Índice da edição de 01 de julho de 2008

O trabalho no campo e a raiz dos contrastes. Entrevista com Claudio Dedecca, do Instituto de Economia, da Unicamp Sergio Besserman: aquecimento global é uma realidade inequívoca trabalho degradante em lavoura de cana-de-açúcar: MTE liberta 250 trabalhadores em Goiás Avaliação Ambiental da Performance do Programa Cisternas do MDS em Parceria com a ASA: Índice de Sustentabilidade Ambiental ISA Dendê é opção energética para comunidades isoladas União acusa Vale de invadir assentamentos Presos 7 por crime ambiental

O trabalho no campo e a raiz dos contrastes. Entrevista com Claudio Dedecca, do Instituto de Economia, da Unicamp

ÁLVARO KASSAB O Brasil está ingressando no século XXI com distorções típicas de uma sociedade pré-capitalista. A opinião é do economista e professor Claudio Dedecca, do Instituto de Economia (IE), que acaba de desenvolver pesquisa sobre o mercado de trabalho no Brasil. O eixo central da investigação, cujos resultados foram apresentados no último dia 20 durante concurso para professor titular, são os contrastes decorrentes do setor agrícola. 2575

Sergio Besserman: aquecimento global é uma realidade inequívoca

O currículo é extenso – economista por formação, com mestrado e doutorado nesta área, ex-presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), conselheiro da World Wild Foundation Brasil (WWF-BR), atual presidente do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos (IPP) e professor da PUC-RJ – assim como sua preocupação com o meio ambiente. O ambientalista Sérgio Besserman Vianna foi um dos conferencistas do 3º Seminário Internacional Direito e Saúde e

trabalho degradante em lavoura de cana-de-açúcar: MTE liberta 250 trabalhadores em Goiás

Fiscais constataram situação degradante de trabalho em lavoura de cana-de-açúcar; trabalhadores, aliciados por um gato, são provenientes do Nordeste Brasília, 30/06/2008 - O Grupo de Fiscalização da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Goiás resgatou cerca de 250 trabalhadores rurais encontrados em situação de trabalho degradante. Eles foram encontrados em usina no município goiano de Porteirão. 2573

Avaliação Ambiental da Performance do Programa Cisternas do MDS em Parceria com a ASA: Índice de Sustentabilidade Ambiental ISA

FICHA TÉCNICA Instituição executora: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) – EMBRAPA Semi-Árido. Equipe responsável: Aderaldo de Souza e Silva (coordenador), Suzana Maria Valle Lima, Luiza Teixeira de Lima Brito e Paulo Pereira da Silva Filho. Equipe SAGI: Cláudia Regina Baddini Curralero, Juana Luccini e Oscar Arruda d’Alva. Órgão de Cooperação Técnica Internacional: Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) Carta Acordo: Projeto UTF/BRA/064 – Fundação de Apoio à Pesquisa e ao Agronegócio

Dendê é opção energética para comunidades isoladas

Áreas afastadas de centros urbanos, que não têm acesso à rede de distribuição de energia elétrica, podem ser beneficiadas pela geração de energia a partir do óleo de dendê in natura. É o que apontam pesquisas realizadas por Valéria Said de Barros Pimentel, chefe da Divisão de Engenharia de Avaliação, do Instituto Nacional de Tecnologia (INT). Por Marina Mezzacappa, da ComCiência. 2571

União acusa Vale de invadir assentamentos

Segundo relatório do Incra, mineradora negociou diretamente com 53 assentados no Pará terras de reforma agrária. Órgão diz que área na qual empresa já iniciou obras de projeto bilionário de produção de níquel foi adquirida ilegalmente. Por Eduardo Scolese, da Sucursal Brasília e João Carlos Magalhães, da Agência Folha em Ourilândia do Norte (PA), na Folha de S.Paulo, 29/06/2008. Por meio de um relatório carimbado pela presidência do Incra (Instituto Nacional

Presos 7 por crime ambiental em Fernando de Noronha

Recife - Em uma operação deflagrada no fim de semana no Arquipélago de Fernando de Noronha, a 545 quilômetros do Recife, a Polícia Federal (PF) prendeu sete pessoas em flagrante por crime ambiental. Elas seriam responsáveis por oito construções ou ampliações de obras em área do Parque Nacional Marinho, que ocupa 70% do território e onde as construções são expressamente proibidas. Os 30% restantes são de proteção ambiental e só

Sem projetos para florestas, país deixa de usar US$ 125 mi

Verba corresponde a 30% das doações de países ricos a programa criado na ECO-92. Governo diz que, do total não usado, US$ 52 mi estão empenhados em projetos atuais e US$ 18 mi não foram liberados por doador. Por Valdo Cruz e Leandra Peres, da Folha de S. Paulo, 30/06/2008. Dezesseis anos depois de acumular US$ 402,383 milhões em doações de países ricos, o governo brasileiro não gastou efetivamente cerca de

A Amazônia tem dono? artigo de Danilo Pretti Di Giorgi

[Correio da Cidadania] Fazer como o Lula fez, batendo no peito como um gorila e gritando "a Amazônia tem dono!", como resposta às novas investidas de defesa da "internacionalização da Amazônia", é tão fácil quanto inócuo. Eu gostaria mesmo era de ver nosso presidente mostrar-se, com decisões políticas corajosas e ousadas e com resultados, digno de ter sob sua tutela uma região tão importante para o futuro da humanidade. 2567

Desmatamento cresce mais rápido nos países andinos

As pressões sobre a Amazônia estão crescendo em alguns países sul-americanos a um ritmo mais acelerado do que no Brasil. Dados compilados em um relatório que será publicado pela Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), indicam que o desmatamento aumentou principalmente na Bolívia e no Equador, enquanto que na Colômbia segue alto, apesar de uma redução em relação à década passada. Pelo menos duas ameaças são comuns à floresta

Top