Índice da edição de 16/07/2008

DETER verifica 1.096 km2 desmatados na Amazônia em maio Devastação da Amazônia no mês de maio tem pouca alteração. Minc não vê tendência de queda em redução do desmatamento Amazônia: Desmatamento aumenta 116% nos últimos 12 meses Cientista quer combate ao avanço da pecuária sobre floresta para diminuir desmatamento da Amazônia IBAMA: Operação Arrastão apreende 11 toneladas de palmito no Amapá Especialistas alertam para o risco de o semi-árido se transformar em um imenso deserto Pará:

DETER verifica 1.096 km2 desmatados na Amazônia em maio

De acordo com o sistema DETER – Detecção do Desmatamento em Tempo Real, 1.096 km2 da floresta foram mapeados como corte raso ou degradação progressiva durante o último mês de maio, período em que 46% da Amazônia Legal esteve coberta por nuvens. Esta área é semelhante à verificada em abril, quando foram detectados 1.123 km2 desmatados com 53 % de cobertura de nuvens. 2782

Devastação da Amazônia no mês de maio tem pouca alteração. Minc não vê tendência de queda em redução do desmatamento

São José dos Campos, 15 (AE) - Em maio, a devastação da Amazônia foi de 1.096 quilômetros quadrados. A conclusão, divulgada hoje (15) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) foi detectada pelo sistema Deter - Detecção do Desmatamento em Tempo Real. Os estragos foram mapeados como corte raso (quando não há mais floresta) e como degradação progressiva (quando a destruição segue aos poucos) durante o último mês de maio, período

Amazônia: Desmatamento aumenta 116% nos últimos 12 meses

CAMPINAS - O desmatamento acumulado na Amazônia nos últimos 12 meses foi 116% maior do que o acumulado dos 12 meses anteriores, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Entre junho de 2007 e maio de 2008, foram derrubados ou degradados 7.666 quilômetros quadrados de floresta, comparado a 3.543 km2 no mesmo período de 2006 a 2007. Os cálculos são do Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real

Cientista quer combate ao avanço da pecuária sobre floresta para diminuir desmatamento da Amazônia

O Brasil não conseguirá enfrentar a devastação da Amazônia sem a consolidação de uma política agropecuária que limite a expansão da produção sobre a floresta, de acordo com o climatologista e pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Carlos Nobre. Por Luana Lourenço, da Agência Brasil. 2776

IBAMA: Operação Arrastão apreende 11 toneladas de palmito no Amapá

Palmitos derrubados Macapá (15/07/2008) - Mais de onze toneladas de palmito foram apreendidas pela Operação “Arrastão”, realizada no período de 1º a 10 de julho em ilhas do Arquipélago do Bailique (AP), Ilha de Caviana e nos municípios de Afuá e Anajás (PA). Coordenada pela Divisão de Controle e Fiscalização (Dicof) da Superintendência do Ibama no Amapá, com apoio de policiais militares ambientais, a ação teve como objetivo combater o desmatamento

Especialistas alertam para o risco de o semi-árido se transformar em um imenso deserto

O Brasil que seca. Substituição da pecuária e da monocultura por atividades menos agressivas à natureza é uma das possíveis soluções Dentro do Brasil, há um outro país, miserável e dominado pela seca, onde a sobrevivência é árdua e as ações em favor do meio ambiente são raras. Na área de 1,3 milhão de quilômetros quadrados que compõem o semi-árido, a natureza está sendo derrotada pelo homem. E vice-versa. Ali, vivem

Pará: Guerra por madeira vale R$ 30 bilhões. Madeireiros ilegais criam milicias para disputar área de mais de 1 milhão de hectares

Numa região de difícil acesso e distante cerca 140 km do município de Santarém, no Oeste do Estado, milícias de madeireiros ilegais estão se matando dentro da mata fechada numa disputa que põe em jogo uma área de mais de 1 milhão de hectares de floresta primária e que possui cerca de R$ 30 bilhões em madeira. Por Alailson Muniz, da Agência Amazônia, no O Liberal, PA, Edição de 15/07/2008.

Da fome à obesidade, artigo de Jorge Marirrodriga

O sobrepeso se converte em epidemia também nos países emergentes. O estilo de vida urbano e a “comida lixo” alteram a dieta tradicional. Segue a íntegra do artigo de Jorge Marirrodriga publicado no El País, 11-07-2008. A tradução é do Cepat. 2760

A biotecnoloagia aposta nos agrocombustíveis / La biotecnología le apuesta a los agrocombustibles, artigo de Carmelo Ruiz Marrero

[EcoPortal.net] Hay un nuevo partícipe en las deliberaciones internacionales en torno al calentamiento global y los agrocombustibles: la industria de la biotecnología. Los gigantes corporativos de la genética proponen nuevas tecnologías, como árboles transgénicos, etanol celulósico de segunda generación y biología sintética, para sacar a la sociedad de su dependencia de los combustibles fósiles y combatir el cambio climático. 2758

Novo supercomputador do Inpe tentará prever futuro do aquecimento no Brasil

O ministro Sergio Resende anuncia a aquisição do novo supercomputador na reunião da SBPC No começo de 2009, entra em operação no Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) o primeiro supercomputador brasileiro capaz de estudar cenários do clima global em um futuro distante. O anúncio foi realizado durante conferência do ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, na 60ª Reunião da SBPC. O ministério investirá R$ 35 milhões e a Fapesp

Top