Nesse dia primeiro de abril o governo Lula ganha o título de mentiroso nacional

Pontes fechadas, acampamento e ocupação, paralisações de trabalhadores, panfletagem em diversas cidades, dentro e fora da Bacia do rio São Francisco. Essas são algumas das mobilizações que aconteceram durante a manhã de ontem (01) e que continuaram durante a tarde, como parte das mobilizações do dia primeiro de abril, também chamado de “Dia da Mentira do Governo e da Verdade do Povo”. Texto de Clarice Maia, Articulação Popular São Francisco

Critério para conservar

Resolução da Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo determina que critérios para autorização de supressão de vegetação nativa serão estabelecidos por mapa de áreas prioritárias para conservação feitos no Programa Biota-FAPESP. Por Fábio de Castro, da Agência FAPESP, 01/04/2008. 125

Moratória da Soja: Sai os mais novos dados sobre o monitoramento da soja na Amazônia

A Moratória da Soja, compromisso estabelecido em julho de 2006 entre indústrias e exportadores associados à ABIOVE (Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais) e ANEC (Associação Nacional dos Exportadores de Cereais) de não adquirir soja oriunda de novos desmatamentos do Bioma Amazônia, acaba de mostrar seu primeiro resultado: a avaliação de campo para identificar se ocorreu plantio de soja nas áreas desflorestadas entre agosto de 2006 e junho de

Plano de Zoneamento Sócio-econômico Ecológico, MT: Depois de três governos, zoneamento pode ser contaminado por ano eleitoral

O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Sérgio Ricardo (PR), anunciou nesta segunda-feira a realização de audiências públicas para debater o Plano de Zoneamento Sócio-econômico Ecológico. Inicialmente nas principais cidades de 12 regiões do Estado. Mas pode ser até um pouco mais dependendo do grau de discussões e politização que a matéria vai apontar. Em outras palavras, o maior projeto administrativo do Estado deverá consumir mais um ano entre debates e

SP: Área poluída da zona oeste terá parque

Estudo mostra contaminação em antiga usina de compostagem, mas longe da superfície, na Vila Leopoldina - A Prefeitura de São Paulo planeja inaugurar em dezembro uma parte do Parque Orlando Villas Boas, no terreno da antiga usina de compostagem de lixo da Vila Leopoldina, na zona oeste de São Paulo. Um estudo encomendado à empresa Geo Company constatou que a contaminação no solo é ainda pior do que se pensava,

Responsabilidade Social das Empresas: a Percepção do Consumidor em 2006 e 2007

O relatório "Responsabilidade Social das Empresas - Percepção do Consumidor Brasileiro, Pesquisa 2006-2007, divulgado dia 26/3 pelo Instituto Akatu, Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social e a Market Analysis Brasil reúne os dados interessantes e monitora as percepções dos consumidores diante da questão da responsabilidade social das empresas. Por Naná Prado*, do Mercado Ético. 120

Céticos admitem aquecimento do clima, mas negam que seja problema

Os céticos do clima estão mudando o discurso. Confrontados com um virtual consenso de que o aquecimento global é real e é causado por atividades humanas, eles deixaram de negar a existência do problema --mas afirmam que não há motivo para preocupação. Por Claudio Angelo, Editor de Ciência da Folha de S.Paulo, na Folha Online, 01/04/2008 - 10h19. Na segunda-feira, dois céticos apresentaram seus argumentos para uma platéia de uma centena

Porto em Peruíbe ou Hong Kong Sul Americana? artigo de Telma Delgado Monteiro

[EcoDebate] A LLX quer construir, em duas etapas, um Complexo Industrial e portuário em 2 400 hectares (24 milhões de metros quadrados) em plena praia, no município de Peruíbe em São Paulo. Pior, eles acham que podem cometer essa insanidade e convencer a sociedade de que ela é imprescindível para o desenvolvimento do país. Para isso começaram atropelando o processo de licenciamento ambiental e convenientemente ignorando que, nesse caso, a

Reforma agrária contra escravidão, artigo de Dalmo Dallari

"A desapropriação das terras onde se dá o trabalho escravo, além de ter clara e indiscutível base legal, será um ato de justiça e, além disso, deverá ter efeito exemplar. Os proprietários rurais honestos, que respeitam as leis e a ética na relação com os seus trabalhadores, deverão dar apoio firme e irrestrito ao presidente da República". A afirmação é de Dalmo Dallari, jurista, em artigo publicado no Jornal do

Top