Índice da edição de 19/01/2009

Gaza: Uma guerra ilegítima. Entrevista especial com Arlene Clemesha As mudanças climáticas podem ser desastrosas para a economia dos países em desenvolvimento, por Henrique Cortez Revista alemã identifica contaminação do mel por transgênicos e agrotóxicos, por Henrique Cortez Ambientalistas e organizações sociais criticam a proposta de novo código ambiental de Santa Catarina Pesquisador afirma que a ciência e a tecnologia estão longe de ser politicamente neutras Guerra de água, artigo de Danilo Pretti di Giorgi O

Gaza: Uma guerra ilegítima. Entrevista especial com Arlene Clemesha

Três semanas de um conflito que, na verdade, é antigo, complexo pelas diferenças culturais e de interesses. “É uma situação extremamente complexa, que envolve três gerações que passam por conflitos criados por motivos políticos que podem ser resolvidos, mas necessitam do envolvimento de pessoas de consciência no mundo todo, da pressão de Estados no mundo todo”, diz a professora Arlene Clemesha. A IHU On-Line conversou com ela, por telefone, sobre

As mudanças climáticas podem ser desastrosas para a economia dos países em desenvolvimento, por Henrique Cortez

Campo de arroz, na Ásia, devastado pela seca. Foto: Sipa Press/Rex, na New Scientist [EcoDebate] O aquecimento global não apenas irá devastar agricultura nos países em desenvolvimento, como poderá comprometer a estabilidade econômica e política, em uma extensão global muito maior do que fora previamente imaginado É o que estima um novo estudo, recentemente publicado. 8750

Revista alemã identifica contaminação do mel por transgênicos e agrotóxicos, por Henrique Cortez

A revista alemã Öko-TEST, de 02/01/2009, a partir de testes em laboratório, identificou uma generalizada contaminação do mel por transgênicos e agrotóxicos. [EcoDebate] Na sua edição janeiro, a revista alemã Öko-TEST, publicou uma matéria especial sobre a análise de 24 marcas de mel comercializadas na Alemanha, incluindo 6 marcas produzidas a partir de pólen de canola, A análise visava identificar a eventual contaminação por transgênicos e agrotóxicos, bem como outros critérios

Ambientalistas e organizações sociais criticam a proposta de novo código ambiental de Santa Catarina

Proposta de novo código ambiental gera polêmica em Santa Catarina - Ainda abalada com a tragédia causada pelas cheias, a população de Santa Catarina convive agora com uma polêmica proposta de mudanças da legislação ambiental. O Executivo estadual pretende unificar todas as leis que tratam do assunto em um código ambiental. No entanto, ambientalistas catarinenses criticam vários pontos do projeto e o consideram inconstitucional. 8743

Pesquisador afirma que a ciência e a tecnologia estão longe de ser politicamente neutras

Para Fernando Tula Molina, da Universidade de Quilmes, as crenças de que a ciência e a tecnologia são politicamente neutras e de que as inovações são sinônimo de progresso afastam o conhecimento das necessidades sociais (foto: F.Castro) A ciência e a tecnologia estão longe de ser politicamente neutras e as novas descobertas não correspondem necessariamente a progressos para a sociedade, segundo o professor Fernando Tula Molina, da Universidade de Quilmes, na

Guerra de água, artigo de Danilo Pretti di Giorgi

Imagem: Corbis [Correio da Cidadania] Em dias de calor paulistano, por falta de uma praia ou de um rio limpo para nadar, enchemos no quintal uma pequena piscina portátil. Dia desses, domingo de verão, deixei meu filho dentro da baleia azul de plástico e pedi para que mantivesse a mangueira ali dentro apenas até enchê-la. Saí de perto e, logo depois, quando voltei para ver a quantas andava o processo, vi

O mundo segundo a Monsanto, artigo de Ivo Lesbaupin

"O mundo segundo a Monsanto" é o livro de Marie-Monique Robin, recentemente lançado no Brasil pela Editora Radical Livros, São Paulo. O livro tem tido uma impressionante repercussão internacional. Ivo Lesbaupin doutor em Sociologia pela Université de Toulouse-Le-Mirail, na França e, atualmente, professor na Universidade Federal do Rio de Janeiro. (UFRJ), comenta o livro em artigo que publicado, originalmente, na página www.iserassessoria.org.br 8734

Até quando? artigo de Eduardo Galeano

Há dois anos, Eduardo Galeano, escritor e jornalista uruguaio, escreveu esse texto sobre a agressão de Israel ao Líbano. Até quanto continuaremos a aceitar que este mundo enamorado da morte é nosso único mundo possível? Até quando os horrores continuarão a ser chamados de erros? Esta carnificina de civis começou a partir do seqüestro de um soldado. Até quando o seqüestro de um soldado israelense poderá justificar o seqüestro da soberania palestina? Até quando

Floresta Zero: Código Florestal coloca quatro ministérios em conflito

Quatro ministérios entraram em conflito no início deste ano por causa do Código Florestal, em exame pelo Congresso. Em uma aliança incomum, os ministros da Agricultura, Reinhold Stephanes, que cuida da parte empresarial, e do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, responsável pela agricultura familiar e dos sem-terra, uniram-se contra o colega do Meio Ambiente, Carlos Minc. Os ambientalistas querem manter restrições ao desmatamento, com exigência de 80% de floresta nas propriedades

Mapas e GPS usados por populações locais para se contraporem a latifundiários, madeireiros e grileiros

Mapeamento comunitário em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Santarém. As comunidades tradicionais da Amazônia detêm um vasto conhecimento dos espaços que ocupam. Image ID number: 2926450, © Greenpeace / Alberto César Araújo Mapas e GPS viram armas de caboclos na Amazônia - Quase uma década depois de a monocultura da soja ter tomado de assalto a região de Santarém, no Pará, o impacto dessa atividade sobre

Por mês, 900 caminhões de lixo são retirados das rodovias paulistas. Parcerias com ONGs garantem reciclagem

Detritos aumentam o risco de acidentes, prejudicam a drenagem das pistas e causam mortes de animais Todos os meses, as concessionárias que administram 4,3 mil quilômetros da malha rodoviária paulista retiram cerca de 900 caminhões cheios de lixo das estradas. O levantamento, realizado pela Agência Reguladora de Transporte (Artesp) a pedido do Estado, dá uma ideia do tamanho do problema causado por porcalhões que, ao viajar, parecem se esquecer de levar

Top