Índice da edição de 05/03/2009

A alienação consumista e a degradação dos ecossistemas marinhos, por Henrique Cortez Ibama libera instalação da usina nuclear de Angra e reavalia exigência sobre lixo nuclear Comentário do Ecodebate sobre a matéria ‘Ibama libera instalação da usina nuclear de Angra e reavalia exigência sobre lixo nuclear’ Pesquisa conclui que o consumo de brócolis combate inflamações respiratórias Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH) elabora estudo e relatório de impacto em Direitos Humanos em Grandes Projetos Erosão

A alienação consumista e a degradação dos ecossistemas marinhos, por Henrique Cortez

Nos últimos dez anos a população de atuns vermelhos diminuiu 90 por cento. [EcoDebate] O rápido esgotamento dos estoques pesqueiros e a crescente degradação dos ecossistemas marinhos são temas que muitas pessoas já ouviram falar, mas, definitivamente, não se importam ou não se preocupam. O relatório da FAO ‘The State of World Fisheries and Aquaculture 2008’ foi bastante noticiado, inclusive aqui no EcoDebate, mas a reação foi mínima, tanto no Brasil como

Ibama libera instalação da usina nuclear de Angra e reavalia exigência sobre lixo nuclear

O presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Roberto Messias Franco, assinou ontem (4) a licença de instalação da usina nuclear de Angra 3, no Rio de Janeiro. A licença prevê 44 exigências a serem cumpridas pela Eletronuclear, responsável pelo empreendimento. O início das obras depende ainda da licença de construção da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN). O cronograma de Angra 3 prevê que

Comentário do Ecodebate sobre a matéria ‘Ibama libera instalação da usina nuclear de Angra e reavalia exigência sobre lixo nuclear’

Usina Nuclear de Angra 2, foto da Eletronuclear [EcoDebate] O licenciamento, como detalhado na matéria "Ibama libera instalação da usina nuclear de Angra e reavalia exigência sobre lixo nuclear", foi concedido como esperado, mas, uma leitura mais atenta permite percerber que ele demonstra mais uma 'flexibilização' nos processos de licenciamento. Em agosto de 2008 o ministro Minc declarava com 'firmeza' que Angra 3 não teria licença sem o depósito definitivo para

Pesquisa conclui que o consumo de brócolis combate inflamações respiratórias

Dr. Marc Riedl, pesquisador líder do estudo e professor assistente de Imunologia Clínica e Alergia na David Geffen School of Medicine, da UCLA [Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Pesquisadores da University of California - Los Angeles, UCLA, relatam que um composto naturalmente encontrado em crucíferos, como brócolis e outros vegetais, pode ajudar a proteger contra inflamações respiratórias, que provocam asma, rinite alérgica e doença pulmonar obstrutiva crônica. Publicada na edição de março

Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH) elabora estudo e relatório de impacto em Direitos Humanos em Grandes Projetos

CAPITALISMO VERDE? MNDH produz instrumentos de monitoramento dos impactos dos grandes projetos sob a ótica dos Direitos Humanos Em 2003, durante a I Conferência Nacional de Meio Ambiente, em Brasília, indígenas e quilombolas denunciavam o desrespeito aos direitos humanos da Aracruz Celulose – uma gigante do setor de produção de papel que atua na região sul do país -, enquanto o governo Lula tecia homenagens à mesma no Rio de Janeiro, pelo

Erosão genética ameaça espécies da Amazônia

Plantas, animais e peixes da Amazônia podem estar correndo risco de extinção sem que a causa do problema esteja diretamente ligada à destruição do seu ecossistema. “Muitas espécies estão ameaçadas pela diminuição de sua variabilidade genética, por viverem isoladas em bolsões”, alerta a bióloga Vera Maria Almeida Val, pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). 10640

Gases de Efeito Estufa: Emissão nos EUA precisa cair mais depressa do que propôs Obama, dizem especialistas

No orçamento que enviou ao Congresso dos EUA, o presidente Barak Obama estabeleceu metas de redução de emissões de gases de efeito estufa — uma mudança de 180 graus em relação à política de seu antecessor, George W. Bush. As metas, estabelecidas no texto que acompanha o orçamento, são de redução de 14% das emissões de gás carbônico até 2020 e de 83% até 2050, em relação aos níveis de

Meninos de até 4 anos são os mais vulneráveis a intoxicações não intencionais no Rio

Em 55% dos casos havia citações dos prováveis fatores determinantes, como produto ao alcance de crianças e armazenamento em frasco inadequado causando confusão (Foto: Romero Mendonça/Governo do ES) Um estudo divulgado na última edição da revista Cadernos de Saúde Pública, que analisou informações sobre esses eventos registradas nos dois Centros de Controle de Intoxicações (CCIs) da cidade do Rio de Janeiro, mostra que meninos de até 4 anos de idade são

A primeira Conferência Nacional de Comunicação. Pela universalização da comunicação. Entrevista especial com Carolina Ribeiro

Se o espectro do rádio e da TV são públicos, por que pouco temos voz dentro deles? E por que não nos escutam quando pretendemos debater o teor do conteúdo veiculado? Há anos, questões éticas e de direitos humanos estão necessitando de um debate no que diz respeito à comunicação no Brasil e suscitam um retorno do governo federal. Durante o Fórum Social Mundial deste ano, essa resposta finalmente veio:

A humanidade caminha para uma ‘catástrofe em câmara lenta’. Entrevista com Ladislau Dowbor

A humanidade caminha para uma “catástrofe em câmara lenta” e as aventuras especulativas com os alimentos, a má distribuição alimentícia, o consumo irracional e o mau manejo da água contribuem para acelerar os problemas da fome no mundo contemporâneo. Essa posição é defendida por Ladislau Dowbor, economista e professor do PPG em Administração da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Em entrevista concedida por e-mail à IHU On-Line, o

As biocivilizações do futuro e o potencial brasileiro. Entrevista com Ignacy Sachs

Defensor da biocivilização, o economista Ignacy Sachs diz que esse processo apresenta uma solução para os dilemas da humanidade. No entanto, ele alerta: “Não é possível discutir o problema da insegurança alimentar e da segurança energética a partir da biomassa, sem recolocar no centro do debate a questão de um novo ciclo de desenvolvimento rural”. Em entrevista concedida por telefone à IHU On-Line, na última semana, Sachs anuncia que estamos nos

Top