Jobim anuncia controle militar de ONGs na Amazonia

'Há este conceito de que a Amazônia é um lugar livre, mas ela é território soberano brasileiro', disse o ministro - SÃO PAULO - Conforme havia antecipado o Estado, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, anunciou na quinta-feira, 24, planos para um controle militar sobre ONGs, grupos religiosos e outras entidades estrangeiras que atuam na Amazônia. O 'Estado' antecipou o anúncio nesta quinta-feira, 24. Por Reese Ewing, da Agência

Moradores não querem mineração de Urânio, Protestos nos EUA e em Portugal, por que o silêncio no Ceará?

Como a indústria de Etanol, a indústria nuclear também afirma que eles podem salvar o planeta contra o aquecimento global. “Um dos principais estandartes para o renascimento do interesse na energia nuclear é o de que esta seria amiga do clima”, explicou Pedro Martins Barata, Presidente da Associação Euronatura - Centro para o Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável. “É certo que a geração de energia nuclear não gera diretamente quaisquer

Vale desenvolve projeto de mineração em áreas de assentamento da Reforma Agrária

O jornal Valor Econômico do dia 18/01/2007 trouxe a seguinte notícia: “A Vale do Rio Doce deu a partida para tocar seus projetos de produção de níquel no Brasil ao assinar contratos de fornecimento de serviços de infra-estrutura para a obra da mina de Onça Puma. A jazida deverá produzir 55 mil toneladas de níquel ao ano quando estiver em plena operação, em 2009. Após a compra da Inco e

O Brasil dos Agrocombustíveis: Os Impactos das Lavouras sobre a Terra, o Meio e a Sociedade, Volume 1, Soja e Mamona

A Repórter Brasil divulga, nesta quinta (24), o relatório “O Brasil dos Agrocombustíveis – Impactos sobre terra, meio e sociedade”, volume 1 – Soja e Mamona. Com 60 páginas, o relatório, que analisa os impactos socioeconômicos, trabalhistas, fundiários, ambientais e sobre comunidades tradicionais causados pelas culturas da soja e da mamona, será divulgado em português, espanhol e inglês. O lançamento será realizado no dia 24 de abril, às 15h15, na

Oito empresas emitem 63% de todo o CO2 industrial em São Paulo. Cosipa lidera emissões

Oito empresas são responsáveis por 63% de toda a emissão de CO2 das indústrias paulistas. Elas respondem por cerca de 18 milhões dos mais de 29 milhões de toneladas do principal gás responsável pelo efeito estufa emitidas todos os anos. No topo da lista está a Companhia Siderúrgica Paulista (Cosipa), responsável por 6,357 milhões de toneladas do gás lançado na atmosfera, em 2006. Por Emilio Sant"Anna, do O Estado de

Ministério: adulteração só atingiu 6% do leite testado

Apenas 6% das 1.182 amostras de leite coletadas no País no ano passado apresentaram algum tipo de adulteração. A informação foi dada nesta quarta-feira pelo diretor de inspeção de produtos de origem animal da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Nelmon Oliveira da Costa, em audiência pública promovida pela Comissão de Defesa do Consumidor para analisar as conseqüências da operação Ouro Branco da Polícia Federal - que, no

Arco de Fogo ultrapassa R$9 milhões em multas na terceira semana em Paragominas

Belém (23/04/08) - Com um total de R$ 9,7 milhões em multas lavradas, a operação Arco de Fogo chega à terceira semana de ação em Paragominas, sudeste do Pará.Dezenove estabelecimentos, entre serrarias madeireiras e áreas pertencentes a pessoas físicas, foram vistoriados, dos quais oito foram lacrados e todos multados.Mais de 6,5 mil m³ de madeira em tora e serrada foram apreendidas, 105 m³ de carvão vegetal e 130 estéreos de

A miopia do debate energético, artigo de Heitor Scalambrini Costa

[EcoDebate] O debate energético brasileiro sofre um bloqueio praticamente impenetrável contra qualquer iniciativa a favor de fontes de energia elétrica, que não sejam geradas pelas mega-hidrelétricas. Por outro lado, não faltam ainda aqueles que consideram a opção nucleoelétrica limpa (?), por não emitir gases de efeito estufa, desconsiderando os efeitos de eventuais acidentes e do “lixo” produzido pelos reatores nucleares. 691

IIRSA: neoliberalismo físico ou a versão territorial do livre comércio, artigo de Luis Fernando Novoa Garzon

[Correio da Cidadania] Redesenhar o continente sul-americano, com vistas a uma meticulosa redefinição de seu papel na divisão internacional do trabalho, a partir da montagem de uma infra-estrutura regional especializada. Esse é o objeto da IIRSA – Iniciativa de Integração da Infra-estrutura Regional Sul-americana. Nada menos que a contrapartida física das políticas de livre comércio. Nada mais que uma integração regional facultada a alimentar os fluxos mundiais de capitais. 690

Top