Especial: Dependentes de crack enfrentam indefinição de tratamentos e problemas no sistema de saúde Estudo do Instituto de Economia (IE) da Unicamp mensura relevância econômica do saneamento básico Projeto de Proteção Ambiental e

Cidades Sustentáveis, artigo Carol Salsa

"Uma cidade sustentável depende da capacidade de reorganizar os espaços, gerir novas economias externas, eliminar as deseconomias de aglomeração, melhorar a qualidade de vida das populações e superar as desigualdades sócio-econômicas para o crescimento econômico."( Eduardo Alva, 1997 ) [EcoDebate] As cidades surgiram no interior das sociedades agrícolas no ano 2.000 a.c , no Egito. Na idade média, devido ao comércio praticado a longa distância, as cidades adquiriram a feição de

Garrafas de água PET podem conter Xenoestrogênios ou estrogênios ambientais

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Garrafas plásticas de água, em embalagens PET, polietileno tereftalato, podem conter quantidades substanciais de produtos químicos que ‘imitam’ ou alteram o hormônio estrógeno. Dentre estes produtos químicos que possuem esta capacidade de atuar como Xenoestrogênios ou estrogênios ambientais destacam-se os controversos ftalatos e o bisfenol-A (BPA). A pesquisa [Endocrine disruptors in bottled mineral water: total estrogenic burden and migration from plastic bottles] foi realizada por cientistas

Especial: Usuários de crack se sentem escravizados pela droga; familiares podem desenvolver distúrbios psicológicos

Para morador de rua, o vício do crack exige o consumo de pelo menos 10 pedras por dia Foto: Marcello Casal Jr./ABr Usuários de crack se sentem escravizados pela droga O começo do vício é sempre parecido. Primeiro é o consumo de maconha, depois vem a cocaína. O crack é o próximo passo. Ele não escolhe cor, gênero, classe social ou religião. Com poder avassalador, invadiu a sociedade, quebrou regras, transpôs limites

Especial: Menores que vivem na rua estão entre as vítimas mais vulneráveis do crack

Adolescentes usam pilastras como abrigo para fumar crack Foto: Marcello Casal Jr./ABr Embora o crack esteja disseminado entre todas as classes sociais, para crianças e adolescentes o consumo nem sempre é uma opção, mas um meio de sobrevivência. Para resgatar a juventude desses meninos e meninas, organizações não-governamentais (ONG) investem na educação e ressocialização dos menores. “A droga faz parte de quem está na cultura da rua. A gente percebe que,

Especial: Dependentes de crack enfrentam indefinição de tratamentos e problemas no sistema de saúde

Internação, medicamentos, grupos de auto-ajuda, espiritualidade. A indefinição para o tratamento de dependentes de crack abre o leque de possibilidades para os que procuram ajuda ou cura. A doença, chamada adicção, manifesta sintomas nas crises de abstinência, como tremores, forte agitação, suor excessivo e, em alguns casos, até reações violentas. Os tratamentos têm, aos poucos, abandonado técnicas radicais, como amarrar o paciente e utilizar medicação forte para acalmá-lo, que estão sendo

Estudo do Instituto de Economia (IE) da Unicamp mensura relevância econômica do saneamento básico

Estação de tratamento de água em Barueri, na Grande São Paulo: números da pesquisa indicam que segmento movimenta cerca de R$ 20 bilhões ao ano (Foto: Dilvulgação) Que o setor de saneamento básico no Brasil tem uma elevada importância social e ambiental todo mundo sempre soube. O que ninguém conhecia até agora é a relevância econômica do segmento para o país. Estudo coordenado por pesquisadores do Núcleo de Economia Industrial e

Projeto de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do Sistema Aquífero Guarani aponta riscos de poluição e de redução do aquífero

Mapa da área de extensão do Aquífero Guarani Estudo aponta riscos de poluição e de redução do Aquífero Guarani - O Aquífero Guarani, uma das maiores reservas mundiais de água doce, encrustado em rochas debaixo da terra, em quatro países latino-americanos, corre sérios

Porto Alegre: Dinheiro no lixo

Arte: Rodrigo Vizzotto/D3 Refém de uma logística mal planejada – e sem contar com o apoio da população que não quer unidades de transbordo ou aterros próximos do seu nariz – a Prefeitura de Porto Alegre gasta por mês R$ 3,5 milhões para mandar o resíduo urbano para Minas do Leão. Por Naira Hofmeister m dezembro de 2008, Porto

Pesquisa da Ensp/Fiocruz alerta para doenças transmitidas por alimentos

A maioria dos entrevistados não confere etiquetas, composição, data de validade e origem dos alimentos A carência de informações sobre higiene e segurança alimentar, destinadas aos segmentos populacionais mais vulneráveis às doenças transmitidas por alimentos (DTA), motivou o desenvolvimento de uma pesquisa coordenada pelo pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) William Waissmann. O estudo foi submetido a um edital do CNPq e teve como produtos a construção de

Ibama inicia operação contra desmatamento na Amazônia

Desmatamento na Amazônia, em foto de arquivo O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) inicia hoje (16) a Operação Arco Verde, que prevê ações contra o desmatamento florestal e alternativas para o desemprego no setor madeireiro da Amazônia. O Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia para 2009 foi anunciado na sexta-feira (13) pelo coordenador-geral de Fiscalização do Ibama, Luciano Evaristo, em entrevista à Rádio

Fraternidade e democracia na vida e na política

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) vem promovendo desde dezembro de 1963 a sua Campanha da Fraternidade, que já tratou dos mais diversos temas da realidade brasileira focando em cada ano uma questão como objeto de estudo, debate e reflexão entre os católicos. A Campanha já teve como tema inclusive a água, assunto tratado em 2004, quando se discutiu o risco da escassez e a necessidade da preservação dos

Top